CHICO REI

DE ARINOS AO MOVIMENTO NEGRO

  • Silnara Kelly Santos Faustino Universidade Federal de São João Del Rei

Resumo

Para falar de Chico Rei é necessário falar também sobre o congado e as irmandades de homens de cor. Chico Rei é um lendário rei negro, trazido como escravo ao Brasil, e levado para trabalhar nas minas das Gerais. Se fez bom escravo e com muito trabalho comprou sua alforria. Liberto, comprou sua própria mina e se dedicou a extração de ouro para a compra de alforrias de outros negros cativos. Figura mitológica, narrada como o construtor da Igreja de Santa Efigênia no Alto da Cruz de Vila Rica, como confrade da Irmandade do Alto Cruz e devoto de Nossa Senhora do Rosário e dos santos negros católicos. Citado em obras desde o início do século XX, se torna figura presente em citações que tratam da tradição mineira e seu folclore. Passa pelo movimento modernista como fonte de valorização do patrimônio cultural e histórico de Ouro Preto. É Rei do congado e protagonista da narrativa de muitos congadeiros mineiros. Objeto de pesquisa de alguns historiadores, presente nos trabalhos de folcloristas e símbolo de resistência em movimentos sociais de valorização e resistência negra atualmente. Não se trata se Chico Rei existiu ou não, mas de que forma sua “existência” permanece nos dias atuais.

 

PALAVRAS-CHAVE: Chico Rei. Congado. Movimento Negro.

Publicado
2020-11-18