DAS “MICRORREGIÕES GEOGRÁFICAS” ÀS “REGIONAIS DE DESENVOLVIMENTOS”: REGIONALIZAÇÕES DAS TERRAS ACREANAS E AS POSSIBILIDADES DE NOVOS REARRANJOS NO PRINCÍPIO DO SÉCULO XXI

  • Silvio Simione da Silva Professor Doutor da Universidade Federal do Acre, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, , 2Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia,
Palavras-chave: Acre, regionalização, Escala regionais, desenvolvimento, planejamento

Resumo

Aqui, buscamos compreender os fundamentos das regionalizações mais recentes das terras acreanas. Vimos os propósitos desses processos no contexto da Geografia e, com isto, os avanços e recuos na definição territorial das regiões. Partindo de críticas teóricas, defendemos em tese “a necessidade de rever as regionalizações vigentes no estado”. Nisto, fixamos pontos para a compreensão e superação das definições de regiões “naturais” ou “homogêneas” como parcialmente denota a divisão em “regionais de desenvolvimento”, apresentada no Zoneamento Ecológico Econômico do Acre

Referências

ACRE, Secretaria de Meio Ambiente do. Atlas Geográfico Ambiental do Acre. Rio Branco: IMAC, 1991. 47p.

ACRE, Governo do Estado. Programa Estadual de Zoneamento Ecológico-Econômico do estado do Acre: Aspectos Socioeconômicos e ocupação territorial – documento final. Rio Branco: SECTMA, 2.000. v.II.

ACRE, Governo do Estado. Guia para usos da terra acreana com sabedoria: Zoneamento Ecológico Econômico do Acre. Rio Branco: SECTMA; Brasília: WWF-Brasil, 2.001. 68p.

ANDRADE, Manoel Correia de. Geografia, Região e Desenvolvimento (introdução ao “aménagement du territoire”). 2.ed. São Paulo: Brasiliense, 1971. 95p.

CORRÊA, Roberto Lobato. Região: Globalização, pluralidade e persistência conceitual. S.n.t. (mineo – Disc. Espaço, região e regionalização, Pós-Graduação em Geografia, FCT/UNESP, 1997).

___________. Região e organização espacial. 6.ed. São Paulo: Ática, 1998. 93p.

DUARTE, Aluísio Capdeville. Regionalização – considerações metodológicas. In: Boletim de Geografia Teorética. Rio Claro: Depto. de Geografia/UNESP, 1980. v.10. p.05-32.

FAISSOL, Esperidião. Urbanização e regionalizações: relações com o desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: IBGE, 1975. 247p.

FERREIRA, Fco. W. Planejamento sim e não. 14. ed. São Paulo: Paz e terra, 1979. 157p.
IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Contagem da População de 1996 - Acre. Rio de Janeiro: FBGE, 1997. 3p.

RAFFESTIN, Claude. Por uma Geografia do Poder. São Paulo: Ática, 1993. 269p.
SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo: HUCITEC, 1988. 124p.

___________. A natureza do Espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: EDUSP, 2002. 381p. (Coleção Milton Santos, 1).

SMITH, Neil. Desenvolvimento Desigual: natureza, capital e a produção de espaço. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988. 250p.
Publicado
2019-12-08