IDENTIFICAÇÃO DOS METABÓLITOS SECUNDÁRIOS DO EXTRATO ETANÓLICO DAS FOLHAS DE Schinus terebinthifolius RADDI

Autores

  • Lívia Rosiane Silva Graduação em Ciências Biológicas, Faculdade São Lucas em Porto Velho-RO.
  • Alice Andrade Oliveira Graduação em Ciências Biológicas, Faculdade São Lucas em Porto Velho-RO.
  • Renato Abreu Lima Doutorando em Biodiversidade e Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Pertencente ao Laboratório de Pesquisa em Química de Produtos Naturais.

Resumo

As plantas medicinais representam uma grande importância para a manutenção das condições de vida das pessoas. Além da sua utilização comprovada na ação terapêutica de várias doenças, a fitoterapia representa grande relevância na cultura da sociedade humana. A família Anacardiaceae possui distribuição tropical e subtropical, incluindo cerca de 70 gêneros e 700 espécies, 15 desses gêneros são nativos do Brasil. Schinus terebenthifolius Raddi é considerada uma planta medicinal com propriedades de ação adstringente, balsâmica, diurética e antifúngica. Com isso, este trabalho teve como objetivo identificar os metabólitos secundários do extrato etanólico das folhas de S. terenbenthifolius. A planta foi coletada, separando as folhas das demais partes da planta e pesando posteriormente. Em seguida, colocou-se em estufa para secar a 50°C durante 48 horas. A extração foi realizada a partir das folhas devidamente secas e trituradas que foram colocadas em erlenmayer contendo, 500 mL de etanol, por sete dias. Em seguida, o material foi filtrado e submetido ao processo de destilação simples até a obtenção de xarope. Posteriormente, foram realizados testes fitoquímicos com o extrato etanólico, baseados em precipitação e coloração dos extratos diluídos em solução e reativos específicos de alcaloides, glicosídeos cardiotônicos, flavonoides, taninos hidrolisáveis e condensados, saponinas, triterpenos e cumarinas. Os resultados foram positivos para alcaloides, glicosídeos cardiotônicos, flavonoides e taninos hidrolisáveis. Nota-se que as folhas não apresentaram uma quantidade expressiva de metabólitos secundários, isso pode estar relacionado com as condições edafoclimáticas em que a planta foi coletada. No entanto, se faz necessário outras metodologias de extração, solventes e concentrações para fazer o isolamento dos metabólitos secundários das folhas de S. terebenthifolius encontrados. Por fim, verifica-se a importância de se estudar plantas medicinais com o intuito na realização de testes in vitro e in vivo.

Biografia do Autor

Lívia Rosiane Silva, Graduação em Ciências Biológicas, Faculdade São Lucas em Porto Velho-RO.

Estudante do 6º período do curso de Ciências Biológicas da Faculdade São Lucas em Porto Velho-RO. Desenvolve pesquisas na área de Fitoquímica e Educação.

Alice Andrade Oliveira, Graduação em Ciências Biológicas, Faculdade São Lucas em Porto Velho-RO.

Estudante do 6º período do curso de Ciências Biológicas da Faculdade São Lucas em Porto Velho-RO. Desenvolve pesquisas na área de Fitoquímica e Educação.

Renato Abreu Lima, Doutorando em Biodiversidade e Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Pertencente ao Laboratório de Pesquisa em Química de Produtos Naturais.

Biólogo, Pós-Graduado em Gestão Ambiental, Mestre em Meio Ambiente e Doutorando em Biodiversidade e Biotecnologia pela UFAM.

Referências

SANTOS, M.R.A.; LIMA, R.A ; SILVA, A.G. LIMA, D.K.S; SALLET, L.A.P.; TEIXEIRA, C.A.D.; FACUNDO, V.A. Composição química e atividade inseticida do extrato acetônico de Piper alatabaccum Trel & Yuncker (Piperaceae) sobre Hypothenemus hampei Ferrari. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.15, n.3, p.332-336, 2013.

SOUTO-MAIOR, F.N.; DE CARVALHO F.L.; DE MORAIS, L.C.S.L.; NETTO S.M.; DESOUSA D.P.; ALMEIDA R.N. Anxiolytic-like effects of inhaled linalool oxide in experimental mouse anxiety models. Pharmacology Biochemistry and Behavior, v.100, n.2, p.259-63, 2011.

ALBERTASSE, P.D.; THOMAZ, L.D.; ANDRADE, M.A. Plantas medicinais e seus usos na comunidade da Barra do Jucu, Vila Velha, ES. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.12, n.3, p. 250-260, 2010.

BALBINO, E.E.; DIAS, M.F. Farmacovigilância: um passo em direção ao uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos. Revista Brasileira de Farmacognosia, v.20, n.6, p.992-1000, 2010.

