EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

reflexões e possibilidades no uso do livro didático de Inglês

Autores

Palavras-chave:

Educação de jovens e adultos, Língua Inglesa, Livro didático, Interculturalidade crítica e reflexiva

Resumo

Dentre os recursos pedagógicos disponíveis no cenário atual da educação brasileira, o Livro Didático (LD) desponta como um potencial instrumento de transformação da experiência de aprender, bem como da realidade dos educandos. Por isso, ele precisa ser compreendido como um produto social, perpassado por questões pedagógicas, econômicas, políticas, sociais e culturais (CORACINI, 2011a; SIQUEIRA, 2012; inter alia). É nessa perspectiva que esse artigo visa a analisar a proposta para o trabalho com a língua inglesa de um LD que é parte de uma coleção selecionada pelo PNLD EJA. Paralela à análise são sugeridas atividades de pré e/ou pós-leitura numa perspectiva crítico-reflexiva libertadora, que possam complementar o conteúdo de cada capítulo. Ao final, é possível concluir que embora se observe a presença de temas relevantes, os autores deixaram a desejar no que tange a indicações de possibilidades para desenvolvê-los; além disso, a maioria dos textos estão em língua materna, pouco espaço é dado ao acesso à língua inglesa, reduzindo as possibilidades de exposição do aluno à língua alvo por meio do LD.

Biografia do Autor

Lêda Regina de Jesus Couto, Universidade do Estado da Bahia

Mestra em Estudo de Linguagens pela Universidade do Estado da Bahia (2012). Professora Assistente da Universidade do Estado da Bahia e professora da educação básica do estado da Bahia.

Agnaldo Pedro Santos Filho, UNEB/CMS

Aluno do curso de pósgraduação em Educação de Jovens e Adultos (UNEB). Especialista em ensino de língua inglesa. Professor EBTT do Colégio Militar de Salvador.

Eduardo Ferreira dos Santos, Instituto Federal da Bahia

Doutor em Língua e Cultura (Linha: Aquisição, ensino e aprendizagem de línguas) pela Universidade Federal da Bahia (2015). Professor EBTT de inglês do Instituto Federal da Bahia, campus Salvador.

Referências

ALVARENGA, M. B.; BACELLAR, F. Construindo competências sobre e com o livro didático de inglês. In: ALVAREZ, M. L. O.; SILVA, K. A. (org.). Linguística Aplicada: múltiplos olhares. Campinas: Pontes Editores, 2007, p. 141-154.

ANECLETO, U. C. Tecnologias Digitais e Educação Escolar. Sul-Sul-Revista de Ciências Humanas e Sociais, Barreiras, v.1, no. 01, p. 104-123, 2020

ANICETO, E. A. F. Negritude, Racismo, Linguagem e Consciência: relato de uma experiência didática. Cadernos de Gênero e Diversidade, Salvador, v. 5, no. 1, p. 44-65, 2019.

ANJOS, F. A. dos. O inglês como língua franca global da contemporaneidade: em defesa de uma pedagogia pela sua desestrangeirização e descolonização. Revista Letra Capital, v. 1, n. 2, jul./dez. 2016, p. 95-117.

ARROYO, M. Passageiros da noite: do trabalho para a EJA: itinerários pelo direito a uma vida justa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

BAUMGARDNER, R. J. Teaching world Englishes. In: Kachru, B. et al. (org.) The handbook of World Englishes. Oxford: Blackwell Publishing, 2006. p.661-679.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei Federal nº 9.394. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf. Acesso em 18 de abril 2019.

BRASIL. Guia do Livro Didático PNLD EJA 2014. Brasília, 2014. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/phocadownload/programas/Livro_Didatico_PNLD/Guias/PNLD_2014_EJA/pnld_eja2014.pdf. Acesso em 08 de abril 2019

CORACINI, M. J. R. F. As experiências anteriores e a questão da interação em aula de leitura de língua estrangeira. Letras, Santa Maria, v.4, p. 41-49, jul/dez, 1992. Disponível em: http://w3.ufsm.br/revistaletras/artigos_r4/coracini.pdf Acesso em 17 de jan. 2019.

CORACINI, M. J. R. F. O livro didático de línguas estrangeiras e a construção de ilusões. In: CORACINI, M. J. R. F. (org.). Interpretação, Autoria e Legitimação do Livro Didático. 2ª ed.,Campinas, SP: Pontes Editora, p. 105-124, 2011a.

CORACINI, M. J. R. F. (2011b). O livro didático nos discursos da linguística aplicada e da sala de aula. In: CORACINI, M. J. R. F. (org.). Interpretação, Autoria e Legitimação do Livro Didático. 2ª ed. Campinas, SP: Pontes Editora, p. 17-26, 2011b.

