LÍNGUA PORTUGUESA COMO PASSAPORTE PARA A CIDADANIA: ESTUDO DE CASO COM IMIGRANTES HAITIANOS NO IFRS – CAMPUS BENTO GONÇALVES

  • Carina Fior Postingher Balzan Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
  • Leandro Rocha Vieira IFRS-Campus Bento Gonçalves
  • Júlia Sonaglio Pedrassani IFRS-Campus Bento Gonçalves
Palavras-chave: Imigrantes e refugiados, Língua portuguesa, Língua de acolhimento

Resumo

O artigo aborda o ensino da língua portuguesa para imigrantes haitianos desenvolvido no Curso de Extensão para imigrantes e refugiados do IFRS-Campus Bento Gonçalves. A abordagem teórica que ampara a proposta metodológica do curso é a de língua de acolhimento, dada a condição desses sujeitos, que chegam em situação de vulnerabilidade social, geralmente com pouquíssimos recursos financeiros e desgastados pelo processo migratório, agravado, ainda, pelo rompimento dos laços familiares, linguísticos e culturais. A pesquisa, de caráter exploratório, realizou um estudo de caso com os participantes do Curso, com aplicação de questionário, em que se buscou traçar o perfil sociocultural do grupo investigado. Os resultados permitem conhecer melhor os imigrantes, suas reais necessidades em relação à língua portuguesa, e auxiliam no delineamento de metodologias de ensino e materiais didáticos apropriados à turma, tornando o processo de ensino e de aprendizagem mais significativo e contribuindo, assim, para a integração social deles.

Referências

AMADO, R. S. O ensino de português como língua de acolhimento para refugiado. Revista SIPLE – Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira, v. 7, 2014. Disponível em http://bit.ly/2ZzK7EQ. Acesso em 02/07/2019.

BENVENISTE, Émile. Problemas de Linguística Geral. São Paulo: Ed. Nacional; Ed. da Universidade de São Paulo, 1976.

BRASIL, 1997. Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997. Define mecanismos para a implementação do Estatuto dos Refugiados de 1951, e determina outras providências. Disponível em http://bit.ly/37lQE90. Acesso em 04/06/2019.

GROSSO, Maria José dos Reis. Língua de acolhimento, língua de interação. Horizontes de Linguística Aplicada, v. 9, n. 2, 2010, p. 61-77. Disponível em http://bit.ly/2F0LhzM. Acesso em 15/05/2019.

IBGE, 2017. PNAD Contínua 2016: 51% da população com 25 anos ou mais do Brasil possuíam no máximo o ensino fundamental completo. 2017. Disponível em http://bit.ly/37lr1VC. Acesso em 19/09/2019.

POLÍCIA FEDERAL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Naturalização. Disponível em http://bit.ly/36cB6UM. Acesso em 26/09/2019.

SÃO BERNARDO, Mirelle Amaral de. Português como língua de acolhimento: um estudo com imigrantes e pessoas em situação de refúgio no Brasil. 2016. 206 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Linguística, UFSCar: São Carlos, 2016. Disponível em http://bit.ly/2Q7dDi2. Acesso em 12/06/2019.

STERN, H. H. Fundamental Concepts of Language Teaching. Oxford: Oxford University Press, 1983.

UEBEL, Roberto Rodolfo Georg; RÜCKERT, Aldomar Arnaldo. Haitianos no Rio Grande do Sul: panorama e perfil do fenômeno imigratório contemporâneo. Periplos: GT CLASCO - Migración Sur-Sur, Brasília, v. 01, n. 01, p. 92 - 110, 2018.

UEBEL, Roberto Rodolfo Georg. Análise do perfil socioespacial das migrações internacionais para o Rio Grande do Sul no início do século XXI: redes, atores e cenários da imigração haitiana e senegalesa. 2015. 248 f. Dissertação de mestrado (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Disponível em http://bit.ly/2SCAgMZ. Acesso em 10/05/2019.

ZAMBERLAN, Jurandir et. al. Os novos rostos da imigração no Brasil: haitianos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Solidus, 2014.

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Fior Postingher Balzan, C., Rocha Vieira, L., & Sonaglio Pedrassani, J. (2019). LÍNGUA PORTUGUESA COMO PASSAPORTE PARA A CIDADANIA: ESTUDO DE CASO COM IMIGRANTES HAITIANOS NO IFRS – CAMPUS BENTO GONÇALVES. Muiraquitã: Revista De Letras E Humanidades, 7(2). https://doi.org/10.29327/212070.7.2-3
Seção
DOSSIÊ