AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS DO MULTIVERSO MARVEL NA FORMAÇÃO DE JOVENS LEITORES

  • Dislan José de Souza Melo Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Acre
  • Maria Iracilda Gomes Cavalcante Bonifácio Universidade Federal do Acre
  • Reginâmio Bonifácio de Lima Universidade Federal do Acre

Resumo

Neste trabalho, buscamos analisar como os Multiversos da Marvel Comics podem figurar como importantes fontes de conhecimento histórico e instrumentos de incentivo à leitura. As HQs constituem um produto artístico, pois carregam consigo o peso da imagem, que influencia tanto na popularidade das publicações como no que é produzido em termos de discurso. Ao laçar mão de uma série de técnicas próprias desenvolvidas para passar as informações para o leitor da forma mais inteligível possível, as HQs lidam com valores humanos universais, trabalhando noções importantes como tempo, espaço, dinâmica e sentimentos como a raiva, o amor, o tédio, entre outros. Buscamos demonstrar como o estudo da arte sequencial pode subsidiar ricas discussões sobre indícios sociais e que dizem respeito ao contexto social que estamos vivendo, bem como importantes aspectos sociais, a partir de uma perspectiva histórica. Se quisermos compreender as HQs e a sua importância como produto mass media, devemos percebê-las em relação às amplas transformações sociais que moldaram o mundo moderno. Dessa forma, o presente projeto tem como proposta analisar um fenômeno de mídia popular, levando em conta o contexto social e político no qual está inserido.

Palavras-chave: Multiverso, Histórias em Quadrinhos, Jovens Leitores.

Biografia do Autor

Dislan José de Souza Melo, Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Acre
Estudante do 2° ano no Ensino Médio do Colégio de Aplicação da Ufac
Maria Iracilda Gomes Cavalcante Bonifácio, Universidade Federal do Acre
Professora EBTT de Língua Portuguesa da Ufac. Membro do GESCAM.
Reginâmio Bonifácio de Lima, Universidade Federal do Acre
Professo EBTT de História no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Acre. Coordenador do Grupo de Pesquisa Sobre Terras e Gentes. Membro da Academia Acreana de Letras.

Referências

McCLOUD, Scott. Desvendando os Quadrinhos. São Paulo: M. Books, 2005.

ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Perspectiva (Debates, 19), 1979.

MOYA, Álvaro de. História da História em Quadrinhos. São Paulo: Brasiliense, 1993.

DARLING, A.; FORBECK, M. The Marvel encyclopedia. Updated and expanded. DK, 2009.

ADORNO, Theodor W. Teoria da cultura de massa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

VIANA, Nildo. Heróis e super-heróis no mundo dos quadrinhos. Rio de Janeiro: Achiamé, 2005.

CHAGAS, Luciana Z. Capitão América: Interpretações Sócio-antropológicas de um Super-Herói de Histórias em Quadrinhos. In: SINAIS – Revista Eletrônica. Ciências Sociais. Vitória: CCHN, UFES, Edição n.º 03, v.1, Junho. 2008. pp.134-162.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação. 15 ed. São Paulo: Cortez, 2007.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. Org. e trad. de Roberto Machado.18 ed. Rio de Janeiro: Graal, 2003.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

BEATTY, S.; COWSILL, A.; DOUGALL, A. The Avengers - The Ultimate Guide to Earth's Mightiest Heroes. DK Publishing, 2012.

CARNICEL, A. Quadrinhos: os super-heróis invadem a sala de aula. São Paulo: Resgate, 2006.

RAHDE, Maria Beatriz. Origens e Evolução da história em quadrinhos. _In: Revista

SAMPAIO, Rafael Cardoso. MATTOS, Leonardo Martinelli de Campos. A Evolução do Mito do Herói dos Quadrinhos. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora, 2004. [15] YÚDICE, George. A conveniência da cultura: usos da cultura na era global. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

HALL, Stuart. Identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. – 11 ed. – Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

ABREU, M. (Org.). Leitura, história e história da leitura. Campinas: Mercado das Letras/Associação de Leitura do Brasil/ FAPESP, 2002.

ROJO, Roxane. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

ZILBERMAN, Regina; RÖSING, Tania. (Org.). Escola e leitura: velha crise, novas alternativas. São Paulo: Global, 2009.

Publicado
2019-08-01