AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE CENOURA (Daucus carota L.) SOB CULTIVO ORGÂNICO EM AMBIENTE PROTEGIDO NO MUNICÍPIO DE MÂNCIO LIMA – AC

  • Cleilson Dourado da Silva Júnior Universidade Federal do Acre - UFAC
  • João Paulo Marim Sebim Universidade Federal do Acre - UFAC https://orcid.org/0000-0002-2188-180X
  • Alana Silva de Souza Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Charniele Freitas da Costa Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Arthur Uially da Silva Santos Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Vitória Filgueira Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Niqueli Cunha da Costa Sales Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Aniquely Ferreira Gomes Morais Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Sebastiana de Oliveira Amorim Universidade Federal do Acre - UFAC https://orcid.org/0000-0001-8196-2014
  • Hiroshe de Souza Ikuno Universidade Federal do Acre - UFAC
  • Leonardo Barreto Tavella Universidade Federal do Acre - UFAC

Resumo

Introdução: A cenoura (Daucus carota L.) é a quinta hortaliça mais cultivada no Brasil, sendo encontrada em larga escala nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do país. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade de plantas de cenoura de quatro cultivares (Alvorada, Brasília, Nantes e Suprema). Materiais e Métodos: O experimento foi conduzido no período de novembro de 2017 a fevereiro de 2018 na Chácara Vô Raimundo, localizada no município de Mâncio Lima, Acre. Adotou-se o delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições (cultivares de cenoura). Foram avaliadas a altura de plantas em cm (medida do solo até a extremidade das folhas mais altas, esticando-as), comprimento de raízes (cm), diâmetro de raízes (mm), massa fresca total das raízes (g), massa fresca de raízes não comerciais (g), massa seca de raízes (g), massa fresca da parte aérea (g), massa seca da parte aérea (g) e produtividade total (t ha-1). Os resultados obtidos para as variáveis foram submetidos à análise de variância pelo teste F, e as médias submetidas ao teste de Tukey a 5%. Resultados: De acordo com os resultados obtidos, concluiu-se que as cultivares não possuem diferença significativas entre si. Considerações finais: A cultura apresentou dificuldade em alcançar o tamanho comercial de raiz no seu ciclo vegetativo, o que está interligado as temperaturas superiores ás indicadas a cultura e a sensibilidade da mesma a esse fator.

Publicado
2019-11-03
Como Citar
Cleilson Dourado da Silva Júnior, João Paulo Marim Sebim, Alana Silva de Souza, Charniele Freitas da Costa, Arthur Uially da Silva Santos, Vitória Filgueira, Niqueli Cunha da Costa Sales, Aniquely Ferreira Gomes Morais, Sebastiana de Oliveira Amorim, Hiroshe de Souza Ikuno, & Leonardo Barreto Tavella. (2019). AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE CENOURA (Daucus carota L.) SOB CULTIVO ORGÂNICO EM AMBIENTE PROTEGIDO NO MUNICÍPIO DE MÂNCIO LIMA – AC. ARIGÓ - Revista Do Grupo PET E Acadêmicos De Geografia Da Ufac, 2(1), 11. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/arigoufac/article/view/2999