O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • A declaração de concordância de submissão foi assinada por todos os autores?

Diretrizes para Autores

Diretrizes para autores

Como parte do processo de submissão, os autores devem verificar a conformidade de seu trabalho com as normas da Revista Uáquiri, listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

 

A revista UÁQUIRI é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal do Acre (Ufac). Trata-se de uma ferramenta de divulgação dos resultados de pesquisa sobre a produção do espaço geográfico e estudos temáticos que envolvam a região amazônica e discussões teórico-metodológicas geográficas. É uma revista eletrônica semestral, destinada à divulgação de artigos científicos, resenhas e relatos de experiência.

 

  1. Políticas de submissão

 

A Revista UÁQUIRI aceita para publicação trabalhos de pesquisa com significante contribuição científica. Por isso, entende-se que:

  • O desenvolvimento do artigo deve ser consistente, embasado em princípios de construção científica do conhecimento. Pelo menos um dos autores deve ter título de mestre ou doutor.
  • O texto deve ser embasado em um referencial teórico-conceitual pertinente e atualizado;
  • Afirmações, opiniões e conceitos expressados nos artigos são de responsabilidade dos autores;
  • Todos os artigos serão submetidos à Comissão Editorial da revista e avaliação dos pares;
  • Deverá constar abaixo da filiação dos autores, e-mail do autor correspondente, indicado por asterisco, para encaminhamento de correspondências pela Comissão Editorial.

 

  1. Critérios para publicação

O autor deve assegurar que:

  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão em formato Microsoft Word, com no maximo 6 mb.
  • URLs e DOI para as referências foram informadas quando possível.
  • Ao enviar texto para a publicação, o autor estará autorizando que seu trabalho seja reproduzido pela revista tanto em publicação imediata como posterior, e sempre será respeitado o direito autoral.
  • Preenchimento e assinatura da declaração de concordância pelos autores. Modelo de declaração.

 

  1. Tipos de documentos aceitos para publicação

 

 

  • Estes podem ser de caracteres teóricos geográficos, embasados em pesquisa bibliográfica, propondo novos modelos e Interpretações de fatos relevantes para a comunidade acadêmica; ou de embasamento empírico, cientifico e experimental, baseando-se em pesquisas metodologicamente fundamentadas, criteriosamente conduzidas e adequadamente analisadas. Os artigos devem apresentar de 12 a 20 Laudas. Você pode usar o Template do artigo

 

  • As resenhas são formas mais livres de contribuição científica sobre obras de grandes interesses geográficas. Devem ser caracterizadas por abordagens críticas e, por vezes, criativas, levando os leitores à reflexão sobre a obra resenhada. As resenhas devem apresentar de 3 a 8 Laudas.

 

  • Os relatos de experiências, também são formas mais livres de contribuição científica, podendo abordar analise de atividades de campo e, até a publicação de dados preliminares em forma de nota técnica. Os relatos de experiências devem apresentar de 5 a 12 laudas.

 

  1. O processo de avaliação consta de três etapas:

 

  • Avaliação preliminar pelo Conselho Editorial, que examina a adequação do trabalho à linha editorial da revista e área temática;
  • Encaminhamento ao Conselho Científico da revista para aval de publicação. Aqui é feita a avaliação por pares, que consiste em uma análise efetuada por pareceristas ad hoc, cuja área de atuação coincida com o tema de pesquisa abordado pelo trabalho a ser avaliado.
  • Revisão gramatical e ortográfica, bem como bibliográfica.

 

  1. Critérios a serem considerados para avaliação:

 

  • Qualidade da redação e domínio da língua;
  • Qualidade no conteúdo geográfico apresentado: clareza na exposição das ideias, articulação entre as proposições, explicações claras para o leitor;
  • Referencial teórico-conceitual: deve ser atualizada e refletir o conhecimento na área geográfica. Em caso de artigos, será exigida o mínimo de 10 referencias, dos quais 50% sejam embasadas em periódicos indexados, com menos de 8 anos de publicação.
  • Estrutura mínima do artigo: Resumo em 3 idiomas (Português, inglês e espanhol ou francês), introdução/apresentação; fundamentação teórica e desenvolvimento ou materiais e métodos ou metodologia; resultados; discussão; considerações finais ou conclusões;
  • Tema: deve ser relevante e pertinente ao contexto abordado, ao momento e à pesquisa desenvolvida;

 

  1. Tipo de arquivo e formatação básica
  • Arquivo on-line em formato A4;
  • Editor de texto: Word for Windows;
  • Margens superior e esquerda: 3 cm, margens inferior e direita: 2 cm;
  • Fonte do corpo principal: Times New Roman 12;
  • Espaçamento entre linhas: 1,5;
  • Alinhamento justificado.

