“VOCÊS TÊM FOGO, VOCÊS TÊM PAIXÃO”: CONSTRUÇÃO E ANÁLISE SOCIOHISTÓRICA DO PERFIL DE FÃS TRANSNACIONAIS BRASILEIROS

Palavras-chave: cultura de fãs, identidade cultural, fandoms culturais transnacionais

Resumo

A paixão e o entusiasmo do fã brasileiro são reconhecidos mundialmente por fandoms e celebridades, destacando-os dos fãs de demais países. Seja em postagens virtuais ou quebrando recordes de público em diferentes eventos, esse público tem chamado atenção da mídia internacional, que mais e mais investe nesse mercado. Este artigo, originado de dissertação de mestrado, investiga teórica e empiricamente o consumo engajado por produtos culturais internacionais. Autores da sociologia, história e economia brasileira embasam as considerações sobre a formação cultural do país, enquanto a análise de conteúdo de teses e dissertações que têm os fandoms transnacionais como objeto nos permite o levantamento de um perfil completo das dinâmicas destes grupos. O objetivo desta pesquisa é compreender hábitos de consumo cultural do país, bem como contribuir para o fortalecimento do campo nacional dos Estudos de Fãs.

Biografia do Autor

Aianne Amado, universidade federal de sergipe

Mestre em Comunicação Social (PPGCOM/UFS), membro do grupo OBSCOM/CEPOS.

Verlane Santos, Universidade Federal de Sergipe

Professora do Departamento de Economia (DEE/UFS), Doutora em Desenvolvimento Econômico pela UFPR e membro do grupo OBSCOM/CEPOS.

Referências

ABBADE, João. Brasil está entre os países que mais assistem anime no mundo. Jovem Nerd [S. l.], 2 ago. 2017. Disponível em: https://jovemnerd.com.br/nerdbunker/brasil-esta-entre-os-paises-que-mais-assistem-anime-no-mundo/. Acesso em: 9 dez. 2019.

ALVES, Julia. Alaska Thunderfuck diz que clipe de 'Come to Brazil' é seu 'hino de amor para fãs brasileiros'. Folha de São Paulo, São Paulo, 10 nov. 2017. Disponível em: https://f5.folha.uol.com.br/musica/2017/11/alaska-thunderfuck-diz-que-clipe-de-come-to-brazil-e-seu-hino-de-amor-para-fas-brasileiros.shtml. Acesso em: 25 de abril de 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

BELINKY, Biju. "Come to Brazil!!" Is the Meme That Will Never Die. Vice, [S. l.], 25 set. 2017. Disponível em: https://www.vice.com/en_us/article/ne7758/how-come-to-brazil-became-meme. Acesso em: 10 dez. 2019.

BOLAÑO, César. Indústria Cultural, Informação e Capitalismo. São Paulo: Hucitec, 2000.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp; Porto Alegre: Zouk, 2008.

CALIXTO, Douglas de Oliveira. Memes na internet: Entrelaçamentos entre Educomunicação, cibercultura e a ‘zoeira’ de estudantes nas redes sociais. 2017. 234 p. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

CANCLINI, Néstor García. Culturas Híbridas y estratégias comunicacionales. Estudios sobre las Culturas Contemporaneas, v. 3, n. 5, p. 109-128, jun. 1997.

CARLOS, Giovana Santana. O(s) fã(s) de cultura pop japonesa e a prática de scanlation no Brasil. 2011. 198 p. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Linguagens) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiutí do Paraná, Curitiba, 2011.

CHIN, Bertha; MORIMOTO, Lori. Towards a theory of transcultural fandom. Participations. Journal of Audience and Reception Studies, v. 10, n. 1, p. 92-108, mai. 2013.

COSTA, Sarah Moralejo da. Fanworks de fanworks: a rede de produção dos fãs. 2018. 258 p. Tese (Doutorado em Comunicação) – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

DALVI, Camila David. Apropriações do bovarismo pela crítica acadêmica brasileira. 2018. 270 p. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós¬ Graduação em Letras do Centro de Ciências Humanas e Naturais, da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016.

DESIDÉRIO, Mariana. Os números impressionantes da Comic Con de SP, a maior do mundo. Exame, São Paulo, 9 dez. 2017. Disponível em: https://exame.abril.com.br/negocios/os-numeros-impressionantes-da-comic-con-de-sp-a-maior-do-mundo/. Acesso em: 10 de dez. de 2019.

FELDMAN, Brian. How ‘Come to Brazil’ Came to the Internet. New York Magazine, Nova York, 28 jan. 2016. Intelligencer. Disponível em: http://nymag.com/intelligencer/2016/01/how-come-to-brazil-came-to-the-internet.html. Acesso em: 10 dez. 2019.

FISKE, John. Understanding Popular Culture. Boston: Unwin Hyman, 1989.

FLAUBERT, Gustave. Madame Bovary. Paris: Le Livre de Poche, 1999.

