A importância e a formação do professor-leitor

Palavras-chave: Formação. Professor-leitor. Leitura. Docência.

Resumo

Neste trabalho propomos identificar a importância do professor-leitor para o atual cenário educacional brasileiro. Para tanto, foi feito um estudo de fundamentação teórica e, especialmente, de revisão literária com a busca de publicações que indicassem aspectos essenciais sobre a importância do professor-leitor e as estratégias de formação continuada para motivar a leitura entre os docentes. Logo, foram selecionadas obras diversas sobre o assunto, tais como livros, artigos e outros materiais de publicação científica ou publicitária, as quais deram suporte para a análise teórica do tema em estudo. Algumas das principais referências utilizadas para esta pesquisa foram: Bandeira (1999), Zilberman (2008), Quadros e Miranda (2009), Alves (2013), Amorim e Farago (2015), Lima e Alves Neto (2015) e Ribeiro e Moura (2015). Com a construção do texto, percebeu-se que a discussão sobre a importância do professor-leitor se faz muito necessária à prática escolar, uma vez que os docentes têm responsabilidades para motivar a leitura entre seus alunos, principalmente aqueles que lecionam na educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, quando a criança está reconhecendo mundo da leitura que existe ao seu redor.

Referências

ALVES, R. 300 pílulas de sabedoria. São Paulo: Planeta, 2016, p. 14

ALVES, R. Ostra feliz não faz pérola. São Paulo: Planeta, 2008.

AMORIM, M.C.B.; FARAGO, A.C. As práticas de leitura na educação infantil. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, Bebedouro, n.2, v.1, p.134-154, 2015. Disponível em: http://unifafibe.com.br/revistasonline/arquivos/cadernodeeducacao/sumario/35/06042015200353.pdf Acesso em: 30 mai. 2020.

BANDEIRA, P. Capítulo 23 — Pedro Bandeira. In: PRADO, J.; CONDINI, P. A formação do leitor: pontos de vista. Rio de Janeiro: Argus, 1999. Disponível em: https://filosoficabiblioteca.files.wordpress.com/2013/11/prado-condini-a-formac3a7c3a3o-do-leitor-pontos-de-vista.pdf Acesso em: 30 maio.2020.

CHARÃO, C. Formação do professor leitor é o primeiro desafio de políticas de incentivo à leitura nas escolas. Abre livros [online]. 2014. Disponível em: http://www.abrelivros.org.br/home/index.php/noticias/5744-formacao-do-professor-leitor-e-o-primeiro-desafio-de-politicas-de-incentivo-a-leitura-nas-escolas. Acesso em: 30 mai. 2020.

FERREIRA, S.P.A.; SANTOS, E.M. Constituição do professor-leitor: condições e compreensão de leitura em alunos universitários. Psicol. teor. prat., São Paulo, v.12, n.2, p.96-111, fev. 2010. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/ptp/v12n2/v12n2a07.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

GATTI, Bernadette Angelina (Org.) et. al. Por uma revolução no campo da formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2015.

GERALDI, J. W. A aula como acontecimento. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

GONÇALVES, D.S.N. A importância da leitura nos anos iniciais escolares. Monografia – Licenciatura em Pedagogia. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. São Gonçalo, 2013. Disponível em: http://www.ffp.uerj.br/arquivos/dedu/monografias/dsng.pdf. Acesso em: Acesso em: 30 mai. 2020.

GUERREIRO, C. O novo formador. Revista Educação [online]. 2012. Disponível em: http://www.revistaeducacao.com.br/?s=%22professor+leitor%22. Acesso em: 30 mai. 2019.

INSTITUTO PRÓ-LIVRO. Retratos da Leitura no Brasil. 2011. Disponível em: http://prolivro.org.br/home/images/relatorios_boletins/3_ed_pesquisa_retratos_leitura_IPL.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

LIMA, S.S.L.; ALVES NETO, F.R. Desafios na prática pedagógica do docente iniciante em Instituições de Ensino Superior. Revista Saberes da Fameta. Rio Branco, v.2, n.1, 2015. Disponível em: https://unimeta.edu.br/wp-content/uploads/sites/12/2018/03/3.pdf. Acesso em: 30 maio. 2020.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACHADO, A.M. Ponto de fuga: conversas sobre livros. São Paulo. Companhia das Letras, 2001.