 

7.1. Figuras

As figuras (gráficos, desenhos, mapas, fotos, fluxogramas, etc.) devem ser limitadas ao mínimo indispensável, identificadas e numeradas em algarismo arábico na parte superior, preferencialmente de autoria própria. Caso seja de fonte secundaria, o autor deverá apresentar autorização de uso da ilustração.

 

7.2. Numeração de tabelas

As tabelas (tabelas e gráficos) deverão ser numeradas consecutivamente em algarismos arábicos, na parte superior, com legenda.

 

7.3. Referências

Devem ser citadas no corpo do texto com indicação do sobrenome e ano: Ao final do texto referenciado (SILVA, 2019; SANTOS e SILVA, 2019; SANTOS et al, 2019), ou Silva (2019), Santos e Silva (2019), Santos et al (2019), quando a citação compõe a redação do texto. Em caso de citação direta o autor deverá realizar o recuo e indicar na citação a página da obra de onde tirou a citação direta. 

 

As referências bibliográficas completas deverão ser apresentadas em ordem alfabética no final do texto, de acordo com as normas da ABNT (NBR-6023).

 

  1. Sugestão de formatação do artigo

 

  • Identificação do artigo
  • Título do artigo em português: maiúscula e negrito; Time New Roman; tamanho 14; parágrafo centralizado.
  • Título do artigo em língua estrangeira inglês e espanhol ou francês; maiúscula; itálico; Time New Roman; 12; parágrafo centralizado
  • Nome do(s) autor(es) titulação, filiação institucional, cidade, estado, país, uso do ORCID é recomendado e e-mail do autor correspondente. (Os artigos poderão ter até 6 autores)
  • Colocar o nome completo do autor (Time New Roman 12, parágrafo centralizado).
  • Indicar, logo abaixo do nome do autor, a titulação, afiliação e cargos.

 

  • Resumo

O resumo é uma descrição concisa da totalidade do artigo destacando os pontos relevantes e conclusões da pesquisa apresentado, limitando-se ao máximo de 500 palavras. Deve ser escrito um parágrafo contínuo, se a marca do parágrafo, fonte Times New Roman, tamanho 11, espaçamento simples, alinhamento justificado, sem recuo.

Palavras-chave: De três a cinco palavras, Times New Roman 11, espaçamento simples, justificado, separadas entre si por ponto e vírgula e finalizando também por ponto.

 

IMPORTANTE: Tanto o Título, resumo como as palavras-chave devem constar no artigo em português e em duas línguas estrangeiras, sem obrigatoriamente o inglês e um terceira língua: espanhol ou francês.

 

  • Corpo do texto

 

Introdução: Trata-se da parte inicial do artigo, na qual deve constar uma breve revisão bibliográfica sobre o tema central do assunto tratado. A introdução deve ser concisa e escrita no tempo passado e não conter subseções. Os artigos referenciados, considerados importantes na área de estudo do manuscrito, devem auxiliar o enquadramento ao problema/investigação. O objetivo da introdução é apresentar e motivar a leitura do artigo, constando na primeira frase/parágrafo os elementos principais abordados. O último parágrafo deve descrever o objetivo do trabalho.

 

Fundamentação teórica: Recomenda-se a inserção desse subtítulo aos artigos de cunho teóricos, de forma a diferenciar a revisão teórica da introdução.

 

Metodologia e/ou métodos: O principal objetivo desta seção é descrever de maneira detalhada, clara e completa, os procedimentos ou metodologia e/ou métodos usados durante a investigação, de modo que esta possa ser replicada por outros investigadores. Esta seção deve ser escrita no passado, uma vez que se trata de atividades realizadas.

 

É importante descrever em ordem cronológica, atentando-se para a identificação do objeto da pesquisa, local, sujeitos, materiais, técnicas, tempo, atividades e produtos (portfólio escrito, vídeo, jogos etc.) obtidos e método estatístico aplicado à pesquisa.

 

Em caso de artigos técnicos, recorda-se que a inserção de embasamento teórico, justificando a metodologia adotada.

 

Nesta seção pode ocorrer a necessidade de subseções. Assim, os subtítulos devem ser escritos negrito, Times New Roman 12, com a primeira letra da palavra maiúscula e as demais minúsculas, exceto nos casos em que seja obrigatório o uso da letra maiúscula.

