TRANSPORTE ESCOLAR E EDUCAÇÃO DO CAMPO:

o que revelam as investigações entre 2009-2019 na BDTD?

Autores

Palavras-chave:

políticas públicas, transporte escolar, educação do campo, estudantes do campo

Resumo

Este artigo analisa parte dos trabalhos produzidos sobre a relação entre o transporte escolar e a educação do campo no Brasil, no período de 2009 a 2019. Para tanto, investigou na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) 69 trabalhos, a partir dos descritores: transporte escolar e educação do campo. O interesse consistiu em identificar o que os pesquisadores têm priorizado em suas investigações sobre os temas. Para guiar a análise do material elegeu-se os critérios: distribuição anual das pesquisas; área do conhecimento; gênero dos autores; aspectos geográficos da produção; delineamento metodológico, aspectos (temáticas) em evidência e secundarizados. Os achados indicaram que política de transporte escolar ao tempo que contribuiu para a garantia do acesso e permanência dos estudantes na escola, viabilizou, em alguns casos, a nucleação. Logo, infere-se que ajustes sejam promovidos na política para que esta não dificulte o fortalecimento da identidade campesina.

 

Biografia do Autor

Ana Cláudia Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Possui em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal da Paraíba (1994), graduação em Ciências Agrárias pela Universidade Federal da Paraíba (2003), mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (2003) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (2012). Atualmente é professora do Magistério Superior da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Educação com ênfase em Currículo, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas educacionais, currículo, educação integral, educação do campo e formação de professores. Editora da Revista Espaço do Currículo. Credenciada no Programa de Pós-graduação em Educação-UFPB, na linha de Políticas Educacionais. Vice-líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Curriculares; membro dos Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo e Práticas Educativas; Grupo de Estudos e Pesquisas de Práticas Educativas na Educação de Jovens e Adultos e Grupo de Pesquisa Currículos, Cotidianos, Culturas e Redes de conhecimentos - UFES.

Marcelo Saturnino , Universidade Estadual da Paraíba

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual da Paraíba (2003), mestrado em Sociologia Rural pela Universidade Federal da Paraíba (2006) e doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande. É professor da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB (Centro de Humanidades - Departamento de Educação); Coordenador do Curso de Especialização em Educação e Políticas Públicas (CH/UEPB). Atualmente está cursando Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba -UFPB (9º Período) e, também, realizando formação em Psicanálise na Escola Brasileira de Psicanálise - EBP (Seção Nordeste).

Referências

BASSO, J. D. As escolas no campo e as salas multisseriadas no Estado de São Paulo: um estudo sobre as condições da educação escolar. Dissertação (Mestrado) -Universidade Federal de São Carlos, 2013, 150p. Disponível em:< https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640313>. Acesso em: 22 jan. 2020.

BAUMANN, S. V. Da vida das escolas rurais isoladas a uma escola isolada da vida rural: aprendizagens do processo de nucleação em santa rosa de lima Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. Florianópolis, SC, 2012. 166 p. Disponível em: <http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103417>. Acesso em: 21 jan. 2020.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn1.pdf>. Acesso em: 25 jan. 2019.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm.> Acesso em 25 mai. 2020.

BRASIL. Lei Federal n. 8069, de 13 de julho de 1990. ECA _ Estatuto da Criança e do Adolescente. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm>. Acesso em: 20 jan. 2019.

BRASIL. Decreto nº 7.352, de 4 de novembro de 2010. Dispõe sobre a política de educação do campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7352.htm>. Acesso em: 25 mai. 2020.

CARDOSO JUNIOR, W. S. Alfabetização na educação do campo: relatos de professores de classes multisseriadas da Ilha de Marajó. 2009. 148 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em:<https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16593>. Acesso em: 21 jan..2020.

CALDART, R. S. A Escola do Campo em Movimento. In: ARROYO, M.G. CALDART, R.S. MOLINA, M. C. (Org.) Por uma educação do Campo. 5 eds. – Petrópolis, RJ: Vozes, ISBN 978 85 326 3047 6. 2014p. 2011.

GROFF, I. B. O acesso e a permanência à educação escolar no município de Renascença-PR: percurso de crianças do campo à única escola municipal. 2018. 183 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2018. Disponível em: <http://tede.unioeste.br/handle/tede/4046>. Acesso em: 22 jan. 2020.

GOBETTI, M. Educação do Campo e Diversidade: Escola Itinerante “Maria Alice Wolff de Souza. In PEIXER Z.I ; VARELLA I.A. Educação do Campo. Lages, SC: Grafine 2011. 176p.

HAGE, S. M. Educação do campo, legislação e implicações na gestão e nas condições de trabalho de professores das escolas multisseriadas. Simpósio da ANPAE, 2011b. Disponível em: . Acesso em: 03 out. 2020.

