A inscrição parresiástica do dizer sobre a educação nacional

efeitos de verdade e de subjetivação

Palavras-chave: Discurso. Educação Brasileira. Self do Professor.

Resumo

Este trabalho objetiva discutir a marcação discursiva dos textos oficiais da educação brasileira, tocando no conjunto de dizibilidades midiáticas que transitam a partir deles. Importa analisar a verdade como uma produção atrelada a condições históricas determinadas pela relação saber-poder, o que permite discutir o sentido como um efeito e o discurso como prática, ambos funcionando como marcadores de subjetividade e como balizadores de um self do professor. Além disso, volta-se para a produção da verdade e para os efeitos de parresía vinculados à legislação nacional e ao sujeito-professor, sob o trajeto do franco-falar.  O trabalho ancora-se nos estudos da Análise do Discurso de tradição francesa e no método arqueogenealógico de Michel Foucault. O estudo aponta para a produção de saberes e circulação de verdades que marcam a subjetividade/self do professor, a partir de uma positividade que instiga e imputa determinadas formas de ser e modos de agir.

Referências

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 14 jan 2020.

BRASIL/MEC. Presidência da República. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF, 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: 14 jan 2020.

BRASIL/MEC. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2016. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/>. Acesso em: 14 jan 2020.

FOUCAULT. Arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. In: MOTTA, Manuel Barros da. (Org.). Ditos e Escritos I. 2 ed. Trad. Elisa Monteiro. Rio de janeiro: Forense Universitária, 2005.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 2006.

FOUCAULT, M. A Arqueologia do Saber. Trad. de Luiz Felipe Baeta Neves. 8 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Trad. Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2009.

FOUCAULT. M. A hermenêutica do sujeito. Trad. de Márcio Alves da Fonseca e Salma Tannus Muchail. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, M. Subjetividade e Verdade. Trad. de Rosemary Costhek Abílio. São Paulo: Martins Fontes, 2016.

GREGOLIN, M. R. Foucault e Pêcheux na análise do discurso: diálogos & duelos. 3 ed. São Carlos: Editora Claraluz, 2007.

GROS, F. A parrhesia em Foucault. In: GROSS, F. (Org.). FOUCAULT: a coragem da verdade. Trad. de Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola 2004.

ORLANDI, E. P. Análise do Discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Pontes, 2007.

PIOVEZANI FILHO, C. F. Política midiatizada e mídia politizada: fronteiras mitigadas na pós-modernidade. In: GREGOLIN, Maria do Rosário (Org.). Discurso e Mídia: a cultura do espetáculo. São Paulo: Claraluz, 2003.

PEREZ, T. (Org.). BNCC: a Base Nacional Comum Curricular na prática da gestão escolar e pedagógica. São Paulo: Editora Moderna, 2018.

RHAEKYRION, G. M. A valorização dos professores e da educação é o segredo de países ricos. A Folha de Hoje. 2019. Disponível em: <https://www.afolhahoje.com/a-valorizacao-dos-professores-e-da-educacao-e-o-segredo-de-paises-ricos/> Acesso em: 14/01/2020.

SANTOS, A. G P. O espetáculo de imagens na ordem do discurso: a política americana nas lentes da mídia. Brasília: Editora Kiron, 2012.

SILVA, F. V. Pensando a formação do professor de língua portuguesa num viés discursivo. In: SILVA, Antonia Marly Moura da; CARVALHO, Ana Maria de; [et al]. (Orgs.). Tessituras do discurso: múltiplas perspectivas. São Carlos: Pedro & João, 2019.

SILVA, R. S. A valorização dos professores e a melhora da aprendizagem. Folha de São Paulo. 2019. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2019/11> Acesso: 14/01/2020.

VEIGA-NETO, A. É preciso ir aos porões, Revista Brasileira

de Educação. Rio de Janeiro, v. 17, n. 50, maio-ago. 2012, p. 267-492. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v17n50/v17> Acesso em: 02/01/2020.

VIANA, J. G. O corpo masculino enredado pelas teias do saber/poderser na men’s health. In: SILVA, Antonia Marly Moura da; CARVALHO, Ana Maria de; [et al] (Orgs). Tessituras do discurso: múltiplas perspectivas. São Carlos: Pedro & João, 2019.

Publicado
2020-12-07
Como Citar
Michele, M., & Genário, A. (2020). A inscrição parresiástica do dizer sobre a educação nacional : efeitos de verdade e de subjetivação. Muiraquitã: Revista De Letras E Humanidades, 8(2). https://doi.org/10.29327/210932.8.2-20