 

Resultados e discussões (Podem ser apresentados juntos ou separados): Apresentar os resultados obtidos da pesquisa ou relatos de experiência de forma descritiva e/ou gráfica. Podem existir várias subseções, que serão identificadas conforme a exposição da ideia do(s) autor(es). Assim, os subtítulos devem ser escritos negrito, Times New Roman 12, com a primeira letra da palavra maiúscula e as demais minúsculas, exceto nos casos em que seja obrigatório o uso da letra maiúscula.

 

Considerações finais ou conclusões: Esta seção não deve apresentar subseções. O manuscrito deverá ser finalizado com os entendimentos definitivos a que chegou o autor ou autores sobre o assunto exposto. Também poderão ser apresentadas recomendações, propostas para estudos futuros ou outras questões pertinentes.

 

Agradecimentos: Os agradecimentos não são obrigatórios, porem recomendados para fortalecimentos de parcerias com outras instituições e ou fontes financiadoras. Caso queira agradecer a uma pessoa ou instituição, o autor ou os autores do manuscrito deve(m) expressar o motivo do agradecimento.

 

Referências: As referências devem ser em ordem alfabética, sem subdivisão, justificadas, espaçamento simples, em Times New Roman 12, um espaço entre as referências, deve-se mencionar todos os autores do trabalho. O uso do DOI é recomendado e valorizado.

 

Exemplos de formas de escrever as referências é apresentado a seguir:

 

  • Periódicos (Exemplo de referência)

 

LANDINI, G.  Operadores Morfológicos para ImageJ. (2006). Disponível em: <http://www.mecourse.com/landinig/software/software.html>. Acessado em: 18 jun. 2019.

 

Serrano, R. O. P.; Santos, P. L. P.; Viana, E. M. de F.; Pinto, M. A.; Martinez, C. B. Case study: Effects of sediment concentration on the wear of fluvial water pump impellers on Brazil's Acre River. Wear, v. 408-409, p. 131-137, 2018. https://doi.org/10.1016/j.wear.2018.04.018.

 

  • Autor Entidade (Exemplo de referência)

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

 

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Catálogo de teses da Universidade de São Paulo, 1992. São Paulo, 1993. 467 p.

 

  • Publicações em Eventos (Exemplo de referência)

 

PIMENTEL, A. S. ; LIMA, Y. M. S. de ; LIMA, K. D. de J. V. ; SERRANO, R. O. P. ; Arcos, F. O.  Uso da geotecnologia na análise ambiental das APP’s urbanas de Rio Branco -AC. In: XVII Encontro Nacional de Geógrafos - XVII ENG, 8 p., 2012, Anais... Belo Horizonte: Universidade Federal de Belo Horizonte, 2012. 8p.

 

  • Livros (Exemplo de referência)

 

Callister Jr, W.D. (2002). Ciência e Engenharia de Materiais: Uma Introdução, 5ª ed., rev., LTC, 578 pp., Rio de Janeiro, 2002.

 

LUCK, H. Liderança em gestão escolar. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2010. 165 p., 4 v.

 

  • Capítulo de Livro (Exemplo de referência)

 

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Características da investigação qualitativa. In: BOGDAN, R.; BIKLEN, S. (Ed.). Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto, 1994. p. 47-51.

 

  • Trabalhos da Internet (Exemplo de referência)

 

ALVES, C.  Navio negreiro. Virtual Books, 2000. Disponível em: http://www.terra.com.br/virtualbooks/freebook/port/Lport2/navionegreiro.htm. Acesso em: 10 jan. 2002.

 

  • Monografia, Dissertação e Tese (Exemplo de referência)

 

AZOLINI, L. C. O estágio supervisionado na formação do professor de educação física: um estudo autorreferente de um estudante da ESEF da UFRGS no ano de 2012. 2012. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

 

  • Legislação (Exemplo de referência)

 

BRASIL. Lei n. 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 8, p. 1-74, 2002.

Artigos

Trabalhos embasados em pesquisas metodologicamente fundamentadas, criteriosamente
conduzidas e adequadamente analisadas ou artigos de desenvolvimento embasados em pesquisa bibliográfica, propondo novos modelos e interpretações de fatos relevantes para a comunidade acadêmica. 

Resenhas

Formas mais livres de contribuição científica. Devem ser caracterizadas por abordagens
críticas e, por vezes, criativas, levando os leitores à reflexão sobre temas relevantes na área de conhecimento.

Relatos de experiências

São formas mais livres de contribuição científica. Devem ser caracterizados por abordagenscríticas e, por vezes, criativas, levando os leitores à reflexão sobre temas relevantes na área de conhecimento.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.