EDUCAÇÃO-CIÊNCIAS NO BRASIL: AS DORES DO NOSSO TEMPO, A RESISTÊNCIA NECESSÁRIA

Autores

  • Grassinete Albuquerque Oliveira Universidade Federal do Acre - UFAC http://orcid.org/0000-0002-2765-8705
  • Shelton SOUZA Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Maristela Alves de Souza DINIZ Universidade Federal do Acre
  • Aline KIELING Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade da Universidade Federal do Acre e Bolsista CAPES

Palavras-chave:

educação, ciência, resistência

Resumo

Abrimos o vol. 02, n. 02 da Revista Geadel com uma provocação na forma de poema escrita por Pucheu para a revista The Cult, publicada on-line e impressa, em maio de 2020. Nesse poema, o autor narra a triste história do governo do/no Brasil. A nossa democracia sendo constantemente atacada, desvalidada, desqualificada por atos autoritários e medidas desumanas do atual governo e obtém o apoio de uma parcela da população. Em longas e tensas estrofes, Pucheu nos convida para uma reflexão cuidadosa, para a inquietação que move muitos dos cidadãos brasileiros. Apesar das tragédias, dos golpes, dos crimes sem solução, da ditadura cada vez mais próxima de nossas vidas, o autor conclama que devemos e precisamos insistir. Insistir na (con)vivência. Insistir que essa necropolítica (MBEMBE, 2016) instaurada deve ter fim. Insistir em ouvir, respeitosamente, os outros. Insistir em ouvir os nossos “inimigos”, porque é na insistência que conseguiremos resistir e provocar uma mudança social.

Biografia do Autor

Grassinete Albuquerque Oliveira, Universidade Federal do Acre - UFAC

Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC-SP (2020). Líder do Grupo de Estudos em Análise do Discurso e Ensino de Línguas (GEADEL) e pesquisadora do Grupo de Pesquisa Inclusão linguística em Cenários de Atividades Educacionais (ILCAE). Professora da Universidade Federal do Acre (UFAC), com linhas de interesse relacionadas às questões de Formação de Formadores, Tecnologias na Educação, Linguística Aplicada ao ensino de Línguas e Estudos da Linguagem. 

Shelton SOUZA , Universidade Federal do Acre - UFAC

Doutor em Linguística (2017) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ. Professor de Linguística e Língua Portuguesa na Universidade Federal do Acre/UFAC. Suas principais áreas de atuação são: teoria e análise de línguas, principalmente de línguas indígenas brasileiras, fonologia, morfologia e sintaxe, ensino de português como L1/L2, análise do português em contraste com línguas indígenas, línguas de sinais (Libras) e línguas europeias para fins didáticos, análise e produção de material didático para o ensino de português como L1/L2 e estuda a inter-relação entre língua(gens), sexualidades, gêneros sociais e produção e (re)construção de identidades em diferentes espaços sociais.

Maristela Alves de Souza DINIZ , Universidade Federal do Acre

Possui Doctorado en Investigación Transdisciplinar en Educación, pela Universidad de Valladolid, Espanha (2019). Professora Titular da Universidade Federal do Acre , Brasil. 

Aline KIELING , Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade da Universidade Federal do Acre e Bolsista CAPES

Licenciada em Letras Inglês e respectivas literaturas pela Universidade Federal do Acre (UFAC), mestra em Letras: Linguagem e Identidade pelo PPGLI/UFAC, doutoranda pelo mesmo programa e bolsista CAPES.

Referências

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987

LIBERALI, F. C. Construir o inédito viável em meio a crise do coronavírus – lições que aprendemos, vivemos e propomos. [Orgs.] Liberali, Fernanda Coelho et al. Educação em tempos de pandemia: brincando com um mundo possível. Campinas, SP : Pontes Editores, 2020. p. 13-22.

PUCHEU, A. Poema para a catástrofe do nosso tempo. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/poema-para-catastrofe-do-nosso-tempo/. Acesso: 24 jul. 2021.

MBEMBE, A. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política de morte. São Paulo: N-1 edições, 2016.

NOBLE, D. M.; LAFIN, G. C.; TEIXEIRA, M. T. Linguagem e sociedade em tempos de isolamento. Revista da ABRALIN, v. 19, n. 2, p. 1-5, 27 jun. 2020. Disponível em: https://revista.abralin.org/index.php/abralin/article/view/1424. Acesso: 24 jul. 2021.

OLIVEIRA, G. C. de A. O cenário da resistência frente à Necropolítica e Necroeducação vivenciada no Brasil. [Orgs.] OLIVEIRA, R. M. et. al. Revista The ESPecialist, vol. 42, n.1, 2021, p. 1-7. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/esp/article/view/55111. Acesso: 24 jul. 2021.

RAJAGOPALAN, K. Linguagem e sociedade em tempos de isolamento. Conferência apresentada por Kanavillil Rajagopalan. [s.l., s.n], 1 vídeo (1h17min59s), 2020. Publicado pelo canal do Associação Brasileira de Linguística, no YouTube. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=g-vEw5u4V3M. Acesso: 22 jul. 2021.

Esta imagem foi produzida pelo ilustrador Flávio Wetten

Downloads

Publicado

2021-07-27

Edição

Seção

Editorial