REGISTROS DE VIAJANTES SOBRE A INSTRUÇÃO PÚBLICA PRIMÁRIA NA PROVÍNCIA DO PARÁ NO SÉCULO XIX

Autores

Resumo

Este estudo tem objetivo analisar registros de viajantes sobre a instrução pública primária como política de divulgação do Brasil na Europa. Trata-se de uma pesquisa documental, fundamentada nos estudos subalternos e decoloniais. Entre as fontes analisadas destacam-se: relatório de viajem do naturalista Domingos Soares Ferreira Penna, publicado na obra “Notícia geral das Comarcas de Gurupá e Macapá”, registros de viajem do casal norte-americano Elisabeth e Agassiz, publicados no livro “Voyage au Brésil", relatório de Antônio Gonçalves Dias, sobre suas viagens as províncias do Norte pela Comissão de Instrução Pública publicada no anexo da obra de José Ricardo Pires de Almeida, "L`Instruction Publique au Brésil – Histoire – Legislation", e a obra “Le Brésil” organizada pelo paraense Frederico José de Santa-Anna Nery. Os resultados da investigação nos levaram a compreender que a escrita da História da Educação no Brasil no século XIX, mobilizou diferentes sujeitos, entre eles viajantes, cientistas, poetas e políticos. As primeiras obras não estavam associadas diretamente a esfera educacional, mas na esfera política com a divulgação do Brasil na Europa nas exposições internacionais, ou em relatórios encomendados pelo governo imperial sobre a Instrução Pública no âmbito das províncias.

Palavras-Chave: Viajantes; Província do Pará; Século XIX; Instrução Pública.

Downloads

Publicado

2021-12-31