A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER RETRATADA POR LÍDIA JORGE: O ETHOS DA PERSONAGEM LÚCIA DO CONTO MARIDO

  • Daniela Forte Martins CORDEIRO Governo do Estado de São Paulo
Palavras-chave: Ethos

Resumo

Em tempos de valorização dos papéis e contribuições femininas para a sociedade contemporânea e colocando em evidência temas como violência doméstica, “feminicídio” e feminismo, a Literatura de autoria feminina se consagra e surgem novas autoras e novas perspectivas sobre como a experiência de ser mulher é representada nessas obras. Contribuindo para essas representações, O Conto Marido, de Lídia Jorge, traz como personagem principal, Lúcia, esposa dedicada, que trabalha como porteira e convive com seu marido, que é um homem violento. O conto traz representações do papel feminino e masculino na sociedade patriarcal e suas manifestações em uma família onde há problemas cuja origem está diretamente relacionada a esses papéis. O trabalho tem como objetivo analisar o Ethos da personagem Lúcia e o papel representado por ela na cena de enunciação cujo conto está representado. Para tanto, será utilizado o conceito de Ethos, sob o ponto de vista da Análise do Discurso de corrente francesa, proposto por Dominique Maingueneau.

Biografia do Autor

Daniela Forte Martins CORDEIRO, Governo do Estado de São Paulo

Licenciada em Letras pela FMU, Especialista em Língua Portuguesa pela Unip e Funcionária da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Referências

BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Introdução à Análise do Discurso. Campinas, S. R: Editora da UN1CAMP, 1996.

COURTINE, J. O tecido da memória: algumas perspectivas de trabalho histórico nas ciências da linguagem. Polifonia, Cuiabá, edufmt v. 12 n. 2 p. 1-13, 2006.

DISCINI, N. Ethos e estilo In: MOTTA, A. R.; SALGADO, L. S. (Orgs.) Ethos Discursivo. São Paulo: Contexto, 2008. p. 33-54.

DUCROT, O. O dizer e o dito. Campinas: Pontes, 1987

JORGE, Lídia. Marido e outros contos.4ª Edição. Ed.Dom Quixote,1998.

MAINGUENEAU, Dominique.Análise de textos de comunicação.6ª edição ampliada. Ed. Cortez, 2013.

MAINGUENEAU, Dominique. (2005). Ethos, cenografia, incorporação. In: AMOSSY, Ruth (Org.). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. Tradução Dilson Ferreira da Cruz, Fabiana Komesu e Sírio Possenti. São Paulo: Contexto, 2008b. p.

PÊCHEUX, Michel. Tradução: Eni Puccinelli Orlandi e Greciely Costa Análise Automática do Discurso. E. Pontes

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero e Patriarcado. In: Marcadas a ferro. Violência contra a mulher, uma visão multidisciplinar. Brasília: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, 2005. --

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de Discurso: princípios & procedimentos. 8. ed. Campinas: Pontes, 2009. 100p.

Publicado
2020-07-17