ENTRE A INCLUSÃO E A EXCLUSÃO: CAMINHOS DA EDUCAÇÃO DE SURDOS NO BRASIL

  • CLEIDE PEDROSA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Resumo

Vive-se, na atualidade, em sociedades que enfrentam seus extremos dicotômicos. As relações de poder establecidas nelas fazem suas próprias vitimas de exclusão (ORTÚZAR, 2016). Essas questões são priorizadas por pesquisadores em Análise Crítica do Discurso (ACD) (FAIRCLOUGH, 2008); cujo objetivo princiapal é estudar as práticas sociais a partir da perspectiva dos grupos dominados. Ao assumir essa área, escolhemos a comunidade surda como grupo vulnerável e  o objetivo de analisar, linguístico-sociodiscursivamente, fragmentos de documentos que apontam para as reivindicações dos surdos quanto ao seu direito a uma educação bilíngue, a sua cultura e a sua identidade. A metodologia utilizada será aplicada, qualitativa e interpretativista. Os corpora são Lei  e Decreto da Libras (2002; 2005); Carta reivindicativa de doutores surdos (2012); depoimento de audiência pública (2019). Os resultados indicaram que os documentos  oferecem condições de recuperar a memória discursiva e sociohistórica da comunidade surda e sua luta por uma educação bilingue.

Publicado
2019-12-31
Como Citar
PEDROSA, C. (2019). ENTRE A INCLUSÃO E A EXCLUSÃO: CAMINHOS DA EDUCAÇÃO DE SURDOS NO BRASIL. MUIRAQUITÃ - REVISTA DE LETRAS E HUMANIDADES, 7(2). https://doi.org/10.29327/212070.7.2-11
Seção
DOSSIÊ