As RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E A INTERCULTURALIDADE NA EDUCAÇÃO

UMA CONTRIBUIÇÃO DA DECOLONIALIDADE

  • SAWANA ARAÚJO DE SOUZA PPGE/UFPB
  • Wilson Honorato Aragão PPGE/MGVOA/UFPB

Resumo

##submission.abstract.wordCount.description##

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Referências

BRASIL. Constituição do Brasil de 1988. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.
_______. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Resolução nº01/2004. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.

_______. Planalto. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (nº9394/1996). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 13 dez. 2018.

_______. Lei Federal nº 10.639/2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e cultura Afro-Brasileira” e dá outras providências. Brasília, 2003. Disponível em:. Acesso em: 13 dez. 2018.

______. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Terceira versão. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em 15 dez 2018

BARONNET, Bruno; URIBE, Medardo Tapia (coordinadores Educación e interculturalidad: política y políticas. p.203. 2013

CANDAU, Vera Maria. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação. v. 13 n. 37 jan./abr. 2008. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1413-247820080001&lng=en&nrm=iso/. Acesso em 17 nov.2018
FANON, Frantz. Pele Negra, Máscara Branca: lugar de negro na França. Tradução Renato Silveira. Salvador: EDUFPB, 2008.

FLEURI, Reinaldo Matias. Interculturalidade, identidade e decolonialidade: desafios políticos e educacionais. Série-Estudos. Campo Grande, MS, n. 37, p. 89-106. 2014

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GOMES, Nilma Lino. Intelectuais Negros e Produção do Conhecimento: algumas reflexões sobre a realidade brasileira. In: MENESES, Maria Paula; SANTOS, Boaventura de Sousa. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

______.O movimento negro educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. Petrópolis, RJ: Vozes, 154 p. 2017.

HALL, Stuart Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

NASCIMENTO, Abdias. Quilombismo: um conceito emergente do processo histórico-cultural da população afro-brasileira. In: NASCIMENTO, Elisa Larkin (Org.). Afrocentricidade: uma abordagem epistemológica inovadora. São Paulo: Selo Negro, p. 197-218, 2009.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2013.

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Petrópolis: Vozes, 1999.

QUIJANO, Aníbal: Colonialidade do poder e classificação social. In: MENESES, Maria Paula; SANTOS, Boaventura de Sousa. Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

REIS, Maurício de Novais; ANDRADE, Marcilea Freitas Ferraz de. O pensamento decolonial: análise, desafios e perspectivas. Revista Espaço Acadêmico.nº202.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

WALSH, Catherine (ED.). Interculturalidad, plurinacionalidad y decolonialidad: las insurgencias político epistémicas de refundar el Estado. Tabula Rasa. Bogotá - Colombia, No.9: 131-152, julio-diciembre 2008

______. Pedagogías Decoloniales: prácticas insurgentes de resistir, (re)existir y (re)vivir. tomo i. quito, ecuador: ediciones abya-yala, p. 553 2013.
Publicado
2020-01-28
Como Citar
DE SOUZA, S. A., & Honorato Aragão, W. (2020). As RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E A INTERCULTURALIDADE NA EDUCAÇÃO: UMA CONTRIBUIÇÃO DA DECOLONIALIDADE . South American Journal of Basic Education, Technical and Technological , 6(2), 685-698. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/3210
Seção
Artigos Originais Ciências Humanas