A FORMAÇÃO HUMANA NA ESCOLA

CONTRIBUIÇÕES PARA AS POLÍTICAS EDUCACIONAIS

Autores

  • Alonso Bezerra de Carvalho Universidade Estadual Paulista
  • Fabiola Colombani Faculdade Católica Paulista

Resumo

O presente artigo tem a finalidade de realizar reflexões que possam contribuir para uma nova perspectiva no campo da formação humana na escola. De caráter teórico, parte da análise que Adorno e Horkheimer fizeram acerca da promessa não cumprida do esclarecimento e que levou a humanidade a viver um dos momentos mais bárbaros de sua história: o nazismo. Do ponto vista ético, esse processo levou os homens a uma insensibilidade e intolerância em relação ao outro. Na tentativa apontar saídas para uma nova formação do homem, recorremos à noção de amizade como foi abordada por Aristóteles. Embora seja um espaço institucionalizado, a sala de aula pode ser um lugar para transgredirmos e edificarmos maneiras renovadas de nos relacionar. Para além dos conteúdos que nela circulam, a ideia é pensar saídas para se experimentar novas atitudes, novos valores, novos diálogos e novas relações na escola.

Downloads

Publicado

2020-08-04

Como Citar

Carvalho, A. B. de ., & Colombani, F. (2020). A FORMAÇÃO HUMANA NA ESCOLA: CONTRIBUIÇÕES PARA AS POLÍTICAS EDUCACIONAIS. MUIRAQUITÃ - REVISTA DE LETRAS E HUMANIDADES, 8(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/mui/article/view/3767

Edição

Seção

DOSSIÊ