FERREIRA, N.S. A. As pesquisas denominadas" estado da arte". Educação & sociedade, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302002000300013&script=sci_arttext&tlng=pt> Acesso em: 03 out. 2020

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

LOPES, E.P. Modelo organizacional para o transporte escolar rural nos estados e municípios brasileiros. 2009. 172 f. Dissertação (Mestrado em Transportes Urbanos) -Universidade de Brasília, Brasília, 2009. < file:///D:/User/Downloads/007-2009%20(1).pdf>. Acesso em: 23 jan. 2020.

NEVES, L.K. D. O impacto dos recursos aplicados no transporte escolar em relação à gestão político-financeira da educação básica: um estudo do financiamento da educação em municípios de Goiás. 2019. 121 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO. Disponível em: <http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4276>. Acesso em: 23 jan. 2020.

NOGUEIRA, A. M. A relação homem – natureza no contexto do fechamento das escolas rurais em Ouvidor (GO). 2014. 130 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2014. Disponível em: <http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4092>. Acesso em: 21 jan..2020.

PAIVA, F. M. A experiência de egressos de uma escola do campo no município de Araraquara - SP. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto,

Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. 196p. Disponível em: <https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59140/tde-07042015-221338/pt-br.php>. Acesso em: 23 jan.2020.

PASTÓRIO, E. et al. Nucleação das escolas do campo: o caso do município de São Gabriel/RS. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) -Universidade de Santa Maria, Santa Maria, 2015. 161p. Disponível em: <https://repositorio.ufsm.br/handle/1/9444>. Acesso em: 23 jan.2020. Acesso em: 23 jan. 2020.

PAULA, A. P. Educação do campo: desafios para implementação de uma política educacional das escolas do campo2013. 131p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2013. Disponivel em: <http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/1356>. Acesso em: 21 jan. 2020.

PELLIM, E. F. As políticas de educação para os povos do campo no Brasil: uma análise do município de Nova Olímpia-PR entre 1990 e 2016 / Ezilda Franco Pellim. - Paranavaí, 2017. Dissertação (mestrado)- Universidade Estadual do Paraná, Campus de Paranavaí. Centro de Ciências Humanas e da Educação. Programa de Pós-Graduação em Ensino: Formação Docente Interdisciplinar – PPIFOR, 2017. Disponível em: < https://docplayer.com.br/49561019-As-politicas-de-educacao-para-os-povos-do-campo-no-brasil-uma-analise-do-municipio-de-nova-olimpia-pr-entre-1990-e-2016-ezilda-franco-pellim.html>. Acesso em: 21 jan. 2020.

RIBEIRO, A. C.; JESUS, W.F. A trajetória histórica da política pública de transporte escolar: um olhar sob a assistência dos programas federais para a educação básica. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, nº 66, p. 135-159. Disponível em: < https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643707>. Acesso em: 29 jun. 2021.

RODRIGUES, A. C. D. S., MARQUES, D. F., RODRIGUES, A. M., & Dias, G. L. (2017). Nucleação de Escolas no Campo: conflitos entre formação e desenraizamento. Educação & Realidade, 42, 707-728. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/edreal/2017nahead/2175-6236-edreal-57687.pdf>. Acesso em: 20/08/2019.

SANTOS, T. F. Desvelando cercas: o cenário da educação básica do e no campo no estado do Tocantins. 2017. 195f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Educação, Palmas, 2017. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11612/682>. Acesso em: 21 jan. 2019.

SANTOS, C. F. Memória camponesa: os conflitos pela terra e educação do campo no município de Barreiras (BA). 2018. 165 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018. Disponível em: <http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9016>. Acesso em: 21 jan. 2020.

SANTOS, Karina Correia, SANTOS, Viviane Correia, RODRIGUES, Walter. Jardim. Condições do transporte escolar e seus impasses no ensino e na aprendizagem em escolas do campo: o caso do município do Acará. Estado do Pará.1 ed. - Ananindeua: Itacaíunas, 2015. 76p.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, L. M. Desafios e perspectivas da educação do campo: uma análise em Porto Nacional – TO.2019. 102f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Porto Nacional, 2019. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11612/1197> Acesso em: 21jan. 2020.

VASCONCELLOS, E. A. Crianças rurais e acesso à escola: sugestões de política pública. São Paulo em Perspectiva, vol. 5 n.1, jan./ mar. 1991. p. 93-98. Disponível em: <http://www.seade.gov.br/produtos/spp/v05n01/v05n01_13.pdf>. Acesso em: 22 set. 2020.

VEIGA, J. E. O Brasil rural precisa de uma estratégia de desenvolvimento. Série textos para discussão, v.

, 2001. Disponível em:< https://www.scielo.br/pdf/ea/v15n43/v15n43a10.pdf>. Acesso em: 30 out. 2020.

Downloads

Publicado

2021-09-29

Como Citar

AMARO, L.; RODRIGUES, A. C. .; SATURNINO , M. TRANSPORTE ESCOLAR E EDUCAÇÃO DO CAMPO: : o que revelam as investigações entre 2009-2019 na BDTD?. Communitas, [S. l.], v. 5, n. 11, p. 369–384, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/COMMUNITAS/article/view/5606. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Demanda Contínua