UMA TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA DE ÓRFÃOS DO ELDORADO SOB A PERSPECTIVA FUNCIONAL

Palavras-chave: Tradução intersemiótica, Capa ilustrativa, Gramática do Design Visual, Intencionalidade

Resumo

A Linguística Sistêmico-Funcional (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004) compreende a língua a partir de um viés social para construir realidades por meio de funções. Amparada nessa teoria, a Gramática do Design Visual (KRESS; VAN LEEUWEN, 2006) explora o campo visual por meio dos significados representacional, interacional e composicional, sendo respectivamente, a representação da realidade, as relações entre elementos representados e leitor, e o modo como o texto se organiza. De acordo com esses pressupostos, este estudo, em um diálogo com o teoria da tradução intersemiótica (IEDEMA, 2003), analisa duas capas do livro “Órfãos do Eldorado” de Milton Hatoum (2008), e sua tradução por John Gledson, “Orphans of Eldorado” (2009), com o objetivo de verificar de que forma as realidades são construídas e como os elementos visuais indicam a posição ideológica e a intencionalidade dos tradutores, além de questionar se a tradução da capa ilustrativa favorece ou distancia o leitor da obra original. Sobre os aspectos teóricos-metodológicos, esse estudo possui caráter qualitativo e exploratório, e desenvolve a análise baseada nos significados representacional e interacional. Os resultados evidenciam que o texto de partida busca retratar o real e estabelecer uma relação próxima do leitor, enquanto a versão traduzida privilegia uma visão mitológica e exótica da Amazônia em um plano impessoal. Assim, é necessário refletir criticamente acerca de como o texto verbal é resgatado no texto visual.

Biografia do Autor

Vivian Gomes Monteiro Souza, Universidade do Estado do Amazonas

Graduada em Letras Língua Portuguesa (Universidade do Estado do Amazonas - UEA) e pesquisadora com ênfase na Linguística e suas vertentes dos sistemas multidimensionais de português e inglês.
Possui experiência em revisão de textos acadêmicos e em ensino de língua portuguesa como língua materna, através do Programa Residência Pedagógica (CAPES), e como língua adicional, em uma parceria entre Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e UEA. Atualmente atua como professora de Língua Inglesa. 

Neiva Soares , Universidade do Estado do Amazonas

Possui doutorado em Linguística pela Universidade de Brasília (2013) e mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Santa Maria (1999). Professora adjunta da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Experiência na área de Linguística, com ênfase em Gêneros Discursivos e Análise de Discurso Crítica, atuando principalmente nos seguintes temas: Produção Textual, Linguística, Semântica, Análise de Discurso Crítica, Linguística Sistêmico-Funcional e Multimodalidade. Participante do Grupo de Pesquisa: A Linguística Sistêmico-Funcional como instrumental teórico -metodológico para análise do discurso (UnB). Participante do Grupo de Pesquisa Discurso na Prática Sociais (UnB). Líder do Grupo de Pesquisa: Múltiplas Linguagens, Semiótica e Discurso na contemporaneidade (SDisCon) (UEA). Professora no Mestrado Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) da UEA 

Referências

BLOOR, Thomas; BLOOR, Meriel. The Functional Analysis of English. 2 Ed. Grã-Bretanha: Arnold, 2004.
BRAGA, Luiz. Janela em Marabá. 2005, fotografia, colorida. In: HATOUM, Milton. Órfãos do Eldorado. São Paulo: Companhias das Letras, 2008.
GAMBIER, Yves. Multimodality and audiovisual translation. In: Anais Eletrônicos EU-High-Level Scientific Conference Series, Mutra, 2006. Disponível em: https://www.euroconferences.info/proceedings/2006_Proceedings/2006_Gambier_Yves.pdf. Acesso em: 13 mar. 2020.
GANDIER, Angela. Órfãos do Eldorado: Uma poética do conflito entre gerações. In: Anais do IV Colóquio Internacional Cidadania Cultural: diálogos de gerações, 2009. Disponível em: http://pos-graduacao.uepb.edu.br/ppgli/download/publicacaoonline/Literaturas/3.pdf. Acesso em: 15 mar. 2020.
HALLIDAY, Michael; MATTHIESSEN, Christian (Org.). An introduction to Systemic Functional Grammar. Reino Unido: Hodder Arnold, 2004.
HATOUM cria sua cidade encantada. Folha de São Paulo Ilustrada, São Paulo, 8 fevereiro de 2008. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2702200807.htm.
HATOUM, Milton. Órfãos do Eldorado. São Paulo: Companhias das Letras, 2008.
HATOUM, Milton. Orphans of Eldorado. Traduzido por John Gledson. 1 ed. Grã-Bretanha: Canongate Books Ltd, 2009.
HOUAISS, Antônio et al. Pequeno dicionário Houaiss da língua portuguesa. 1. ed. São Paulo: Moderna, 2015.
IEDEMA, Rick. Multimodality, resemiotization: extending the analysis of discourse as multi-semiotic practice. In: Visual Communication, Londres, p. 29-57, 2003.
JAKOBSON, Roman. Linguística e comunicação. São Paulo: Editora Pensamento Cultrix LTDA, 2001.
KAINDL, Klaus. Multimodality and translation. In: The Routledge Handbook of Translation Studies. Nova Iorque: Routledge, 2013, cap.19, p. 257-270.
KRESS, Gunther. Before writing: Rethinking the paths to literacy. New York: Routledge, 2005. ¬¬
KRESS, Gunther; van LEEUWEN, Theo. Reading images: the grammar of visual design. 2 ed. Nova Iorque: Routledge, 2006.
¬¬______; Colour as a semiotic mode: notes for a grammar of colour. In: Visual Communication, Londres, p. 343 – 368, 2002.
¬¬¬______; Multimodal Discourse: the modes and media of contemporary communication. Londres: Arnold, 2001.
LINDBERG, Christine. Oxford American Writer’s Thesaurus. 3 ed. Nova Iorque: Oxford University Press, 2012.
MOTTA-ROTH, Desirée; HENDGES, Graciella. Explorando modalidades retóricas sob a perspectiva da multimodalidade. In: Letras UFSM, Santa Maria, v. 20, n.
40, p. 43-66, 2010.
THE 50 greatest British writers since 1954. The Times, Reino Unido, 5 de janeiro de 2008. Disponível em: https://www.thetimes.co.uk/article/the-50-greatest-british-writers-since-1945-ws3g69xrf90.
VAN DIJK, Teun. Discourse and Power. Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2008.
VAN LEEUWEN, Theo. The language of colour: an introduction. London:
Routledge, 2011.
YALLOP, Colin. The construction of equivalence. In: Exploring translation and multilingual text production: beyond content. Nova Iorque: Mounton de Gruyter, 2001, cap.8, p. 229-248.
Publicado
2020-05-18
Como Citar
Gomes Monteiro Souza, V., & Machado Soares, N. M. (2020). UMA TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA DE ÓRFÃOS DO ELDORADO SOB A PERSPECTIVA FUNCIONAL. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA (ISSN: 2358-212X), 9(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/3606
Seção
Artigos