O ESPAÇO GEOGRÁFICO AO LONGO DAS CORRENTES DA GEOGRAFIA

UMA ABORDAGEM EPISTEMOLÓGICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47418/uaquiri.vol3.n1.2021.4623

Palavras-chave:

Espaço;, Geografia;, Correntes Geográficas.

Resumo

Não há dúvidas de que nos dias atuais o espaço se configura como o objeto da Geografia, sobre o qual todas as demais categorias estão assentadas. Tendo tanta importância, podemos ter a impressão que, desde a institucionalização da Geografia, por volta de 1870, o espaço já se configurava com tal imponência, o que na verdade só veio a se concretizar mais à frente. Durante a Geografia Tradicional o espaço era tratado com pouca importância e, em alguns casos, de forma um pouco confusa, muito próximo da categoria de território. Friedrich Ratzel (1844 – 1904), Vidal de La Blache (1845 – 1918) e Richard Hartshorne (1899 – 1992) foram os principais geógrafos que fizeram contribuições importantes sobre o espaço nesse período. Com o advento da Nova Geografia, novas metodologias passam a ser implementadas na Geografia, de forma que o espaço começa a ser discutido por alguns geógrafos como o objeto da ciência geográfica. Nos basearemos nos escritos de Antonio Christofoletti e David Harvey para explanar o modo como o espaço foi abordado durante essa corrente, mas veremos que, mesmo recebendo maior destaque, o tratamento que essa categoria recebeu não diferenciou muito daquele empregado durante a Geografia Tradicional, com características mais técnicas e descritivas. É somente na Geografia Crítica que o espaço passa a ser considerado efetivamente como o objeto dessa ciência, recebendo também uma nova abordagem, não mais descritiva, a qual analisaremos a partir dos pensamentos de Henri Lefébvre (1901 – 1991) e Milton Santos (1926 – 2001).

Referências

AZEVEDO José Roberto Nunes de; BARBOSA, Tulio. A Geografia Quantitativa: ensaios. Espaço em Revista, v. 13, n. 2, 2011. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/16893. Acesso em: 08 dez. 2020.

BRAGA, Rhalf Magalhães. O espaço geográfico: um esforço de definição. GEOUSP-Espaço e tempo, v. 11, n. 22, 2007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74066/77708. Acesso em: 31 nov. 2020.

CAZAROTTO, Rosmari Terezinha. Desenvolvimento sustentável: o paradigma territorial a partir do conceito de espaço vital de friedrich ratzel - 1844 – 1904. 2000. 99 f. Dissertação (Desenvolvimento Regional) - Programa de Pós - Graduação em Desenvolvimento Regional (Mestrado) da Universidade de Santa Cruz do Sul. Santa Cruz do Sul, 2000. Disponível em: https://repositorio.unisc.br/jspui/bitstream/11624/634/1/Rosmari.pdf. Acesso em 10 nov. 2020.

CHRISTOFOLETTI, Antonio. As características da nova geografia. Geografia, vol. 1, n. 1, 1976. Disponível em: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/ageteo/article/view/14720/11362. Acesso em: 11 dez. 2020.

CORRÊA. Espaço, um conceito chave da geografia. In: CASTRO, Iná Elias de; GOMES, Paulo Cesar da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato de (Org.). Geografia: conceitos e temas. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000. p. 15-47.

HARVEY, David. A Justiça Social e a Cidade. 1 ed. (brasileira). São Paulo: Hucitec, 1980.

HOLANDA, Virginia Célia Cavalcante. Geografia e leitura do espaço: aportes introdutórios. Revista da Casa da Geografia de Sobral, v. 10, n. 1, 2008. Disponível em: http://www.uvanet.br/rcgs/. Acesso em: 09 dez. 2020.

LEFEBVRE, Henri. A produção do espaço. Trad. Doralice Barros Pereira; Sérgio Martins. 4. ed. Paris: Éditions Anthropos. 2000.

LEFEBVRE, Henri. Espaço e política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

RATZEL, Friederich. Geografia do Homem (AntropoGeografia). In: MORAES, Antonio Carlos Robert (org.). Ratzel. São Paulo: Editora Ática, 1990.

ROCHA, José Carlos. Diálogo entre as categorias da geografia: espaço, território, e paisagem. Caminhos de Geografia, v. 9, n. 27, 2008. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15724/8897. Acesso em: 10 nov. 2020.

SANTOS, Milton. Sociedade e espaço: a formação social como teoria e como método. Boletim Paulista de Geografia, n. 54, 1977. Disponível em: https://www.agb.org.br/publicacoes/index.php/boletim-paulista/article/view/1092/949. Acesso em 08 nov. 2020.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do Espaço Habitado: fundamentos teórico e metodológico da geografia. São Paulo: Hucitec. 1988.

SANTOS, Milton. Espaço e método. 4. ed. São Paulo: Nobel. 1997.

SANTOS, Milton. Por uma Geografia Nova: da crítica da geografia a uma geografia crítica. 6. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. 2004.

SUERTEGARAY, Dirce Maria Antunes. Espaço Geográfico Uno e Múltiplo. Scripta Nova. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, v. 5, n. 93, 2001. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/sn-93.htm. Acesso em: 09 dez. 2020.

Downloads

Publicado

2021-07-30