DISCURSO E REPRESENTAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS: necessidade para uma construção dialógica

2. A ORALIDADE NA CONTRAMÃO DO NORMATIVO

Autores

  • Eldo Carlos Gomes Barbosa Shanenawa ufac mestrado ppgli

Resumo

No presente trabalho pretendo desenvolver um texto crítico quanto ao indígena no contexto soacial, perpassando o universitário, a sua representação pelo não-indígena e a conceituação de suas identidades na busca de sua inferiorização. Procurarei também enfatizar a importância da oralidade para os povos indígenas. A partir disso, utilizarei alguns referenciais teóricos como Bakhtin (2006), Focault (1996) e Munduruku (2017). Será problematizado a importância do diálogo mútuo com os ovos indígenas, entrevendo a história escrita não sobre nós, mas conosco.

Downloads

Publicado

2021-11-22