A CONSTRUÇÃO DE MASCULINIDADES ATRAVÉS DA ´CARNE VERMELHA´: DOIS CASOS DE ESTUDO NA PUBLICIDADE PORTUGUESA

  • Rui Pedro Fonseca Centro de Investigação de Estudos em Sociologia - Instituto Universitário de Lisboa

Resumo

No âmbito do consumo alimentar, designadamente de produtos de origem animal, a publicidade proporciona enquadramentos básicos de cognição social, potencialmente agregadores de crenças e de atitudes amplamente partilhadas pela população consumidora – fundando as percepções relativamente aos animais explorados para o efeito em relações instrumentais. Através de uma contextualização sustentada por autores/referências, bem como através de uma análise de dois casos de estudo, este artigo sustenta que a “carne vermelha” surge representada na publicidade portuguesa como um “alimento” central, apropriado para servir de base para a interação, convivência e coesão social, mas também altamente masculinizado - quer nos seus processos de preparação, quer nas práticas de consumo. Conjuntamente às atribuições simbólicas relativamente à “carne vermelha” e aos modelos de masculinidade, este artigo também sustenta que as omissões, relativamente aos processos de produção relativos aos animais não-humanos, cumprem um papel fundamental nas representações publicitárias.  

Biografia do Autor

Rui Pedro Fonseca, Centro de Investigação de Estudos em Sociologia - Instituto Universitário de Lisboa
Investigação em regime de pós doutoramento no Centro de Investigação de Estudos em Sociologia - Instituto Universitário de Lisboa
Publicado
2017-12-19
Como Citar
Fonseca, R. P. (2017). A CONSTRUÇÃO DE MASCULINIDADES ATRAVÉS DA ´CARNE VERMELHA´: DOIS CASOS DE ESTUDO NA PUBLICIDADE PORTUGUESA. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA (ISSN: 2358-212X), 6(2). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/1529
Seção
Artigos