Notícias

CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO DA REVISTA TROPOS 2020

2020-02-01

Convidamos os pesquisadores a enviar contribuições dentro das áreas de conhecimento propostas pela revista.

1. Jornalismo e Sociologia, 2. Teorias da Comunicação, 3. Estudos Culturais e de Gênero, 4. Narrativas Audiovisuais, 5. Semiótica, 6. Comunicação e Cultura Visual, 7. Jornalismo e Literatura, 8. Educação para os media, 9. Comunicação e Saúde, 10. Assessoria de Comunicação, 11. Interações midiatizadas.  

A primeira edição de 2020 será publicada em Julho. Data limite para submissões no primeiro semestre: 15 de maio de 2020. 

A segunda edição de 2020 será publicada em Dezembro. Data limite para submissões no segundo semestre: 30 de setembro de 2020  

Além das submissões com temas livres, a Revista organiza o seu terceiro dossiê intitulado Potências políticas do pop: gênero e ativismo na cultura pop

As submissões para o dossiê se estendem de 01 de fevereiro a 21 de junho de 2020. O dossiê será publicado em dezembro de 2020.

Editores do Dossiê: Christian Gonzatti (Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos), Felipe Viero Kolinski Machado Mendonça (Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP), Gabriela Cleveston Gelain (Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM-SP), Suzana Mateus (Universidade Federal de Pernambuco - UFPE)

As representações com as quais nos divertimos - através das muitas sensações mobilizadas por elas - também nos ensinam, junto com outros dispositivos pedagógicos e institucionais da sociedade, aquilo que é permitido ou não para determinados corpos. Na música pop, imaginários queer são mobilizados pela relação entre divas e fãs LGBTQs, ao mesmo tempo em que a objetificação daquilo que é da ordem do feminino, regido pela lógica do espetáculo e da mercadoria, também pode ser colocada em pauta. Celebridades são cobradas em relação aos seus posicionamentos políticos e, nesse processo, as plataformas digitais se transformam em espaços de fiscalização de suas performances para além dos palcos e das câmeras. Produções encapsuladas para os cinemas  ou em forma de séries geram disputas sobre a (in)visibilidade de identidades historicamente marginalizadas - assim como nas histórias em quadrinhos de super-heroínas e super-heróis, na literatura fantástica, nos games e nas telenovelas. Fãs fabulam através das narrativas midiáticas outros gêneros, sexualidades, corpos e possibilidades para as histórias que os afetam. Protestos ao redor do mundo utilizam cartazes e máscaras de personagens icônicas para exercerem cidadanias. E esses são apenas alguns exemplos. 

Saiba mais sobre CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO DA REVISTA TROPOS 2020

Edição Atual

v. 8 n. 2 (2019)
Publicado: 2020-05-11

Apresentação

Artigos

Ver Todas as Edições