MARIN, Alda Junqueira (Org.). Educação Continuada: reflexões, alternativas. Campinas, SP: Papirus, 2000.

MARTINS, Heloisa Helena T. de Souza. Metodologia qualitativa de pesquisa. IN: Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.2, p. 289-300, maio/ago. 2004.

MEDEIROS, E.L.D. Capítulo 8 — Elza Lucia Dufrayer de Medeiros In: PRADO, J.; CONDINI, P. A formação do leitor: pontos de vista. Rio de Janeiro: Argus, 1999. Disponível em: https://filosoficabiblioteca.files.wordpress.com/2013/11/prado-condini-a-formac3a7c3a3o-do-leitor-pontos-de-vista.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

OLIVEIRA, G.R. O professor de português e a literatura: relações entre formação, hábitos de leitura e prática de ensino. Universidade de São Paulo – Mestrado em Educação. São Paulo, 2008. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-07102008-101148/pt-br.php. Acesso em: 30 mai. 2020.

ORLANDI, E.P. Discurso e leitura. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

PIMENTEL, A. Jogo e desenvolvimento profissional: análise de uma proposta de formação continuada de professores. Tese (Doutorado em Educacão) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

POLATO, A. Zoara Failla: Se o professor não é leitor, não consegue transmitir o prazer pela leitura. Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) [online], 2012. Disponível em: http://www.fndc.org.br/clipping/zoara-failla-se-o-professor-nao-e-leitor-nao-consegue-transmitir-o-prazer-pela-leitura-27287/. Acesso em: 30 mai. 2020.

QUADROS, A. L.; MIRANDA, L. C. A Leitura dos Estudantes do Curso de Licenciatura em Química. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 31, n. 4, p. 235-240, nov. 2009. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/. Acesso em: 30 mai. 2020.

RANGEL, J.N.M. Leitura na escola: espaço para gostar de ler. Porto Alegre: Mediação, 3ª ed., 2012.

RIBEIRO, L.M.L.R., MOURA, C.F.S.O. “Sorteio de livros”: a influência do fácil acesso a obras literárias na melhoria da formação de educadores. Revista Saberes da Fameta. Rio Branco, v.2, n.1, 2015. Disponível em: https://unimeta.edu.br/por-que-a-fameta/revista-saberes/edicao-2/. Acesso em: 07 set. 2019.

ROCCO, M.T.F. Capítulo 20 — Maria Thereza Fraga Rocco. In: PRADO, J.; CONDINI, P. A formação do leitor: pontos de vista. Rio de Janeiro: Argus, 1999. Disponível em: https://bibliotecadafilo.files.wordpress.com. Acesso em: 30 mai. 2020.

SILVA, A. M. C. A formação contínua de professores: uma reflexão sobre as práticas e as práticas de reflexão em formação. Educação e Sociedade, Campinas, n.72, p. 89-109, ago. 2000.

SOUZA, R.J. Narrativas Infantis: a literatura que as crianças gostam. Bauru: USC, 1992.

SOUZA, R.J., SOUSA, A.C., CASTRO, P.C.V., SOUZA, G.C. Leitura do Professor, Leitura do Aluno: processos de Formação Continuada. Unesp, 2005. Disponível em: file:///C:/Users/Usuario/Downloads/leituraprofessor%20(5).pdf Acesso em: 21 ago. 2019.

ZILBERMAN, R. O papel da literatura na escola. Via Atlântica, n. 14, p. 11-22, dez. 2008.

Publicado
2020-12-07
Como Citar
Moura, C. de F. S. O., & Lopes, A. A. L. (2020). A importância e a formação do professor-leitor. Muiraquitã: Revista De Letras E Humanidades, 8(2). https://doi.org/10.29327/210932.8.2-18