DETERMINANTES DA REINCIDÊNCIA PRISIONAL EM RIO BRANCO – ACRE

  • Melquesedeque Sage Brilhante Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Rubicleis Gomes da Silva Universidade Federal do Acre - UFAC

Resumo

O artigo aborda o sistema de reincidência prisional na capital do estado do Acre, caracterizando os indivíduos variáveis socioeconômicas. A metodologia utilizada foi o modelo logit. Observou-se que estado civil na primeira entrada, carteira assinada, curso profissionalizante e estado civil dos pais contribuem para a redução da propensão a reincidência prisional. Conclui-se que políticas de segurança pública, para que possuam impactos significativos e longevos, devem partir do diagnóstico dos determinantes da atividade criminal. Sem entender a gênese do crime, a efetividade do combate à violência estará prejudicada, pois a atividade criminosa é um “produto” que se realiza reduzindo bem-estar da sociedade.

Publicado
2019-11-04
Como Citar
Melquesedeque Sage Brilhante, & Rubicleis Gomes da Silva. (2019). DETERMINANTES DA REINCIDÊNCIA PRISIONAL EM RIO BRANCO – ACRE . ARIGÓ - Revista Do Grupo PET E Acadêmicos De Geografia Da Ufac, 2(1), 50-52. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/arigoufac/article/view/3000