FURTADO, Celso. (1986). Pressupostos da Política Cultural. In: D’AGUIAR, Rosa Freire (org.). Ensaios sobre cultura e o Ministério da Cultura. Rio de Janeiro: Contraponto; Centro Internacional Celso Furtado, 2012. p. 61-66.

FURTADO, Celso. (1987). A Acção do Ministério da Cultura. In: D’AGUIAR, Rosa Freire (org.). Ensaios sobre cultura e o Ministério da Cultura. Rio de Janeiro: Contraponto; Centro Internacional Celso Furtado, 2012. p. 75-86.

FURTADO, Celso. O Longo Amanhecer: reflexões sobre a formação do Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1999.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós modernidade. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2006.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

JANOTTI JUNIOR, Jeder. Cultura Pop: entre o popular e a distinção. In: Sá, Simone Pereira, CARREIRO, Rodrigo, FERRARAZ, Rogério (org.). Cultura Pop. Salvador: EDUFBA; Brasília: Compós, 2015. p. 45-56.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Editora Aleph, 2008.

LEE, Hye-Kyung. Transnational Cultural Fandom. In: DUITS, Linda; ZWAAN, Koos; REIJNDERS, Stijn (ed.). The Ashgate Research Companion to Fan Cultures. Surrey: Ashgate Publishing Ltd, 2014. p. 195-208.

LINS, Rafael Chagas. Música pop latina, meet & greet e experiência estética: a experiência e consumo do fandom de Dulce María no Brasil. 2017. 159 p. Dissertação. (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

SÁ, Simone Pereira de; CARREIRO, Rodrigo; FERRARAZ, Rogerio. Apresentação: O Pop não poupa ninguém? In: SÁ, Simone Pereira de; CARREIRO, Rodrigo; FERRARAZ, Rogerio (org.). Cultura Pop. Salvador: EDUFBA; Brasília: Compós, 2015. p. 9-16.

SAMPAIO JR., Plínio de Arruda. A atualidade da teoria do subdesenvolvimento de Celso Furtado. In: D’AGUIAR, Rosa Freire (org.). Celso Furtado e a dimensão cultural do desenvolvimento. Rio de Janeiro: E-papers; Centro Internacional Celso Furtado, 2013.

SANDVOSS, Cornel. Fans: The Mirror of Consumption. Cambridge: Polity Press, 2005.

SCHNEIDER, Marco. A Dialética do Gosto: informação, música e política. Rio de Janeiro: Editora Circuito, 2015.

SOARES, Thiago. Abordagens Teóricas para Estudos Sobre Cultura Pop. Logos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 24, 2014.

SOUZA, Jessé. A Elite do Atraso: da escravidão à Lava Jato. E-book. Rio de Janeiro: LeYa, 2017.

VELASCO, Tiago. Pop: em busca de um conceito. Revista Animus, Santa Maria, v. 17, p. 117-133, jan./jun. 2010. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/animus/article/view/2376. Acesso em: 19 fev. 2019.

VIEIRA, Eloy. O lugar do fandom no processo produtivo das indústrias culturais no contexto da cultura da convergência: os casos de “Doctor Who Brasil” e “Universo Who”. 2015. 145 p. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-Graduação m Comunicação pela Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão.

WAITING FOR B. Vitrine Filmes., [S. l.], 2016. Sessão Vitrine. Disponível em: vitrinefilmes.com.br/sessaovitrine/?page_id=32. Acesso em: 10 de dezembro de 2019.

Mídias acessadas

ENTREVISTA – ARTISTAS INTERNACIONAIS FALAM SOBRE O BRASIL. [S. l.: s.n.]. 2013. 1 vídeo (1min47s). Publicado pelo canal Warner Music Brasil. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EZ59XT47SvI. Acesso em: 10 dez. 2019.

KATY PERRY SOBRE OS FÃS BRASILEIROS (LEGENDADO) _ PARTE ACÚSTICA (ROCK IN RIO 2015 BY MILÓ. [S. l.: s.n.]. 2016. 1 vídeo (16m52s). Publicado pelo canal Miló*. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=rFU4ng4cDKc. Acesso em: 10 dez. 2019.

VAMPIRE ATTRACTION: COLETIVA DE IMPRENSA NO RIO DE JANEIRO [PARTE 2]. [S. l.: s.n.]. 2015. 1 vídeo (23min12s). Publicado pelo canal Natasha Soares. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=u_SPUK_H0cY. Acesso em: 10 dez. 2019.
Publicado
2020-09-05
Como Citar
amado nunes costa, aianne, & Aragão Santos, V. (2020). “VOCÊS TÊM FOGO, VOCÊS TÊM PAIXÃO”: CONSTRUÇÃO E ANÁLISE SOCIOHISTÓRICA DO PERFIL DE FÃS TRANSNACIONAIS BRASILEIROS . TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA (ISSN: 2358-212X), 9(2). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/3734
Seção
Dossiê - Potências políticas do pop: gênero e ativismo na cultura pop