LUSOFONIA TRADUZIDA NA ANGLOFONIA: UMA PENETRAÇÃO DE METÁFORAS NO INSTAGRAM

  • Carlos Henrique Teixeira de Araújo Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Christiane Pinheiro Domingues Lima Universidade Presbiteriana Mackenzie
Palavras-chave: Lusofonia, Anglofonia, Instagram, Cultura

Resumo

Este trabalho pretende apresentar um breve panorama da interpenetração da cultura brasileira traduzida literalmente para a língua inglesa. Dessa forma, analisa-se o perfil da rede social Instagram @greengodictionary a fim de averiguar esse intercâmbio cultural e a maneira como as expressões coloquiais de língua portuguesa são traduzidas para a língua inglesa, ou seja, quais considerações são feitas e quais critérios são levados em consideração. Além do mais, investiga-se a força e o impacto sociocultural que a língua portuguesa tem na internet e nos espaços anglófonos. Mesmo que o intuito do perfil seja o caráter humorístico, pensa-se se seria possível uma tradução, ou melhor, um intercâmbio de expressões traduzidas.

Referências

ALVES, Ieda Maria. Neologismo: criação lexical. 2. ed. São Paulo: Ática, 2002.

ARROJO, Rosemary. Oficina de tradução: a teoria na prática. 4. Ed. São Paulo: Ática, 2013.

BASTOS, Neva Barbosa. Língua portuguesa: reflexões lusófonas. São Paulo: Editora PUC,

BATISTA, Ronaldo de Oliveira. A linguagem e os falantes: ideias linguísticas e sua história. São Paulo: Editora Mackenzie, 2017.

CALVET, Louis-Jean. Sociolinguística: uma introdução crítica. São Paulo: Parábola Editorial, 2002.

CASTILHO, Ataliba T. de; ELIAS, Vanda Maria. Pequena gramática. São Paulo: Contexto, 2017.

CIEGLINSKI, Amanda. Relatório aponta Brasil como quatro país em número de usuários de internet. Agência Brasil. 2017. <http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-10/relatorio-aponta-brasil-como-quarto-pais-em-numero-de-usuarios-de-internet>. Acesso em 01 jun. 2019.

COUTO, Mia. E se Obama fosse africano?: e outras intervenções. São Paulo: Companhia das Letras, 2011

FIORIN, José Luiz (org.). Novos caminhos da linguística. São Paulo: Contexto, 2017.

_______. Linguagem e ideologia. 2. ed. São Paulo: Ática, 1990.

LEFFA, Vilson J.; IRALA, Valesca Brasil. O ensino de outra(s) língua(s) na contemporaneidade: questões conceituais e metodológicas. In: Vilson J. LEFFA; Valesca B. IRALA. (Org..). Uma espiadinha na sala de aula: ensinando línguas adicionais no Brasil. Pelotas: Educat, 2014, p. 21-48.

LOPES, Luiz Paulo da Moita (org.). O português no século XXI: cenário geopolítico e sociolinguístico. São Paulo: Parábola, 2013.

MATEUS, Maria Helena Mira. Se a língua é um fator de identificação cultural, como se compreenda que um língua viva em diferentes culturas? http://www.iltec.pt/pdf/wpapers/2001-mhmateus-quando_uma_lingua_vive.pdf. Acesso em: 08 jun. 2019.

MARTELOTTA, Mário Eduardo (org.). 2. ed. São Paulo: Contexto, 2012.

MARTINS, Moisés de Lemos. A lusofonia no contexto das identidades transnacionais e transcontinentais. Letrônica, Porto Alegre, v.11, n.1, p. 3-11, jan.-mar.2018.

MOURA, Geovana. Crescimento do Instagram ultrapassará os 60% neste ano; saiba como aproveitar desta ascensão. Gerenciafram. 2019. <https://gerenciagram.com.br/blog/post/crescimento-do-instagram/>. Acesso em: 08 mai. 2019.

NEVEU, Érik. Introdução aos estudos culturais. São Paulo: Parábola Editorial, 2004.

O livro da sociologia. São Paulo: Globo Livros, 2015.

PATITUNDA, Rupak. Aumenta uso de Snapchat e Instagram. Inclusive entre o público mais velho. Kantar. 2016. <https://br.kantar.com/tecnologia/comportamento/2016/dezembro-aumenta-uso-de-snapchat-e-instagram,-inclusive-entre-p%C3%BAblico-mais-velho/>. Acesso em: 08 mai. 2019.

POSSENTI, Sírio. Humor, língua e discurso. São Paulo: Contexto, 2010.

TARALLO, Fernando. A pesquisa sociolinguística. 7. ed. São Paulo: Ática, 2001.

VERDASCA, José. A língua de Camões: do homo sapiens à língua portuguesa. São Paulo: IBRASA, 1995.

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Teixeira de Araújo, C. H., & Christiane Pinheiro Domingues Lima, C. P. (2019). LUSOFONIA TRADUZIDA NA ANGLOFONIA: UMA PENETRAÇÃO DE METÁFORAS NO INSTAGRAM. Muiraquitã: Revista De Letras E Humanidades, 7(2). https://doi.org/10.29327/212070.7.2-7
Seção
DOSSIÊ