LEVANTAMENTO DOS CRIADOUROS EXISTENTES DE MOSQUITOS DO GÊNERO Anopheles NA LOCALIDADE SANTA RITA, NO DISTRITO DE JACI- PARANÁ-RO

  • Ricardo Alves de Melo Prefeitura Municipal de Porto Velho, Secretaria Municipal de Saúde
  • Aline Fagundes de Melo Faculdades Integradas Aparício Carvalho, FIMCA, Porto Velho-RO.
  • Alda Eunice Farias Lobato da Cunha Laboratório Central de Porto Velho, LACEN Rondônia.
  • Renato Abreu Lima Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Resumo

A malária continua sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Nas proximidades de Porto Velho-RO, há elevadas taxas de infecção pelos dois parasitos; Plasmodium vivax e Plasmodium falciparum. O principal vetor da malária em Porto Velho é Anopheles darlingi, este tem preferência por coleções de água como lagoas, açudes, represas e outros, essas coleções aquáticas recebem o nome de criadouros. O presente estudo realizou avaliação dos criadouros existentes de mosquitos do gênero Anopheles na área do assentamento Santa Rita, localizado 54 km de Porto Velho-RO. Os pontos de coleta foram: criadouros Cupuaçu, Ponte, Chácara 88 e Buritis, sendo cadastrados no sistema Sivep-vetor.  As atividades foram realizadas no período de dezembro de 2011 a abril de 2014.As formas imaturas de mosquito Anopheles, foram coletadas através de conchas graduadas, após coletadas foram acondicionadas em tubos de falcon, contendo água do próprio criadouro rotulado mantendo estas vivas e transportada até ao Laboratório de Entomologia do LACEN-RO, para realização de triagem por estágios e em seguida a realização das análises taxonômicas.Com base nas coletas entomológicas dos mosquitos do gênero Anopheles nas formas imaturas, obteve-se um total de 583 exemplares de anofelinos. Destes 114 exemplares de forma imatura, foram do principal vetor da malária, o Anopheles darlingi, onde a maior incidência foi no criadouro da Chácara 88 e a menor incidência foi no criadouro do córrego buritizal. Assim, recomendam-se medidas no controle vetorial que incluem na promoção educativas de saúde até ações de vigilância dos serviços no controle da malária.

Biografia do Autor

Ricardo Alves de Melo, Prefeitura Municipal de Porto Velho, Secretaria Municipal de Saúde
Biólogo, Centro Universitário São Lucas.
Aline Fagundes de Melo, Faculdades Integradas Aparício Carvalho, FIMCA, Porto Velho-RO.
Biomédica, Fimca.
Alda Eunice Farias Lobato da Cunha, Laboratório Central de Porto Velho, LACEN Rondônia.
Bióloga, LACEN-RO.
Renato Abreu Lima, Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM).
Biólogo, Pós-Graduado em Gestão Ambiental, Mestre em Meio Ambiente e Doutorando em Biodiversidade e Biotecnologia pela UFAM.

Referências

MONTEIRO, M.R.C.C.; RIBEIRO, M.C.; FERNANDES, S.C. Aspectos clínicos e epidemiológicos da malária em um hospital universitário de Belém, Estado do Pará, Brasil. Revista Pan-Amazônica de Saúde, v.4, n.2, p.33-43, 2013.

NEVES, D.P. et al. Introdução a Parasitologia. In: Parasitologia humana. 11 ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2005. Cap. 17.

PROFORMAR, Programa de formação de agentes locais de vigilância em saúde. Rio de Janeiro, 2004.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Ações de controle da Malária. Manual para profissionais de saúde atenção Básica. Brasília, 2006.

LAPOUBLE, O.M.M.; SANTELLI, A.C.F.S.; MUNIZ­JUNQUEIRA, M.I. Situação epidemiológica da malária na região amazônica brasileira, 2003 a 2012. Revista Panamericana de Salud Publica, v.38, n.4, p.300-306, 2015.

TADA, M.S.; KATSURAGAWA, T. Epidemiologia-IPEPATRO. Memorial do Memorial do Instituto Oswaldo Cruz, 2007.

GIL, L.H.; TADA, M.S.; KATSURAGAWA, T.H.; RIBOLLA, P.E.; DA SILVA, L.H. Urban and suburban malaria in Rondônia (Brazilian Western Amazon). II. Perennial transmissions with high anopheline densities are associated with human enviromental changes. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v.103, n.3, p.271-276, 2007.

CONSOLI, R.A.G.B.; OLIVEIRA, R.L. Principais mosquitos de importância sanitária no Brasil. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 1994. CIM, 228p.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Saúde na Amazônia. Disponível em: <http://portal.saude.gov.br/portal/saude/> [acesso 10 de jan 2011].

TADEI, W.P. Biologia de anofelinos amazônicos. Considerações sobre as espécies de Anopheles (Culicidae), transmissão e controle da malária na Amazônia. Revista da Universidade do Amazonas, v.18, 1993.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia para Gestão Local do Controle da Malária – controle vetorial. Brasília, 2009

TAUIL, P.L. Estudos de alguns aspectos da epidemiologia da malária em Porto Nacional, Estado de Goiás, Brasil. Goiás: Editora da Universidade Federal de Goiás, 1981.

MEIRA, D.A.; PITA, H.J; BANAVIEIRA, B. Malária no município de Humaitá, Estado do Amazonas. Alguns aspectos epidemiológicos e clínicos. Revista Instituto Medicina Tropical, v.22, n.3, 1980.

TADEI, W.P.; MASCARENHAS, B.M.; BODESTÁ, M.G. Biologia de anofelinos amazônicos. VII Conhecimentos sobre a distribuição de espécie de Anopheles na região de Tucuruí-Marabá (Pará). Acta Amazônica, v.13, n.1, p.33, 1983.

FRANCISHETTI, I.M: RIBEIRO, J.M.C.; CHAMPAGNE D.; ANDERSEN, J. Purification cloning expression and mechanism of a novel platelet aggregation inhibitor from the salivary gland of the blood-sucking bug Rhodnius prolixus. Journal of Biological Chemistry v.275, n.17, p.12639-12650, 2000.

AGEVISA. Boletim Informativo Malária. Secretaria Estadual de Saúde-RO, 2011.

COSTA, F. AHE-RIO MADEIRA. Programa de Saúde Pública Subprograma de Vigilância Epidemiologia Relatório Técnico sobre a malária no município de Porto Velho, 2009.

FORATTINI, O.P. Entomologia Médica. Editora Tipografia EDANEE, São Paulo, 1962. 188p.

MARTINS, R.L.F.P. Criadouros de Anopheles e a ocorrência da malária, na zona urbana de Porto Velho/RO. 2010. 62 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Pública), Fiocruz, Porto Velho, 2010.

MACIEL, G.B.M.L.; OLIVEIRA, E.C. Perfil entomológico e epidemiológico da malária em região garimpeira no norte do Mato Grosso, 2011. Epidemiologia, v.23, n.2, p.355-360, 2014.

GOMES, A.P.; VITORINO, R.R.; COSTA, A.P.; MENDONÇA, E.G.; OLIVEIRA, M.G.A.; BATISTA, R.S. Malária grave por Plasmodium falciparum. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v.23, n.3, p.358-369, 2011.

Publicado
2019-08-01
Seção
Artigos de Ciências da Vida