VOZES DOS FINS DOS CORPOS: MATERIALIDADES DIGITAIS VOCAIS E ESCUTAS QUEER

  • Daniel Magalhães de Andrade Lima Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: qualidades de voz, cultura pop, estudos do corpo, tecnologia, escuta

Resumo

Grande parte das nossas experiências com vozes acontecem a partir da vinculação entre vozes e dispositivos técnicos digitais, especialmente no que circunscreve os produtos pop. Este artigo se interessa em investigar especificamente as vocalidades que, inseridas no contexto do digital, são produzidas de maneira a serem entendidas prontamente como artificiais. Tal movimento teórico, compreende-se, pode desenvolver ferramentas que levem em conta materialidades das vozes midiáticas amplamente. Inicialmente, então, se realiza uma revisão teórica abordando concepções que vinculem a voz e o corpo na mídia. Em seguida, são desenvolvidos diálogos entre perspectivas teóricas e produtos midiáticos, visando o desenvolvimento de concepções e operadores sobre voz. Por fim, se propõem ferramentas que visem auxiliar a análise de sonoridades no contexto pop e se pontua que as vozes robóticas tendem a alargar as compreensões do que pode ser um corpo, colocando em risco perspectivas normativas.

Biografia do Autor

Daniel Magalhães de Andrade Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando no PPGCOM da Universidade Federal de Pernambuco

Referências

BARTHES, Roland. The grain of the voice. In: STERNE, Jonathan. (org.). The sound studies reader. London: Routledge, 2012.

BUTLER, Judith. Imitation and Gender Insubordination In FUSS, Diana. (org.) inside/out – lesbian theories/gay theories. New york and London: Routledge, 1991

CAVARERO, Adriana. Vozes plurais: filosofia da expressão vocal. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2011.

DYER, Richard. In defense of disco. In: Gay Left, Issue 08, p. 20-23. 1979. Disponível em: http://gayleft1970s.org/issues/issue08.asp. Acesso em 17 de dezembro de 2018.

FRITH, Simon. Performing Rites: On the value of popular music. MA: Harvard University Press, 1996.

GASI, Flávia. Mapas do imaginário compartilhado na experiência do jogar: o videogame como agenciador de devaneios poéticos. 2016. 310 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2016

GREINER, Christine. O corpo – pistas para estudos indisciplinares. Ebook: Annablume, 2013.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro: Contraponto, Ed. PUC – Rio, 2010.

HARAWAY, Donna. Manifesto Ciborgue – Ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX In SILVA, T. T. Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016

JACOBS, Daiane. Corpo Vocal, Gênero e Performance. In. Rev. Bras. Estud. Presença, Porto Alegre, v. 7, n. 2, p. 359-381. 2017.

JAJI, Tsitsi Ella. Africa In Stereo: Modernism, Music, and Pan-African Solidarity. Nova York: Oxford University Press, 2014.

JANOTTI, Jeder. Além do rock: a música pop como uma máquina de agenciamentos afetivos. In: Revista Eco Pós – Cultura Pop, v.19, n. 3, 108 – 126. 2016. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/eco_pos/article/download/5423/3998. Acesso em: 13 de dezembro 2018.

JARMAN-IVENS, Freya. Queer Voices: Technologies, vocalities, and the musical flaw. Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2011.

KELNNER, Douglas. A cultura da Mídia – estudos culturais: Identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. São Paulo: EDUSC, 2001.

KOESTENBAUM, Wayne. The Queens Throat: (Homo)sexuality and the art of singing. In FUSS, D. (org.) inside/out – lesbian theories/gay theories. New york and London: Routledge, 1991.

NEUMARK, Norie. Introduction: The Paradox of Voice. In. NEUMARK, Norie; GIBSON, Ross; LEEUWEN, Theo. (org.) VOICE: Vocal aesthetics in Digital arts and Media. E-book: MIT Press, 2010a.

______. Doing Things with Voices: Performativity and Voice. In. NEUMARK, Norie; GIBSON, Ross; LEEUWEN, Theo. (org.) VOICE: Vocal aesthetics in Digital arts and Media. E-book: MIT Press, 2010b.

SOARES, Thiago. O pixel da voz. In: Revista Fronteiras – estudos midiáticos. Porto Alegre: Unisinos, 2014. Anais Eletrônicos. Disponível em: . Acesso em: 18 de setembro de 2016.

______. Cultura pop: interfaces teóricas, abordagens possíveis. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), 2013. Manaus. Anais Eletrônicos. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2013/resumos/R8-0108-1.pdf. Acesso em: 18 de setembro de 2016.
Publicado
2020-09-22
Como Citar
Magalhães de Andrade Lima, D. (2020). VOZES DOS FINS DOS CORPOS: MATERIALIDADES DIGITAIS VOCAIS E ESCUTAS QUEER. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA (ISSN: 2358-212X), 9(2). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/3809
Seção
Dossiê - Potências políticas do pop: gênero e ativismo na cultura pop