A RESISTÊNCIA CATÓLICA NA DITADURA MILITAR (1964-1985): O LEGADO DO PADRE IBIAPINA COMO PRECURSOR DA OPÇÃO PELOS POBRES

  • Noemia Dayana de Oliveira Universidade Federal de Campina Grande

Resumo

A historiografia brasileira nos últimos quinze anos priorizou as discussões acerca da Ditadura Militar numa perspectiva revisionista, de modo que as contribuições realizadas pelos estudiosos marxistas ficaram relegadas ao segundo plano. Esta tendência que havia sido dominante nas universidades em fins do século XX, colaborou para os estudos realizados acerca das relações entre a Igreja Católica e a Ditadura Militar, além de que as práticas realizadas nas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) tinham orientações pautadas nas concepções do materialismo histórico. Nesse sentido, objetivamos analisar um dos ícones católicos que teve proeminente referência na práxis católica nordestina nos anos de chumbo, como uma espécie de pioneiro da Igreja dos Pobres no Brasil – o padre cearense José Antônio de Maria Ibiapina. Com isso, pretendemos avaliar qual foi a contribuição do reverendo, atuante nos sertões nordestinos na segunda metade do século XIX, para os movimentos católicos de base cem anos depois da sua morte.   

Publicado
2019-12-23
Seção
ARTIGO