A PALAVRA ESCRITA NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO SOBRE SEGMENTAÇÃO DE PALAVRAS MEDIADO PELO SCRATCH

UM ESTUDO SOBRE SEGMENTAÇÃO DE PALAVRAS MEDIADO PELO SCRATCH

  • Mychelli Dantas UFAC
Palavras-chave: SEGMENTAÇÃO

Resumo

Este artigo discute o funcionamento da produção escrita dos anos finais do Ensino Fundamental, em especial, à produção relacionada à (orto)grafia das palavras. Como resultado de uma investigação teórica, foi desenvolvido uma proposta de aplicação didático metodológica que, por meio de um jogo eletrônico, possibilitou a construção de uma estratégia para se trabalhar pedagogicamente a segmentação de palavras numa turma de 6º ano do Ensino Fundamental da Escola Brigadeiro Eduardo Gomes, no município de Senador Guiomard, Estado do Acre. Apresentamos, neste artigo, os resultados obtidos pela Fase 1 do jogo eletrônico desenvolvido.

Palavras-Chave: Segmentação; Jogo eletrônico; 6º ano do Ensino Fundamental.

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2018.
Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf Acesso em: 12 maio de 2020.

CHACON, Lourenço. Para além de vínculos diretos entre características fonético-segmentais e ortográficas na escrita infantil. Estudos Linguísticos, Belo Horizonte, v. 16, n. 1, p. 215-230, 2008.

______. Relação fala/escrita em dados não-convencionais de escrita infantil. Mesa-redonda A criança e o uso da língua: fala, escrita e suas relações na aquisição da linguagem. Abralin ao vivo, Brasil, Associação Brasileira de Linguística, 17 de julho de 2020, evento ao vivo transmitido pela internet. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=fP2o-hF7jtg Acesso: 20 jul. 2020.

CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. O modo heterogêneo de constituição da escrita. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

CUNHA, Ana Paula Nobre. As segmentações não convencionais e sua relação com os constituintes prosódicos. Cadernos de Educação, Pelotas, v. 35, p. 323-358, 2010.

DANTAS, Mychelli de Oliveira Costa. Palavras escritas no 6º ano do Ensino Fundamental: o uso de games como ferramenta de ensino-aprendizagem na aula de Língua Portuguesa. 25 de setembro de 2020. 110f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Acre, Rio Branco, 2020.

FERREIRO, Emilia; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1985.

FIEL, Roberta. Estudo longitudinal de hipossegmentações em texto do Ensino Fundamental II. 22 de março de 2018. 129f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2018.

______; TENANI, Luciani. Prosodização de clíticos em Português Brasileiro: pistas a partir de hipossegmentações. Filologia e Linguística Portuguesa, São Paulo, v. 20, n. esp., p. 27-45, 2018.

KATAMBA, Francis. Morphology. New York: SMP, 1993.

OLIVEIRA-CODINHOTO, Gabriela. A acessibilidade das construções relativas e a aquisição da escrita. 14 de julho de 2016. 163 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2016.

PIMENTEL, Janaína de Oliveira. Hipo e hipersegmentação: a influência da hierarquia prosódica nas segmentações não-convencionais produzidas por alunos do 6º ano do ensino fundamental. 4 de novembro de 2016. 177f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Universidade Estadual do Piauí, Teresina, 2016.

SILVA, Lilian Maria. A grafia de palavras hipersegmentadas em textos produzidos nos anos finais do Ensino Fundamental. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 43, n. 2, p. 617-630, 2014.

______. A prosodização de clíticos preposicionais do português brasileiro: o que dados de escrita podem revelar? Raído (Online), Dourados, v. 10, n. 24, p. 11-25, 2016.

______. Grafias não convencionais de preposições e sílabas pretônicas: pistas de prosodização de clíticos preposicionais. 21 de fevereiro de 2018. 219f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2018.

______; TENANI, Luciani. Hipersegmentações de palavras no Ensino Fundamental. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014.
Publicado
2020-12-29
Seção
Artigos