COLONIZAÇÃO E TENTATIVAS DE APAGAMENTO DAS CULTURAS INDÍGENAS: A VIAGEM DE HAMILTON RICE À GUIANA BRASILEIRA

Autores

  • Valtenir Soares de ABREU UFRR

Palavras-chave:

Colonização, Discurso, Etnocentrismo, Diversidade Cultural

Resumo

As relações sociais baseadas na desigualdade e na manutenção de privilégios de uns sujeitos ou grupos sobre outros têm sido objeto de profundas reflexões por parte de pesquisadores dos mais diversos campos de estudos, levantando questionamentos, proposições e, em alguns casos, provocando a criação de políticas voltadas ao enfrentamento das mais diversas categorias de exclusão. A propósito de um olhar decolonial, analisamos viagem de Hamilton Rice com o intuito de desconstruir determinados discursos de hegemonia identitário-cultural, busco dialogar com autores como Neide Gondim (2007), Mary Louise Pratt (1999), Stuart Hall (2006), dentre outros, com a intenção de promover reflexões a respeito de concepções como diversidade cultural, colonialismo, etnocentrismo, discurso e poder. Tratando mais especificamente das tensões entre exploradores e grupos indígenas, posiciono-me de maneira a defender que cada povo deve ser respeitado e ter suas histórias, memórias e identidades asseguradas de todas as maneiras possíveis.

Referências

ABREU, Valtenir Soares de. O rio, o lavrado, a serra e o cordel: identidade e cultura roraimense nos cordéis de Rodrigo de Oliveira. Universidade Federal de Roraima, 2016. Dissertação de mestrado.

ARCHANJO, Renata. Vozes sociais e dimensão ética da linguística aplicada: a construção discursiva na área dos CBLAs. Natal, RN, 2008. Tese de doutorado.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. (VOLOCHÍNOV, V. N). Marxismo e filosofia da linguagem. Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem 12ª ed. São Paulo: HUCITEC, 2006.

BRUNER, Jerome. Acts of meaning. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1990.

EAGLETON, Terry. Ideologia. São Paulo: Boitempo Editoria, 1997.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: o nascimento da prisão. Trad. Raquel Ramalhete. 20.ed. Petrópolis-RJ: Editora Vozes, 1999.

FRANK, Erwin Heinrich. Beleza e Vício: O olhar etnográfico dos irmãos Schomburgk. In: Revista ANTHROPOLÓGICAS, ano 11, volume 18(1): 95-136 (2007) (1835-1844).

GONDIM, Neide. A invenção da Amazônia. 2º edição. Manaus: Editora Valer, 2007. (Série: Memórias da Amazônia).

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11. ed. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. São Paulo: DP & A, 2006.

LABOV, William. The transformation of experience in narrative syntax. In: LABOV, William. Language in the inner city. Philadelphia: University of Philadelphia Press, 1972.

______. Some Further Steps in Narrative Analysis. The Journal of Narrative and Life History. Special issue, Lawrence Erlbaum Associates, v. 7, n.1-4, 1997.

LINDE, Charlotte. Life Stories: The Creation of Coherence. Oxford: Oxford University Press, 1993.

MAXWELL, Kenneth. O verdadeiro Indiana Jones. Jornal Folha de São Paulo, coluna Opinião. São Paulo, 10 de setembro de 2009. Disponível em <https://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz1009200906.htm>. Acesso em 05 de junho de 2019.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Linguística aplicada e vida contemporânea. In: MOITA LOPES, Luiz Paulo da (Org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola Editora, 2006. p. 85-107.

POLKINGHORNE, Donald E. Narrative and self-concept. In: Journal of Narrative and Life History 1 (2-3), 1991: 135-53.

PRATT, Mary Louise. Os olhos do império: relatos de viagem e transculturação. Tradução Jézio Hernani Bonfim Gutierre. Bauru – SP: EDUSC, 1999.

RICE, Alexander Hamilton. Exploração na Guiana brasileira. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1978.

RIESSMAN, Catherine Kohler. Narrative Analysis. In: Narrative, Memory & Everyday Life. University of Huddersfield, Huddersfield, 2005, pp. 17.

RIZZO, Marcelo Augusto Parrillo. Narrativa e poder: a visão política da teoria narrativista da história. In: Seminário de Pesquisa da PPG História. UFG / UCG, 2008. (Seminário).

SANTOS, William Soares dos. Compreendendo a sutil Co-Construção da Identidade Social em uma Narrativa de Conversão Religiosa. In: SINAIS –Revista Eletrônica - Ciências Sociais. Vitória: CCHN, UFES, Edição n.05, v.1, Setembro. 2009. pp. 45-64.

______. Níveis de interpretação na entrevista de pesquisa de natureza interpretativa com narrativas. In: BASTOS, Liliana Cabral e SANTOS, William Soares dos (Organizadores). A entrevista na pesquisa qualitativa – Perspectivas em análise da narrativa e da interação. Rio de janeiro: Quartet/Faperj, 2013. pp. 21-36.

SOUSA, Rainer Gonçalves. Darwinismo social. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/darwinismo-social.htm. Acesso em 23 de dezembro de 2020.

SOUZA, Carla Monteiro de. Uma visão da Guiana Brasileira: a expedição de Hamilton Rice pela Amazônia. In: Estudos Ibero-Americanos, v. 38, p. s19-s32, 2012.

TODOROV, Tzvetan. A conquista da América: a questão do outro. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

WORTHAM, Stanton Emerson Fisher. Narratives in action: a strategy for research and analysis. Foreword by Kenneth J. Gergen. p. cm. — (Counseling and development series). Published by Teachers College Press, 1234 Amsterdam Avenue: New York, NY, 2001.

Downloads

Publicado

2022-08-02