BORGES TRADUZIDO:

ESTRATÉGIA TRADUTÓRIA NO CONTO “EL INMORTAL” EM “EL ALEPH”

Palavras-chave: Tradução Literária, Jorge Luis Borges, El Inmortal, Flávio José Cardoso, Tradução Literal

Resumo

Este trabalho tem por objetivo fazer uma crítica à tradução do conto “El Inmortal”, presente no livro “El Aleph”, do escritor argentino Jorge Luis Borges, feita pelo escritor catarinense Flávio José Cardoso. Baseamo-nos em uma entrevista do próprio tradutor concedida a pesquisadoras da Universidade Federal de Santa Catarina para pautar a crítica com base no que ele descreve como sendo “desafiador” traduzir Borges, preferindo manter uma linha teórica da tradução arrolado na teoria literal da tradução e/ou palavra-por-palavra, que tem como principais defensores Aubert (1987) e Newmark (1988). Por meio desta pesquisa percebemos que traduzir um escritor tão renomado se torna um desafio ainda maior, levando o tradutor a optar por uma estratégia tradutória o mais próxima do texto original, com receio de cometer a tão discutida “infidelidade” na tradução.

Referências

ASEFF, Marlova Gonsales; CESCO, Andréa. Entrevista com Flávio José Cardozo. Revista Fragmentos, n. 28/29, p. 189-194, Florianópolis, jan. – dez. 2005. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/fragmentos/article/view/8139> Acesso em: 24 jan. 2019.
AUBERT, F. (1987). A tradução literal: impossibilidade, inadequação ou meta? In: Costa, W. C. (org.) Translation/tradução. Ilha do Desterro, 17, Florianópolis: Editora da UFSC.
BORGES, Jorge Luis. Ensaio autobiográfico. São Paulo: Companhia das letras, 2009.
BORGES, Jorge Luis. El Inmortal. In: (BORGES, Jorge Luis). Obras Completas. Buenos Aires: Emecé Editores, 1974.
BORGES, Jorge Luis. O Imortal. In: (BORGES, Jorge Luis). O Aleph. São Paulo: Editora Globo, 1999.
BENJAMIN, Walter. A tarefa do tradutor. In: BRANCO, L. C. (Org.). A tarefa do tradutor, de Walter Benjamin: quatro traduções para o português. Tradução de João Barrento. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.
CAVALHEIRO, Juciane; FONSECA, Rosa Maria Tavares. O duplo em Borges: Análise dos contos “O Outro”, “O Sul”, “O inverossímil impostor Tom Castro” e “O morto”. Anuário de Literatura, vol. 16, n. 1, p. 154-170, 2011.
MICALI, Danilo Luis Carlos. O traço irônico do lirismo em Borges em O Aleph e a ironia existencial de Quiroga em A galinha degolada. Anais do SILEL, vol. 3, n. 1. Uberlândia: EDUFU, 2013.
NEWMARK, P. A texbook of translation. London: Prentice Hall, 1988.
ORTEGA Y GASSET, J. Miséria e esplendor da tradução. Tradução de Mauri Furlan e Mara Gonzalez Bezerra. Scientia Traductionis, Florianópolis, n. 13, p. 5-50, 2013. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/scientia/article/view/30232/25187> Acesso em: 24 jan. 2019.
SARLO, Beatriz. Borges, un escritor en las orillas. http://lproweb.procempa.com.br (ebook), 2010.
SILVA, Alessandro Ventura da. A cidade como personagem : um estudo sobre passado e vanguarda na Buenos Aires do escritor Jorge Luis Borges. Dissertação (Mestrado em História)–Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.
Publicado
2019-12-10