OLIVEIRA JUNIOR, L.F.G.; SANTOS, R.B.; REIS, F.O.; MATSUMOTO, S.T.; BISPO, W.M.S.; MACHADO, L.P.; OLIVEIRA, L.F.M. Efeito fungitóxico do óleo essencial de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius RADDI) sobre Colletotrichum gloeosporioides. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.15, n.1, p.150-157, 2013.

SANTANA, J.S.; SARTORELLI, P.; GUADAGNIN, R.C.; MATSUO, A.L.; FIGUEIREDO, C.R.; SOARES, M.G.; SILVA, A.M.; LAGO, J.H.G. Essential oils from Schinus terebinthifolius leaves - chemical composition and in vitro cytotoxicity evaluation. Pharmaceutical Biology, v.50, n.10, p.1248-1253, 2012.

RADI, P.A.; TERRONES, M.G.H. Metabólitos secundários de plantas medicinais. Revista Brasileira de Farmácia, v.20, n.2, p18-22, 2007.

COUTINHO, M.R. Extração de tanino em folhas, sementes e frutos verdes de cinamomo (Melia azedarach L.) com diferentes tipos de solventes. 42f. Trabalho de conclusão de curso de graduação: Tecnologia em Alimentos da Coordenação dos Cursos de Tecnologia e Engenharia de Alimentos, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR. 42f.

ALMEIDA, M.R.; LIMA, J.A.; SANTOS, N.P.; PINTO, A.C. Pereirina: o primeiro alcaloide isolado no Brasil? Revista Brasileira de Farmacognosia, v.19, n.4, p.54-60, 2009.

WINK, M. Evolution of secondary metabolites from anecological and molecular phylo genetic perpective. Phytichemistry, v.64, n.1, p.3-19, 2003.

SIMÕES, C.M.O.; SCHENKEL, E.P.; GOSMANN, G.; MELLO, J.C.P.; MENTZ, L.A.; PETROVICK, P.R. Farmacognosia: da Planta ao Medicamento, 5.ed. Editora da UFSC: Santa Catarina, 2004.

RIBEIRO, C.V.C.; KAPLAN, M.A.C. Tendências evolutivas de famílias produtoras de cumarinas em Angiospermae. Química Nova, v.25, n.4, p.533-538, 2002.

BULL, L.B.; CULVENOR, C.C.; DICK, A.J. The Pyrrolizidine Alkaloids: Their Chemistry, Pathogenicity and Other Biological Properties. Amsterdam: North-Holland, 1968.

NIJVELDT, R.J.; NOOD, E.; HOORN, D.E.C.; BOELENS, P.G.; NORREN, K.; LEEUWEN, P.A.M. Flavonoids: a review of probable mechanisms of action and potential applications. Am. J. Clin. Nutr., v.74, n.1, p.418, 2001.

CAZAROLLI, L.H.; ZANATTA, L.; ALBERTON, E.H.; FIGUEIREDO, M.S.R.B. Mini-Revisão sobre metabólitos secundários. Medicinal Chemical, v.8, n.1, p.1429-1435, 2008.

HOWES, L.G.; JAMES, M.J.; FLORIN, T.; WALKER, C. Expert Opin. Invest. Drugs v.16, n.1, p.1255, 2007.

SOARES, E. L. C.; SILVA, M. V.; VENDRUSCOLO, G. S.; THODE, V. A.; SILVA, J. G.; MENTZ, L. A. A família Solanaceae no Parque Estadual de Itapuã Viamão, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Biociências, v.6, n.3, p.177-188, 2008.

FRACARO, S.N.; DECONTO, I.; NAKASHIMA, T. Potencial de toxicidade reprodutiva do extrato de Tillandsia usneoides Linnaeus, 1762 (barba-de-pau) em coelhas gestantes. Tese (Mestrado em Ciências Veterinárias), Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2004, 60p.

CUNHA, A.P.; SALGUEIRO, L.; ROQUE, O.R. Metilxantinas. In: CUNHA, A. P. (Org). Farmacognosia e Fitoquímica. 3. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2010.

YANG, C. R. et al. Antifungal activity of C-27 steroidal saponins. Antimicrobial agents and chesmotherapy. .50 (5). p. 1710-1714, 2006.

Downloads

Publicado

2015-12-30

Como Citar

Silva, L. R., Oliveira, A. A., & Lima, R. A. (2015). IDENTIFICAÇÃO DOS METABÓLITOS SECUNDÁRIOS DO EXTRATO ETANÓLICO DAS FOLHAS DE Schinus terebinthifolius RADDI. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological , 2(2). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/362

Edição

Seção

Artigos Originais Ciências Biológicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>