DISCURSOS, LITERATURA E CONSTRUÇÕES IDENTITÁRIAS EM “SONHOS EM BVA”

Autores

  • Reginâmio Bonifácio de Lima Universidade Federal do Acre

Resumo

A literatura Infanto-juvenil é muito importante, pois através dela se é levado a imaginar, criar histórias e fantasias, e desenvolver a percepção de si e do outro na busca de se expressar com liberdade para se inserir na ordem do discurso e na formação consciente, diante da vida social contemporânea. O objeto desta análise é a coletânea de livros “Sonhos em BVA” produzida a partir do Projeto de leitura e produção textual “Sonhos em BVA”  realizado pela escola Berta Vieira de Andrade, durante o primeiro semestre de 2006 até o final de 2009. O produto final ora em análise traz em cinco volumes os textos produzidos pelos alunos do Ensino Fundamental II da Escola Berta Vieira de Andrade, na periferia de Rio Branco, Amazônia Brasileira. O estudo foi produzido a partir das relações autor-leitor, de Regina Zilberman, e, literatura do tempo presente, de Roger Chartier. Ao analisar as obras pode-se observar a crescente progressão na qualidade dos materiais, das histórias produzidas e das interlocuções apresentadas nas obras a cada edição. O melhoramento na qualidade das publicações, os apoios e patrocinadores foram obtidos ao passar do tempo, ao se perceber a importância do projeto. As histórias desses livros são bem interessantes, às vezes nem notamos que foram escritas por crianças. Ora elas falam de sonho, amizade, amor, ora aventuras, intrigas, e lições de convivência e comportamento. “Sonhos em BVA”, diante da carência de produção escrita que aborde a realidade local, traz vivências e sonhos com os quais os alunos e professores, de diversas modalidades de ensino, podem se identificar e se inspirar para novas produções.

Palavras-chave: discursos,; literatura;, construções identitárias,; Sonhos em BVA.

Biografia do Autor

Reginâmio Bonifácio de Lima, Universidade Federal do Acre

Professo EBTT de História no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Acre. Coordenador do Grupo de Pesquisa Sobre Terras e Gentes. Membro da Academia Acreana de Letras.

Referências

BAJARD, Elie. Caminhos da escrita: espaços de aprendizagem. São Paulo: Cortez, 2002.

BONIFÁCIO, Maria Iraacilda Gomes Cavalcante. Sonhos em B.V.A. v.II. Rio Branco-AC: CIDA, 2007.

BONIFÁCIO, Maria Iracilda Gomes Cavalcante. Sonhos em B.V.A. v.I. Rio Branco-AC: CIDA, 2006.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Trad. Reginaldo de Moraes. São Paulo: Ed. UNESP, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1999.

CHARTIER, Roger. Inscrever e apagar. Cultura escrita e literatura (séculos XI-XVIII). Trad. Luzmara Curcino Ferreira. São Paulo: Editora da UNESP, 2007.

ESCARPIT, D. A locução Introdutória do Seminário Les exigences de I’image dans le livre pour la première enfance. Paris: Maganrd, 1973.

FANTINI, Marli. Águas Turvas, identidades quebradas: hibridismo, heterogeneidade, mestiçagem e outras misturas. In: ABDALA, Benjamin (org). Margens da Cultura: mestiçagem, hibridismo e outras misturas. São Paulo: Boitempo, 2004, p. 159-180.

GLISSANT, É. Introdução a uma poética da diversidade. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2005.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro – 9. ed. – Rio de Janeiro: DP7A, 2004.

NEVES, Lucília A. Memória e História: substratos de identidade. História Oral. (4) São Paulo: ABHO, 2003.

RAMOS, Ana Margarida. Literatura para a infância e ilustração: leituras em diálogo. Porto: tropelia & Companhia, 2010.

REBORATTI, Carlos E.. A question of scale: society, environment, time and territory. Sociologias., Porto Alegre, n. 5, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo. php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222001000100005&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 12 de março de 2007.

SANDRONI, L. C.; MACHADO, L. R. (Orgs). A criança e o livro: guia prático de leitura. 4 ed. São Paulo: Ática, 1998.

SIRINELLI, Jean-François. Ideologia, tempo e história. In. CHAUVEAU. A; TÉTARD, Ph (orgs.). Questões para a história do presente. Bauru: Edusc, 1999, p. 73-92.

THOMPSON, Paul. A voz do passado - História Oral. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

ABREU, Márcia. Cultura Letrada: literatura e leitura. São Paulo: Unesp, 2006.

LIMA, Reginâmio B.. Memórias de velhos: sobre terras e gentes. Rio Branco (AC): Boni, 2008.

DELGADO, Lucilia de Almeida Neves. História Oral: memória, tempo e identidades. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2006.

MONTENEGRO, Antônio Torres. História Oral e Memória. 5 ed. São Paulo: Contexto, 2003.

PROUST, Marcel. Em busca do tempo perdido. Rio de Janeiro. Zahar, 2003.

BONIFÁCIO, Maria Iracilda Gomes Cavalcante; SANTOS, Claudenice Nunes dos. Sonhos em BVA. v.III. Rio Branco – AC: CIDA, 2008.

BONIFÁCIO, Maria Iracilda Gomes Cavalcante; SANTOS, Claudenice Nunes dos. Yo Cuento, Tú Cuentas y Juntos Contamos. v. V. Rio Branco-AC: CIDA, 2008.

BONIFÁCIO, Maria Iracilda Gomes Cavalcante; SANTOS Claudenice Nunes dos; LIMA, Reginâmio Bonifácio de. Contos e poesias de minha terra. Rio Branco- AC: CIDA, 2009.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Edições Loyola, 1996a.

FOUCAULT, Michel. Del lenguaje y literatura. Barcelona: Paidós, 1996b.

ZILBERMAN, Regina. A Leitura e o ensino de Literatura. São Paulo: Contexto, 1988.

ZILBERMAN, Regina. A Literatura Infantil na Escola. São Paulo: Global, 1985.

Downloads

Publicado

2018-10-09

Como Citar

Lima, R. B. de. (2018). DISCURSOS, LITERATURA E CONSTRUÇÕES IDENTITÁRIAS EM “SONHOS EM BVA”. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological , 5(2). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/1561

Edição

Seção

Artigos Originais Linguística, Letras e Artes

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)