ENTRE A FILOLOGIA E A LEXICOGRAFIA

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE OBRAS DOS SÉCULOS XVIII E XXI

Autores

  • Ticiane Rodrigues Nunes Universidade Estadual do Ceará
  • Wagner Rodrigues Loiola Secretaria de Educação do Estado do Ceará
  • Expedito Eloísio Ximenes Universidade Estadual do Ceará

Palavras-chave:

Filologia, Lexicografia, Dicionário, Vocabulário

Resumo

A compreensão do léxico é uma tarefa que propicia ao filólogo o conhecimento não apenas dos textos e dos documentos, mas da complexidade sociocultural que o cerca, revelando detalhes sobre a sociedade, os sujeitos e as esferas comunicacionais envolvidas nesse ato comunicativo. É com esse princípio que discutimos neste artigo os parâmetros lexicográficos observados no Vocabulário Portuguez & Latino de Bluteau (1712-1721) e em duas obras lexicográficas do século XXI, o Dicionário Escolar da Língua Portuguesa (ABL, 2008) e o Dicionário Aulete Digital (2020), a fim de analisar a tradição lexicográfica desses séculos e perceber como macro e microestruturas se configuram. Como base adotamos os pressupostos de Barbosa (2001), Pontes (2009), Boutin-Quesnel et al. (1985), Biderman (1998), Queiroz (2012) e Ximenes (2013) para problematizarmos filologicamente a produção dessas obras como um acervo que põe seus consulentes em contato com a história da língua, o que revela os padrões lexicográficos em língua portuguesa nos séculos XVIII e XXI. Portanto, a produção lexicográfica é um grande apoio para a compreensão dos textos, sejam eles de qual época forem, no entanto, é preciso perceber que essas obras são um recorte sócio-histórico-cultural de um determinado contexto de linguagem.

Palavras-chave: Filologia. Lexicografia. Dicionário. Vocabulário.

Referências

ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. Dicionário escolar da língua portuguesa. 2. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2008.

AULETE DIGITAL. Lexikon Editora Digital: Rio de Janeiro, 2020.

BARBOSA, Maria Aparecida. Dicionário, vocabulário, glossário: concepções. In: ALVES, Ieda Maria (Org.). A constituição da normalização terminológica no Brasil. 2. ed. São Paulo: FFLCH/CITRAT, 2001. (Cadernos de terminologia n.1).

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, Ana Maria Pinto Pires de; ISQUERDO, Aparecida Negri (Orgs.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande-MS: Ed. UFMS,1998.

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. A CIÊNCIA DA LEXICOGRAFIA. Alfa, São Paulo, n. 26, p. 1-26, 1984. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/3676/3442. Acesso em: 21 dez. 2021.

BLUTEAU, Raphael. Vocabulario portuguez & latino: aulico, anatomico, architectonico ... Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesus, 1712-1721. 1-8 v. disponível em: https://digital.bbm.usp.br/browse?type=author&value=Bluteau%2C+Rafael%2C+1638-1734. Acesso em: 27 dez. 2020.

BOUTIN-QUESNEL, Rachel; BÉLANGER, Nycole; KERPAN, Nada; ROUSSEAU, Louis-Jean. Vocabulaire systématique de la terminologie. Québec: Publications du Québec, 1985. (Cahiers de l’Office de la Langue Française).

OLIVEIRA, Ana Maria Pinto Pires de; ISQUERDO, Aparecida Negri (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande-MS: Ed. UFMS,1998.

PONTES, Antônio Luciano. Dicionário para uso escolar: O que é, como se lê. Fortaleza: EdUECE, 2009.

QUEIROZ, Rita de Cássia Ribeiro de. Filologia e Lexicologia: a edição e o estudo do vocabulário de autos de defloramento. Linguagem - Estudos e Pesquisas. v. 16, n. 2, p. 15-28, ago./dez. 2012. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/lep/article/view/33527. Acesso em: 10 dez. 2020.

SERAINE, Florival. Antologia do Folclore cearense. 2. ed. Fortaleza: EdUFC, 1983.

SOUSA, Alexandre Melo de. Entre seringais e colocações: um estudo toponímico. In: JORNADA NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA DA LÍNGUA PORTUGUESA, 2. Rio de janeiro, 2007. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense, 2007. Disponível em: http://www.filologia.org.br/iijnlflp/textos/entre_seringais_e_coloca%C3%A7%C3%B5es_um_estudo_topon%C3%ADmico_%20alexandre.pdf. Acesso em: 2 dez. 2020.

WELKER, Herbert Andreas. Dicionários: uma pequena introdução à lexicografia. 2.ed revista e ampliada - Brasília: Thesaurus, 2004.

XIMENES, Expedito Eloísio. Fraseologias Jurídicas: Estudo filológico e linguístico do período colonial. Curitiba: Appris, 2013.

Downloads

Publicado

2021-07-09