O ABUSO SEXUAL DE MENINOS COM A OBRA TRÊS PORCOS, DE MARCELO LABES

Palavras-chave: Romance. Child sexual abuse. Revenge. Violence. Reunion., Romance. Abuso sexual infantil. Venganza. Violencia. Reunión.

Resumo

O objetivo central da análise é sobre como se comportam os personagens do romance publicado em 2020, acerca do abuso sexual sofrido pelo personagem da obra três porcos. De que maneira há o desenrolar das tramas tecidas entre as ações sofridas pelo protagonista. Ao mesmo tempo, houve, em algum momento, alguma preocupação daqueles que praticaram a ação ou alguma dúvida sobre os direitos da criança e dos adolescentes? O abuso sexual é mais comum do que imaginamos e encontra perfeitas condições de assentamento em famílias economicamente menos favorecidas. Como reagir a tais condições, se o próprio discurso se vê interditado pelos que cometem tais abusos, ameaçando inclusive as vítimas? O escritor Marcelo Labes toca na ferida que, especialmente nós homens, insistimos em nos desvencilhar, como se o perigo estivesse sempre no outro. Mas sabemos que muitos são forçosamente silenciados e sofrem com possíveis distúrbios e sofrimentos. Não iremos entrar em estudos aprofundados do ponto de vista psicológico e/ou antropológico mais vasto. Por ora, o objetivo é olhar o romance e dele retirar algumas conclusões para fins de análise, tendo por base teórica alguns autores, como: Lígia Chiappini; Renata Pimentel Teixeira; Gaston Bachelard; Antonio Candido; dentre outros.  

 

Palavras-Chaves: Romance. Abuso sexual infantil. Vingança. Violência. Reencontro.  

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. Tradução de Antônio da Costa Leal e Lídia do Valle Santos Leal. Rio de Janeiro: Livraria Eldorado Tijuca Ltda, s/d.
CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. 6. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1980. .
CHIAPPINI, Lígia M. Leite. O foco narrativo. São Paulo: Ática.
CULLER, Jonathan. Teoria Literária: uma introdução. São Paulo: Beca Produções Culturais Ltda., 1999.
DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O Anti-Édipo: capitalismo e esquizofrenia 1. 2ª ed. Tradução de Luiz B. L. Orlandi. São Paulo: Editora 34, 2011.
ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm. Acesso em: 13 out. 2020.
ECO, Umberto. Seis passeios pelo bosque da ficção. Tradução Hildegard Feist. São Paulo: Companhia da Letras, 1994.
GANCHO, Cândida Vilares. Como analisar narrativas. São Paulo: Ática, 2006.
HALL, Stuart. A identidade Cultural na pós-modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e de Guacira Lopes Louro. 4. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
LABES, Marcelo. três porcos. 1. ed. Florianópolis: Caiaponte Edições, 2020.
LÖWY, Michael. Walter Benjamin: aviso de incêndio: uma leitura das teses “Sobre o conceito de história”. São Paulo: Boitempo, 2005.
PRECIADO, Paul B. Manifesto contrassexual. Tradução Maria Paula Gurgel Ribeiro. São Paulo: n-1 edições, 2017.
SCHÜLER, Donaldo. Teoria do Romance. Editora Ática, 1989.
TEIXEIRA, Renata Pimentel. COPI: transgressão e escrita transformista. Tese (doutorado). Universidade Federal de Pernambuco. CAC. Letras, 2007.
TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Rio de Janeiro: DIFEL, 2009.
WEIL, Pierre; TOMPAKOW, Roland. O corpo fala: a linguagem silenciosa da comunicação não verbal. Petrópolis: Vozes, 1986.
Publicado
2020-12-15
Como Citar
DO CARMO, J. C. M. O ABUSO SEXUAL DE MENINOS COM A OBRA TRÊS PORCOS, DE MARCELO LABES. Communitas, v. 4, n. 8, p. 120-140, 15 dez. 2020.