DISCUTINDO GÊNERO E ALTERIDADE COM ADOLESCENTES EM ESPAÇOS SOCIALMENTE VULNERÁVEIS ATRAVÉS DA FICÇÃO CIENTÍFICA

Palavras-chave: Ficção Científica, Gênero, Cinema, Literatura, Educação não-formal

Resumo

O presente artigo se propõe a refletir sobre o potencial do gênero da ficção científica, tanto na literatura quanto no cinema, para o debate de questões socioculturais, como as relações de gênero e alteridade. Dada à popularidade do gênero da ficção científica, e partindo da concepção de que os indivíduos não são passivos diante dos símbolos disseminados pela mídia, reconhece-se o potencial problematizador presente nos produtos culturais como meio de oferecer recursos para contestação e oposição a um discurso dominante. Para tanto, foram selecionadas duas obras de ficção científica - o livro “A Mão Esquerda da Escuridão”, de Ursula K. Le Guin, e o filme “A Chegada”, de Denis Villeneuve - para a realização de atividades lúdicas a partir da metodologia da pesquisa-ação com adolescentes de um espaço de educação não formal. Os resultados dessas atividades demonstram como uma abordagem lúdica a partir de produtos culturais estimula o envolvimento das/dos adolescentes frente aos temas propostos. Assim, ao identificar a metáfora do “Outro alienígena” e reconhecer nos grupos marginalizados a alteridade, ou ao refletir sobre as questões de gênero presentes em um mundo alternativo, as/os jovens puderam refletir a respeito das questões sociais presentes nas obras de ficção científica, bem como acerca de si mesmos enquanto jovens em posição de alteridade dado o contexto de vulnerabilidade social em que estão inseridos.

Biografia do Autor

Livia Delgado Leandro da Cruz, Universidade de São Paulo

Bacharela em Gestão de Políticas Públicas e Mestranda em Estudos Culturais pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. 

Thaís Saboya Teixeira

Bacharela em Lazer e Turismo e Mestranda em Estudos Culturais pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Emerson Ferreira Gomes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) e Doutor em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo.

Referências

ALLEN, L. David. No Mundo da Ficção Científica. São Paulo: Summus Editorial, 1974.
BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo: fatos e mitos / Simone de Beauvoir; tradução Sérgio Milliet. – 3. Ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016.
BERTH, Joice. Empoderamento. São Paulo: Pólen, 2019.
BESSON, A. N. N. E. Aux frontières du réel: les genres de l’imaginaire. La Revue des livres pour enfants, n. 274, 2013.
BRAKE, Mark; THORNTON, Rosi. Science fiction in the Classroom. Physics Education, Bristol, v. 38, n. 1, p. 31-34, 2003.
CALVIN, Ritch. Feminist Science Fiction. A Virtual Introduction to Science Fiction. Ed. Lars Schmeink. Web, 2012.
CHIANG, Ted. História da sua vida. In: História da sua vida e outros contos. Tradução de Edmundo Barreiros. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2016.
DUSCHATZKY, Silvia; SKLIAR, Carlos. O nome do outros: Narrando a alteridade na cultura e na educação. In: Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença/organização por Jorge Larrosa e Carlos Skliar; tradução de Semírames Gorini da Veiga – Belo Horizonte: Autêntica, p.119- 138, 2001.
ECO, Umberto. Os mundos da ficção científica. In: Sobre os espelhos e outros ensaios. Traduzido por Beatriz Borges. 3. Ed, Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.
FLICKER, Eva. Between Brains and Breasts—Women Scientists in Fiction Film: On the Marginalization and Sexualization of Scientific Competence. Public Understanding of Science, v. 12, n. 3, p. 307–318, 2003.
FREEDMAN, Estelle. No Turning Back: The History of Feminism and the Future of Women. New York: Ballantine, 2002.
GEORGE, Susan A. Gendering science fiction films: invaders from the suburbs. New York: Palgrave Macmillan, 2013.
GUIN, Ursula K. Le. A Mão Esquerda da Escuridão. São Paulo: Aleph, 2008.
KAPLAN, Elizabeth Ann. A mulher e o cinema: os dois lados da câmera. Tradução de Helen Marcia Potter Pessoa. Rio de Janeiro: Rocco, 1995.
KELLNER, Douglas. A Cultura da mídia – estudos culturais: Identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. São Paulo: EDUSC, 2001.
MARTÍN-DÍAZ, María Jesús; PIZARRO, A; BACAS, P.; GARCÍA, J. P.; PERERA, F. Science fiction comes into the classroom: Maelstrom II. Physics Education, v. 27, 1992.
MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. São Paulo: Brasiliense, 1997.
MORENO, Rachel. A Imagem da Mulher na Mídia: controle social comparado. São Paulo: Expressão Popular, 2017.
MOVIE Budget and Financial Performance Records. The Numbers. Disponível em: . Acesso em: 18 de maio de 2020.
OLIVEIRA, Fátima Régis de. Ficção Científica: uma narrativa da subjetividade homem- máquina. Contracampo, Niterói, v. 9, n. 1, p.177-198, 2º sem., 2003.
PIASSI, Luís Paulo C. A ficção científica como elemento de problematização na educação em ciências. Ciênc. educ. (Bauru), v. 21, n. 3, 2015.
PUPO, Stella Cêntula; OLIVEIRA, Tuany; GOMES, Emerson; VIEIRA, Rui; SANTOS, Emerson; PIASSI, Luís Paulo. Ciência, Tecnologia, Mídia e Igualdade de Gênero: Estratégias de Comunicação Científica. E-COM (BELO HORIZONTE), v. 10, p. 42-62, 2017.
SÃO PAULO. Prefeitura de São Paulo – Assistência Social. Norma Técnica dos Serviços Socioassistenciais: Proteção Social Básica. Prefeitura de São Paulo, São Paulo, 2012.
TAVARES, Bráulio. O que é ficção científica. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1992.
VILLENEUVE, Denis; LEVY, Shawn; LEVINE, Dan; RYDER, Aaron; LINDE, David. A Chegada. Los Angeles: Sony Pictures, 2016. DVD (116 min.). Título original: Arrival.
ZIRANGUE, Rajaram S. Feminist Science Fiction: images of future women. Asian Quaterly, X, v. 7, n. 4, p.9-18, fev. 2010.
Publicado
2020-11-09
Como Citar
Delgado Leandro da Cruz, L., Saboya Teixeira, T., & Ferreira Gomes, E. (2020). DISCUTINDO GÊNERO E ALTERIDADE COM ADOLESCENTES EM ESPAÇOS SOCIALMENTE VULNERÁVEIS ATRAVÉS DA FICÇÃO CIENTÍFICA. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA (ISSN: 2358-212X), 9(2). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/3905
Seção
Artigos