<B> A OPOSIÇÃO CONSERVADORA AO MOVIMENTO PUNK NO BRASIL

Autores

  • Hélio Jorge Amaral Ribera Universidade Federal Fluminense - Mestrando Faculdade de Educação

Palavras-chave:

Música, movimento punk, conservadorismo

Resumo

O movimento punk no Brasil foi o primeiro movimento cultural legítimo advindo de anseios sociais da juventude que promoveu mudanças de comportamento significativas, trazendo forte conteúdo político. Originou-se do movimento punk inglês, sendo adotado aqui entre o final da década de 1970 e início da de 1980, por garotos de classes sociais mais carentes. Por esse motivo, enfrentou oposição de setores conservadores, principalmente da grande mídia. Por ter invadido meios de produção antes monopolizados por grandes corporações, como a indústria fonográfica, e ter criado sua própria rede de informações através dos fanzines, o movimento punk no Brasil foi monitorado em seus eventos e shows. Alvo de matérias em TV e revistas que buscavam atingir seu caráter, os jovens punks sofreram consequências que se estenderam até seus empregos. É sobre esses acontecimentos que trata este artigo.

Biografia do Autor

Hélio Jorge Amaral Ribera, Universidade Federal Fluminense - Mestrando Faculdade de Educação

Mestrando UFF educação, Bacharel em em Pintura UFRJ, Professor Artes Vicuais rede FAETEC

Downloads

Publicado

2018-11-25

Como Citar

RIBERA, H. J. A. &lt;B&gt; A OPOSIÇÃO CONSERVADORA AO MOVIMENTO PUNK NO BRASIL. Communitas, [S. l.], v. 2, n. Esp, p. 157–179, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/COMMUNITAS/article/view/2117. Acesso em: 26 jan. 2022.