ENSINAR A LER E A ESCREVER: O TRABALHO COM GÊNEROS TEXTUAIS EM SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS

  • Raimunda Rosineide de Moura e Silva Universidade Federal do Acre
  • Maria Veroza Batista Vieira Universidade Federal do Acre
  • Márcia Verônica Ramos de Macêdo Universidade Federal do Acre

Resumo

O planejamento de aulas de língua portuguesa cujo foco seja o ensino da leitura e da escrita requer, necessariamente, que se tenha o texto como o princípio e o fim de todo o trabalho docente. E, como sabemos, todo texto se materializa em gêneros textuais, por meio dos quais se dá todo o processo de interação pela linguagem. Nesse sentido, o objetivo do presente artigo é apresentar e discutir um dos caminhos para se trabalhar com gêneros textuais em sala de aula: a sequências didática de gênero.Para tanto, sugerimos uma sequência didática com o gênero textual conto popular, para uma turma de Primeiro Módulo do Ensino Fundamental II (6º ano) da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de uma escola pública de Rio Branco-AC. O embasamento teórico para esse trabalho são as obras de Marcuschi (2008), Guimarães e Kersch (2012), Schneuwly, Dolz e colaboradores (2013). Acreditamos que o trabalho com sequências didáticas torna as aulas mais dinâmicas e significativas para os alunos, visto que estes deixam de ser meros receptores de conteúdos e passam a ser coparticipantes da construção de seu próprio saber. Além disso, é possível aliar os conteúdos aprendidos na escola às experiências de vida dos educandos, transformando o que poderia ser mais uma atividade de leitura e escrita em uma atividade de letramento.

Palavras-chave: Sequência Didática; Gênero textual; Ensino; Leitura e Escrita.

Biografia do Autor

Raimunda Rosineide de Moura e Silva, Universidade Federal do Acre
Professora de Língua Portuguesa da rede pública estadual e municipal no município de Rio Branco-AC; graduada em Letras Vernáculas pela UFAC; mestranda do Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS)-UFAC
Maria Veroza Batista Vieira, Universidade Federal do Acre

Graduada em Letras Português pela Universidade Federal do Acre, professora da rede pública de ensino, discente do curso de Mestrado Profissional em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/ Universidade Federal do Acre.

Márcia Verônica Ramos de Macêdo, Universidade Federal do Acre
Professora titular de Linguística da UFAC e professora do Mestrado Profissional em Letras - PROFLETRAS, orientadora do artigo.

Referências

ANTUNES, Irandé. Língua, texto e ensino: outra escola possível. São Paulo: Parábola, 2009.

AZEVEDO, Ricardo. O caso do espelho. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/ fundamental-1/caso-espelho-634284.shtml. Acesso em:19/05/14.

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. 5ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

BANDEIRA, Pedro. Malasaventuras: safadezas de Malasartes. São Paulo: Moderna, 2003.

BENTES, Anna Christina. Gênero e Ensino: algumas reflexões sobre a produção de materiais didáticos para a Educação de Jovens e Adultos. In: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz e BRITO, Karin Siebeneicher. Gêneros textuais: reflexões e ensino. São Paulo: Parábola, 2011.

DOLZ, Joaquim; NOVERRAZ, Michèle; SCHNEUWLY, Bernard. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim e colaboradores. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. e org. Roxane Rojo; Glaís Sales Cordeiro. 3ª ed. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

GUIMARÃES, Ana Maria de Mattos; KERSCH, Dorotea Frank (Orgs.). Projetos didáticos de gênero na sala de aula de língua portuguesa: caminhos da construção: Campinas: Mercado de Letras, 2012.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de textos e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

MILLER, Carolyn R. Gênero textual, agência e tecnologia. São Paulo: Parábola, 2012.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 3ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros e tipos de discurso: considerações psicológicas e ontogenéticas. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim e colaboradores. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. e org. Roxane Rojo; Glaís Sales Cordeiro. 3ª ed. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2013.

Publicado
2015-06-05
Seção
Artigos