A MULHER, A PRELAZIA E A CARTA: ESCRITOS DE MULHERES NO BOLETIM INFORMATIVO “NÓS, IRMÃOS”, DURANTE A DITADURA MILITAR

  • Kersey Barbosa Moraes Universidade Federal do Acre
  • Reginâmio Bonifácio de Lima Universidade Federal do Acre

Resumo

Esta pesquisa tem como base as cartas enviadas por Mulheres ao Boletim Informativo “Nós, Irmãos”, da Igreja Católica do Acre e Purus, no decorrer da Ditadura Militar. O Boletim Informativo “Nós, Irmãos”, da Igreja Católica Acrepuruense, ofereceu mais que um discurso informativo da palavra de Deus, ele foi uma ponte entre os fiéis e a Igreja, através de cartas enviadas pelas Comunidades Eclesiásticas de Base. Algumas dessas cartas eram assinadas por homens e mulheres, líderes de suas comunidades, produziam informações sobre suas localidades. Nosso objetivo é catalogar os escritos de mulheres e para as mulheres com a finalidade de analisar as mensagens contidas nas cartas que foram transcritas no Boletim Informativo “Nós, Irmãos”. O referencial teórico é embasado na história representativa, de Roger Chartier. É notável a participação de mulheres atuantes nas Comunidades de Eclesiásticas de Base, sendo elas, muitas das vezes, líderes dessas Comunidades. Essas Mulheres, várias vezes, foram a voz de suas comunidades através das cartas enviadas ao Boletim Informativo “Nós, Irmãos”. Desde o seu primeiro número, em 1971, até o final da Ditadura Militar, em 1985, pode-se notar a presença da Igreja Católica do Acre-Purus no âmbito social acreano. As Mulheres que foram porta voz de suas comunidades estiveram também presente através de seus escritos publicados no Boletim Informativo “Nós, Irmãos”.

Palavra Chave: Escrito de Mulheres, Boletim Informativo, Ditadura Militar.

Biografia do Autor

Kersey Barbosa Moraes, Universidade Federal do Acre
Bacharelanda em História pela Universidade Federal do Acre. Bolsista PIBIC.
Reginâmio Bonifácio de Lima, Universidade Federal do Acre
Professo EBTT de História no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Acre. Coordenador do Grupo de Pesquisa Sobre Terras e Gentes. Membro da Academia Acreana de Letras.

Referências

CONCÍLIO ECUMÉNICO VATICANO II. Decreto sobre os meios de comunicação social (InterMirifica). 3 ed. São Paulo: Paulinas, 2013.

CONCÍLIO ECUMÉNICO VATICANO II. Constituição Dogmática sobre a Igreja no mundo contemporâneo (Lumen Gentium). Coimbra: Gráfica de Coimbra, 1998.

CONCÍLIO VATICANO II. Constituição Pastoral Gaudium et Spes. In: Compêndio do Vaticano II: constituições, decretos, declarações. Petrópolis: Vozes, 2000.

KRISCHKE, Paulo José. A Igreja e as Crises Políticas no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

BETTO, (Frei). O que é comunidade eclesial de base. São Paulo: Brasiliense, 1984.

Boletim “Nós irmãos”. Rio Branco, Acre, dezembro de 1971, ano I, nº I.

BASÍLIO, Sandra Teresa Cadiolli. A Luta pela Terra e a Igreja Católica no Vale do Acre e Purus (1970-1980). Recife: UFPE, 2001. Tese de Doutorado em História do Brasil – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, UFPE, Recife.

SOBRINHO, Pedro Vicente Costa. Comunicação Alternativa e Movimentos Sociais na Amazônia Ocidental. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2001.

DALE, R.. Igreja e Comunicação Social. São Paulo: Paulinas, 1972.

LIMA, Reginâmio B. Sobre Terras e Gentes: o terceiro eixo ocupacional de Rio Branco. João Pessoa: Ideia Editora, 2006.

CHARTIER, Roger: A historia cultural entre práticas e representações. Trad. Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

CHARTIER, Roger. Práticas de leitura. Trad. Cristiane Nascimento. São Paulo: Estação Liberdade, 1996.

RICOEUR, P. A memória, a história, o esquecimento. São Paulo: Unicamp, 2008.

BOURDIEU. Pierre. Economia das trocas simbólicas. 6 ed. São Paulo: Perspectiva, 2005.

PERTÍÑES, Dom Joaquín. Primordios de uma Diocese – Diocese de Rio Branco, 1986. Rio Branco, Acre, 2012.

COSTA SOBRINHO, Pedro Vicente. Meios Alternativos de Comunicação e Movimentos Sociais na Amazônia Ocidental (Acre: 1971-1981). São Paulo: ECA-USP, 2000. Tese de Doutorado.

CANCIAN, Renato. Igreja Católica e ditadura militar no Brasil. São Paulo: Claridade, 2011.

ESTÊVÃO, António Miguel. A Evangelização através dos media à luz da Communio et progressio: fundamentação bíblico-teológica e implicações pastorais. Lisboa: Universidade Católica Portuguesa, 2016.

AARÃO REIS FILHO, Daniel. Vozes silenciadas em tempos de ditadura: Brasil, anos 1960. In: CARNEIRO, Maria Luiza Tucci. (Org.) Minorias silenciadas. São Paulo: Edusp, 2002.

CARNEIRO, Maria Luiza Tucci. Minorias Silenciadas. São Paulo: Edusp, 2002.

FERREIRA, E. F. X. Mulheres militância e memória. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.

BOMBONATO, V. I.. Evangelizar é comunicar: fundamentação bíblico-teológica da pastoral da comunicação. São Paulo: Paulinas, 2009.

CNBB. Orientações pastorais sobre a renovação carismática católica. São Paulo: Paulinas, 1994.

DUARTE, Élio Garcia. Conflitos pela Terra no Acre. Rio Branco: Casa da Amazônia, 1987.

LIMA, Reginâmio Bonifácio de. Memórias de velhos: sobre terras e gentes. Rio Branco: Boni, 2008.

PESSINATTI, Nivaldo Luiz. Políticas de comunicação da Igreja Católica no Brasil. São Paulo/Petrópolis: Vozes, 1998.

Publicado
2019-08-01