Mitos antigos e modernos como recurso didático: uma experiência nas escolas

  • Julia Lobato Pinto de Moura Universidade Federal do Acre
Palavras-chave: Mitologias, Interculturalidade, Ensino de Geografia e História.

Resumo

Este artigo visa apresentar as reflexões e os resultados do projeto de extensão intitulado “Etnogeografias e Histórias dos Antigos: contadores nas escolas”, desenvolvido de junho a novembro de 2016. O projeto objetivou experimentar caminhos para aplicação da Lei nº 11645/08 que incluiu no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”, mas ainda é um desafio, ficando muitas vezes restrito ações esporádicas. Interessa-nos propor um olhar sobre o ensino de Ciências Humanas a partir de uma perspectiva intercultural, que atente para a ideia de produção do conhecimento para além do eurocentrismo e do cientificismo. As etnogeografias, a ecologia de saberes e a perspectiva dos Estudos Culturais, com base nas proposições de Claval, Santos, Hall e Williams, constituem o referencial teórico. O projeto de extensão esteve articulado a uma pesquisa bibliográfica e documental para elaborar e levar as escolas um plano de aula na área de Geografia e História sobre formação do povo e do território brasileiro. Utilizando narrativas de tradição oral da cultura afro-brasileira e indígena, e tratando da desmitificação de personagens históricos, buscamos promover um diálogo intercultural e crítico sobre o tema com alunos do terceiro ano do Ensino Médio.

Biografia do Autor

Julia Lobato Pinto de Moura, Universidade Federal do Acre
Mestre em Letras: Linguagem e Identidade pela Universidade Federal do Acre (2016). Licenciada em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Especialista em Metodologia do Ensino Superior (2010) e Geoprocessamento aplicado à Análise Ambiental (2013), ambas pela Faculdade Barão do Rio Branco. Professora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Acre, na área de Geografia Humana e Ensino de Geografia, desde 2012 e desenvolve atividades de pesquisa e extensão nas áreas de ensino, linguagens e geografia cultural.

Referências

ACRE. Comissão Pró-Índio (org.) Índios no Acre: História e Organização. 2ª ed. Rio Branco 2002

ACRE, Secretaria do Estado de Educação. Série Orientações Curriculares para o Ensino Médio Caderno 1 – Geografia. Rio Branco, 2010.

ACRE, Secretaria do Estado de Educação. Série Orientações Curriculares para o Ensino Médio Caderno 1 – História. Rio Branco, 2010.

ADORNO, Theodor W., HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: J. Zahar Editor, 1985.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos: Apresentação dos temas transversais – Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Lei Nº 11645 de 2008 que altera a Lei no 9.394,/1996, modificada pela Lei no 10.639/2003. Disponível em: https://goo.gl/QQUA9P

CLAVAL, Paul. História da Geografia. Edições 70: Lisboa/ Portugal, 2006.

CLAVAL, Paul. Etnogeografias- conclusão. Traduzido por NÓBREGA, Maria Lúcia Maia. Revista Espaço e Cultura, UERJ, RJ, N.7, p.69- 74, Jan/Jun de 1999.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 1972.

CRUZ, Caroline Silva, JESUS, Simone Silva Lei 11.645/08: A escola, as relações étnicas e culturais e o ensino de história - algumas reflexões sobre essa temática no PIBID. Trabalho XXVII Simpósio Nacional Historia, Natal, RN, 22-26 julho, 2013.

GATINHO, Andrio Alves. As dificuldades da implementação da educação das relações étnico-raciais no Município de Rio Branco- AC XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino - UNICAMP - Campinas – 2012.

HALL, Stuart. Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Org. Liv Sovik. Belo Horizonte: Editora UFMG, Brasília: Representação da UNESCO no Brasil, 2003.

PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia das Letras, 2001

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do pensamento abissal: Das linhas globais a uma ecologia de saberes. Revista NOVOS ESTUDOS, nº 79, NOVEMBRO 2007.

SANTANA, José Valdir Jesus. Tensões e desafios para a implantação da lei 10.639/03 no município de Itapetinga – BA. Revista África e Africanidades - Ano 2 - n. 8, fev. 2010.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE. Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI – 2011-2014: a UFAC construindo o futuro no cenário da Amazônia Ocidental. Comissão Plano de Desenvolvimento Institucional - Rio Branco: EDUFAC, 2011.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Sociedade: de Colerigde à Orwell Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

Publicado
2017-12-18
Seção
EDUCAÇÃO