A CANÇÃO: UM DOCUMENTO AUTÊNTICO PARA O ENSINO DE FONÉTICA EM FLE

Autores

Palavras-chave:

Francês língua estrangeira; Fonética; Canção.

Resumo

O ensino de fonética vai além da simples exposição de símbolos e repetição de sons:  trata-se de um caminho para o desempenho oral. Este trabalho destaca o valor do componente fonético no ensino de francês língua estrangeira (FLE), tendo em vista que muitos aprendizes, inclusive brasileiros, encontram limitações em se comunicar na língua, devido às dificuldades em pronunciar certos sons do francês, sobretudo as vogais anteriores [y], [ø] e [œ]. Diante disso, este trabalho aborda componentes essenciais para que o ensino de fonética seja possível nas aulas de língua francesa e aponta a canção como ferramenta para o desenvolvimento da consciência articulatória. Para tal intento, será feito, primeiramente, um breve panorama do sistema fonético do francês, com ênfase nos sons vocálicos; em seguida, com o intuito de mostrar os diferentes caminhos para o ensino de fonética nas aulas de FLE, apresenta-se uma proposta de sequência didática voltada para o ensino dos sons [y], [ø] e [œ] lançando mão da canção Je veux de Zaz.

 

Biografia do Autor

Dennys Silva-Reis, Universidade Federal do Acre

Professor adjunto de Literaturas de expressão francesa no Centro de Educação Letras e Artes (CELA), na Universidade Federal do Acre (UFAC), campus Rio Branco/AC

Referências

ABRY, D.; VELDEMAN-ABRY, Julie. La phonétique. CLE International, 2007.
ALCÂNTARA, C. C. O processo de aquisição das vogais frontais arredondadas do francês por falantes nativos do português. 1998. 122 f. Dissertação (Mestrado em Letras: linguística aplicada), Escola de Educação, Católica de Pelotas. Disponível em : [http://pos.ucpel.edu.br/ppgl/wp-content/uploads/sites/4/2018/03/O_processo_de_aquisicao_das_vogais-Cintia_Alcantara.pdf]. Acesso em: 27 set. 2020.
ANJOS. C. R. Ensino e aprendizado do 'fle' através de canções: reflexões sobre representações culturais e relatório de experiência. 2006. 144 f. Dissertação (Mestrado em Letras: língua e literatura francesa). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: [https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8146/tde-08112007-143018/pt-br.php]. Acesso em: 27 set. 2020.
BOIRON, M. Approches pédagogiques de la chanson. CAVILAM Vichy, 2005. Disponível em: [http://alturl.com/psn26]. Acesso em: 20 set. 2020.
CHAMPAGNE-MUZAR, C. ; BOURDAGES, J. Le point sur la phonétique. Paris : CLE international, 1998.
CUQ, J-P. Dictionnaire de didactique du français langue étrangère et seconde. Paris : CLE International, 2003.
GUIMBRETIÈRE, É. Phonétique et enseignement de l’oral. Paris: Didier/Hatier, 1994. Disponível em: [http://www.editionsdidier.com/files/media_file_8476.pdf]. Acesso em: 19 set. 2020.
HIRAKAWA, D. A. A fonética e o ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras: teorias e práticas. 2008. 235 f. Dissertação (Mestrado letras: língua e literatura francesa). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: [http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8146/tde-04072008-155618/pt-br.php]. Acesso em: 27 set. 2020.
LÉON, P. ; LÉON, M. Introduction à la phonétique corrective. Toronto: Hachette et Larousse, 1964.
MARTINEZ, P. Didática de línguas estrangeiras. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.
NOLASCO, D. F. Vogais anteriores do francês: análise de seu tratamento fonético nos métodos écho e alter ego plus e proposta de intervenção. 2017. 137 f. Dissertação (Mestrado em Letras : linguagem e cultura). Universidade Federal do Acre, Rio Branco. Disponível em: [https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6217303]. Acesso em: 27 set. 2020.
POMPEU, A. C. M. A produção das vogais frontais, arredondadas do francês (L3) por falantes nativos do português brasileiro (L1) com inglês norte-americano como L2. 2010. 119 f. Dissertação (Mestrado em Letras), Faculdade de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: [http://hdl.handle.net/10923/4117]. Acesso em : 27 set. 2020.
RODRIGUES, G. M. ; CORRÊA, A. M. S. Os desafios da canção como estratégia pedagógica em aulas de FLE: os planos fonético, discursivo-enunciativo e linguístico. BABEL: Revista Eletrônica de Línguas e Literaturas Estrangeiras. n. 14, 2018. Disponível em: [https://www.revistas.uneb.br/index.php/babel/article/view/5245]. Acesso em : 27 set. 2020.
ROS-DUPONT, M. La lecture à haute voix. Paris : Bordas, 2004.
SOLTANI, K.; SOLANILLA, T. Je veux. In: ZAZ [CD]. Boulogne-Billancourt: Play On, 2010.
ZEDDA, P. La langue chantée: un outil efficace pour l'apprentissage et la correction phonétique. Les Cahiers de l’Acedle. Lyon, n. 2, 2006. Disponível em: [http://legoutdufrancais.org/wp-content/uploads/La-langue-chant%C3%A9e.pdf]. Acesso em: 20 set. 2020.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Artigos