EDUCAÇÃO INFANTIL, GÊNERO E MORALIDADE

UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO HUMANA

Autores

Resumo

A Educação Infantil, por meio da Lei de Diretrizes e Bases, visa o desenvolvimento integral da criança de zero a cinco anos em seus aspectos físico, afetivo, cognitivo e social. Nesta fase as crianças aprendem conteúdos pedagógicos de modo lúdico, experenciam o convívio e o respeito ao próximo sem estranhamentos, sejam eles sexistas, racistas ou qualquer diferença que, infelizmente a sociedade traduz como preconceito. No presente trabalho, busca-se mostrar um recorte da pesquisa de Mestrado sobre moralidade e gênero na Educação Infantil. O objetivo é apresentar um dos resultados obtidos acerca do que as crianças pensam sobre o juízo moral e as questões de gênero. A metodologia teve um caráter qualitativo e a técnica utilizada foi o grupo focal. As respostas das crianças possibilitam compreender o quanto suas falas são desprovidas de preconceitos, aprendidos socialmente. Esse espaço da Educação Infantil revela-se como um terreno fértil para construção de uma formação mais humana e autônoma.

Downloads

Publicado

2020-08-04

Como Citar

Alves, H., & Marques, A. F. . (2020). EDUCAÇÃO INFANTIL, GÊNERO E MORALIDADE: UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO HUMANA. MUIRAQUITÃ - REVISTA DE LETRAS E HUMANIDADES, 8(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/mui/article/view/3795

Edição

Seção

ARTIGOS