POESIA E LÓCUS FRATURADO:

a produção de autoria feminina e a contemporaneidade

Autores

Palavras-chave:

Palavras-chave: poesia contemporânea; mulheres; decolonial

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discutir sobre a poesia contemporânea produzida por mulheres e buscar em pensadoras latino-americanas, inseridas no movimento feminista de perspectiva decolonial, o suporte teórico que nos aponta às questões que envolvem os silenciamentos históricos em torno das vozes femininas. Para isto, volta-se para nomes como Lugones (2019) e Carneiro (2019) com problematizações que nos auxiliam a compreender os cenários subalternizados e as novas posturas assumidas pelas mulheres. Assim, será traçado um panorama de mulheres poetas de três países separados pelo Atlântico, Angola, Brasil e Moçambique, mas que se aproximam pelo idioma em comum e pela exibição de poéticas com posicionamentos estético e ético que confrontam discursos hegemônicos e renovam a cena da poesia de tais países. Serão percebidas as especificidades locais e as particularidades regionais das poetas que, deslocadas geográfica e politicamente dos eixos de poder, encontram-se na potencialidade gerada, agora, às categorias de identidade, corpo e erotismo. 

 

 

Referências

APOLINÁRIO, Anna. Zarabatana. São Paulo: Patuá, 2016.

CARNEIRO, Sueli. Enegrecer o feminismo: a situação da mulher negra na América Latina a partir de uma perspectiva de gênero. In: BUARQUE, Heloísa Buarque. Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019.

CASARIN, Jéssica. Literatura de autoria feminina contemporânea e resistência: o movimento mulherio das letras. 82f. Dissertação – Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões – URI. Frederico Westphalen, 2019

GONZALEZ, Lélia. A categoria político-cultural da Amefricanidade. In: BUARQUE, Heloísa Buarque. Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019.

GROSZ, Elizabeth. Corpos reconfigurados. In: Revistas Pagu, 2000.

LORD, Audre. Idade, raça, classe e gênero: mulheres redefinindo a diferença. In: BUARQUE, Heloísa Buarque. Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019.

LUGONES, María. Rumo a um feminismo decolonial. In: BUARQUE, Heloísa Buarque. Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019.

MACHADO, Gilka. Poesia Completa. São Paulo: Selo Demônio Negro, 2017.

PADILHA, Laura Cavalcante. Novos Pactos, Outras Ficções: ensaios sobre literaturas afro-luso-brasileiras. Lisboa: Novo Imbondeiro, 2002.

PAZ, Octávio. A dupla chama – amor e erotismo. São Paulo: Siciliano, 1994.

SEBASTIÃO, Lica. De terra, vento e fogo. São Paulo: Kapulana, 2015.

TAVARES, Paula. Amargos como os frutos – poesia reunida. Rio de Janeiro: Pallas, 2011.

TAVARES, Roberta. Mulheres de Fogo. Oxenta, 2020.

VASCONCELOS, Jullya. A súbita insistência das coisas. São Paulo: Urutau, 2019.

Downloads

Publicado

2021-08-02

Como Citar

COSTA MAIA DE VASCONCELOS, R. POESIA E LÓCUS FRATURADO:: a produção de autoria feminina e a contemporaneidade. Communitas, [S. l.], v. 5, n. 10, p. 219–235, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/COMMUNITAS/article/view/4864. Acesso em: 4 ago. 2021.