FORTIN, M. F.; GRENIER, R.; NADEAU, M. Métodos de coleta de dados. In: FORTIN, M. F.; SALGUEIRO, N. (org.) O processo de investigação: da concepção à realização. Loures: Lusociências, Décarie Éditeur Inc., 1999, p. 239-265.

FRANZIN, L.; LOPES, M. M. Andragogia – a educação do adulto. Revista Científica on-line-Tecnologia, Gestão e Humanismo, v.9, nº 2, p. 69-83, 2019.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 13ª ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 23ª ed. São Paulo: Cortez, 1989.

GRIGOLETTO, M. Leitura e funcionamento discursivo do livro didático. In: CORACINI, M. J. R.F. (org.). Interpretação, Autoria e Legitimação do Livro Didático.2ª ed., Campinas, SP: Pontes Editora, p. 67-78, 2011a.

GRIGOLETTO, M. Seções de leitura do livro didático de língua estrangeira: lugar ou interpretação? In: CORACINI, M. J. R.F. (org.). Interpretação, Autoria e Legitimação do Livro Didático. 2ª ed., Campinas, SP: Pontes Editora, p.79 -92, 2011b.

HADDAD, C.; CABRAL, I. C. M.; TALLEI, J.; SILVA, L.L.G.; CASARIN, M.L.; SILVA, M. R.; SILVA, M. R.; GUERRA, M. T. T.; ALMEIDA, N. A.; ROMANIW, S. A. Linguagens e Códigos: ensino médio: educação de jovens e adultos. 1ª ed., São Paulo: Global Editora, 2013.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD), 2019. Disponível em https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101657_informativo.pdf&gt. Acesso em 20 nov. 2020.

KACHRU, B. B. World Englishes and Culture Wars. In: KACHRU, B. B.; KACHRU, Y.;

NELSON, C. L. The handbook of World Englishes. Sidney: Blackwell Publishing, 2006. p.446-471.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro, ed. 34, 1993, Coleção Trans, 1998.

OLIVEIRA, A. P. de. O desenvolvimento da competênia comunicativa intercultural (CCI): na fronteira com a prática de ensino. In: Scheyerl, Denise Chaves de Menezes; SIQUEIRA, Sávio (org.). Materiais didáticos para o ensino de línguas na contemporaneidade: contestações e proposições. EDUFBA, 2012. p. 189-212.

PAIVA, V. L. M. O. História do material didático de Língua Inglesa no Brasil. In: DIAS, R.; CRISTOVÃO, V. L. L. (org.). O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas: Mercado de Letras, 2009. p. 17-56.

PENNYCOOK, A. The Cultural Politics of English as an International Language. London: Longman, 1994.

PINTO, A. P.; PESSOA, K. N. Gêneros textuais: professor, aluno e o livro didático de Língua Inglesa nas práticas sociais. In: DIAS, R.; CRISTOVÃO, V. L. L. (org.). O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas: Mercado de Letras, 2009, p. 79-97.

SARMENTO, S.; LAMBERTS, D. O papel do livro didático no ensino de inglês: aspectos sobre sua importância, escolha e utilização. Revista (Con) Textos Linguísticos, Vitória, v. 10, nº 17, p. 291-300, 2016.

SILVA, R. C. O professor de línguas, o PNLD, o livro didático de línguas e outros materiais didáticos. A Cor das Letras, Feira de Santana, v.18, nº 3, 138-153, 2018.

SIQUEIRA, S. Se o inglês está no mundo, onde está o mundo nos materiais didáticos de inglês? In: Scheyerl, Denise Chaves de Menezes; SIQUEIRA, Sávio (org.). Materiais didáticos para o ensino de línguas na contemporaneidade: contestações e proposições. EDUFBA, 2012. p. 311-354.

TÍLIO, R. O papel do livro didático no ensino de Língua Estrangeira. Revista Eletrônica do Instituto de Humanidades. Duque de Caixias, v.VII, nº XXVI, p. 117-144, jul./set. 2008. Disponível em:

http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/reihm/article/viewFile/33/71%20 Acesso em 14 de jan. 2019.

Downloads

Publicado

2021-09-29

Como Citar

REGINA DE JESUS COUTO, L.; SANTOS FILHO, A. P.; FERREIRA DOS SANTOS, E. EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: reflexões e possibilidades no uso do livro didático de Inglês. Communitas, [S. l.], v. 5, n. 11, p. 232–251, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/COMMUNITAS/article/view/5156. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Temático