EDUCAÇÃO EM UMA PERSPECTIVA INCLUSIVA NA ESCOLA ESTADUAL SENADOR ADALBERTO SENA

Autores

Palavras-chave:

Educação, Equidade, Perspectiva inclusiva

Resumo

Este trabalho objetiva compreender o processo de inclusão escolar dos alunos com deficiência na Escola Estadual Senador Adalberto Sena (SAS), localizada no município de Rio Branco. O estudo foi realizado mediante a disciplina de Pesquisa histórica, através de revisões bibliográficas, análise exploratória da escola, entrevistas com professores e mediadores para uma maior relação de proximidade de informações e dados, além do amparo legal dos artigos 205 e 208 da Constituição Federal de 1888, acrescido do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) - Lei n° 8.069/90 com especial atenção ao seu artigo 55 -, somando-se as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica- CNE nº 04/2009, aduzido da Declaração de Salamanca. Usamos como embasamento teórico Mantoan (2003; 2011); Carvalho (2008); entre outros. O intuito foi buscar identificar o público alvo da educação especial, e conhecer os avanços e dificuldades encontradas pela com a chegada dos alunos com deficiência.

Biografia do Autor

Jardel Silva França, Faculdade de Educação Superior Euclides da Cunha

Especialista em Educação Especial Inclusiva pela Faculdade de Educação Acriana Euclides da Cunha (INEC). Licenciado em História, pela Universidade Federal do Acre - UFAC (2019). Aperfeiçoado Uniafro em Políticas de Promoção de Igualdade Racial na Escola (2016). Membro do corpo editorial da Revista Em Favor de Igualdade Racial e Revista Das Amazônias / Revista Discente de História da UFAC. Filiado à Associação Brasileira de Pesquisadores Negros e Negras (ABPN). Membro do Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) da Universidade Federal do Acre.

Referências

ALMEIDA, Letícia Lopes de. Entrevista concedida ao autor deste artigo. Rio Branco, 19 de dez. 2018.
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, 05 de outubro de 1988.
BRASIL. Declaração de Salamanca e linhas de ações sobre necessidades educacionais especiais. Brasília: UNESCO, 1994.
BRASIL. Lei Brasileira de Inclusão de Pessoas com Deficiência. Brasília, 2015.
BRASIL. Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1996.
BRASIL. Resolução 04/2009. Institui o Atendimento Educacional Especializado. Brasília: MEC/Secretária de Educação Especial, 2009.
BRASIL. Resolução 04/2010. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica. Brasília: MEC/Secretária de Educação Especial, 2010.
Carvalho, Rosita Edler. O trabalho pedagógico na diversidade: Escola Inclusiva: reorganização do trabalho pedagógico. Porto Alegre: Mediação, 2008.
Escola de Ensino Fundamental e Médio Senador Adalberto Sena. (2018). Plano Político Pedagógico, Rio Branco.
MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão Escolar: caminho, descaminho, desafios, perspectiva. O desafio das diferenças na escola. 4ed. Petrópolis: Vozes, 2011.
MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão Escolar: O que é? Por quê? Como fazer? .1ed. São Paulo: Moderna, 2003.

Downloads

Publicado

2021-03-30

Como Citar

SILVA FRANÇA, J. EDUCAÇÃO EM UMA PERSPECTIVA INCLUSIVA NA ESCOLA ESTADUAL SENADOR ADALBERTO SENA. Communitas, [S. l.], v. 5, n. 9, p. 334–345, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/COMMUNITAS/article/view/4488. Acesso em: 18 abr. 2021.