Do Interior baiano à selva de pedra paulistana

desafios frente a migração nordestina em São Paulo

Autores

  • Victor Hugo de Almeida França Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

A discussão fomentada no presente texto visa explorar diferentes circunstâncias que dizem respeito ao processo migratório dos retirantes nordestinos para o sudeste brasileiro, em especial para a região metropolitana de São Paulo no século XX. Os sujeitos da migração passaram por diversas dificuldades e adversidades em contextos urbanos. Deste modo, a metodologia de História Oral foi utilizada para a produção das fontes que estruturam a discussão teórica acerca do cotidiano desses indivíduos submetidos a tal processo. A fonte de História Oral fora produzida remotamente por reunião em plataforma digital, tendo em vista as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19 que tomou o país em 2020. Aqui, busca-se também analisar a importância da metodologia para o resgate e pronunciamento das vozes subalternizadas, tendo em vista que a historicidade das identidades individuais e coletivas.

PALAVRAS-CHAVE: Retirantes nordestinos; História oral; Metrópole paulistana; Processos migratórios.

Biografia do Autor

Victor Hugo de Almeida França, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduando do Curso de História da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campus de Três Lagoas.

Downloads

Publicado

2021-06-19

Como Citar

Almeida França, V. H. de. (2021). Do Interior baiano à selva de pedra paulistana: desafios frente a migração nordestina em São Paulo. Das Amazônias, 4(1), 190–200. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/amazonicas/article/view/4858