GERMANO ALMEIDA – OLD FRONTS OF HIGH INTENSITY OF LABOR

Ineke Phaf-Rheinberger

Resumo


Summary: In his narrative career, Germano Almeida from Cape Verde concentrates on the cultural history of his homeland, which shows a high degree of migration to other countries. He demonstrates that, among these migrations, the memory of the experience with contract labor in São Tomé and Príncipe plays a special role.

Key Words: Cape Verde, gender relations, modern slavery, contract labor.


GERMANO ALMEIDA - ANTIGAS FRENTES DE ALTA INTENSIDADE DO TRABALHO

 

Resumo: Em sua carreira narrativa, Germano Almeida, de Cabo Verde, concentra-se na história cultural de sua terra natal, o que mostra um alto grau de migração para outros países. Ele demonstra que, entre essas migrações, a memória da experiência com trabalho contratado em São Tomé e Príncipe desempenha um papel especial.Palavras-chave: Cabo Verde, relações de gênero, escravidão moderna, contrato de trabalho


GERMANO ALMEIDA - VIEJOS FRENTES DE ALTA INTENSIDAD DE TRABAJO

 Resumen: En su carrera narrativa, Germano Almeida, de Cabo Verde, se concentra en la historia cultural de su tierra natal, lo que muestra un alto grado de migración hacia otros países. Demuestra que, entre esas migraciones, la memoria de la experiencia con trabajo contratado en Santo Tomé y Príncipe desempeña un papel especial.Palabras clave: Cabo Verde, relaciones de género, esclavitud moderna, contrato de trabajo

Texto completo:

PDF (English)

Referências


AOKI, K.: A Social History and Concept Map Analysis on Sodade in Cabo Verdean Morna. In: African Study Monographs, Kyoto University (2016), 37. 4: 163-187.

ALMEIDA, G.: O dia das calcas roladas. Lisbon: Caminho, 1982.

ALMEIDA, G.: O testamento do Sr. Napomuceno da Silva Araújo. Lisbon: Caminho 1991.

ALMEIDA, G.: Cabo Verde. Viagem pela história das ilhas, with the photographer Lisbon: Caminho, 2003.

ALMEIDA, G.: A morte do ouvidor. Lisbon: Caminho, 2010.

ALMEIDA, G.: Desde o Monte Cara vê-se o mundo. Lisbon: Caminho, 2014.

ALMEIDA, G.: O fiel difunto. Lisbon: Caminho, 2018.

COLE, L.: Légitime defense. From Communism and Surrealism to Caribbean Self-Definition. In: Journal of Surrealism and the Americas 4:1 (2010), 15-30.

CORDEIRO, A.: Prefácio. In: Germano Almeida: O meu poeta. Lisbon: Caminho 1991, 7-9.

DUARTE, V.: A candidata. Belo Horizonte: Nandyala, 2012 [2004].

DUARTE, V.: Matriarca- Uma história de Mesticagens. Mindelo: Livraria Pedro Cardoso, 2018.

FELLUGA, D. F.: General Introduction to New Historicism. Module on Stephen Jay Greenblatt. On History. In: Introductory Guide to Critical Theory. Purdue University.

GARCÍA Márquez, Gabriel: Los funerales de la Mamá Grande. New York: Random House, 2002. [1962].

KAP VERDE 2017: Available at: https://www.kapverden.de/kapverdische-inseln/bevoelkerung (Accessed 15/12/2018)

LOPES, Baltasar: Chiquinho. Lisbon: Livros Cotovia, 2008 [1947].

NEVINSON, H. W.: A Modern Slavery. London: Forgotten Books, Classic Reprint Series, 2012. [1906].

PHAF-RHEINBERGER, I.: Modern Slavery and Water Spirituality. A Critical Debate in Africa and Latin America. Frankfurt am Main: Peter Lang Ed., 2017.

PINTO, D. V.: Entrevista: Germano Almeida: “A corrupção tomou conta da sociedade cabo-verdiana”. In: Jornal Brava News, 14/11/2017. Available at: https://www.brava.news/pt/noticias/general/germano-almeida (Accessed:15/12/2018).

TAVARES, Miguel Sousa: Equador. Lisbon: Oficina do Livro, 2003.

TUTIKIAN, J.: Germano Almeida, tradutor de uma nova realidade. In: Veredas 7 (Porto Alegre, 2006): pp. 161-175.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 REVISTA COMMUNITAS

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

     Licença Creative Commons Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

REVISTA COMMUNITAS - ISSN: 2526-5970 - Publicação Semestral dos Grupos de Pesquisas em Políticas, Práticas e Currículos (GpPPC) e do Grupo de Estudos Comparados e Temáticos em Literatura e Direitos Humanos (LiDH) da Universidade Federal do Acre.

QUALIS B1 (2017/2018)