HORIZONTES TEÓRICOS PARA DEBATER A CONSTITUIÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIOCOMUNICACIONAIS

  • Livia Freo Saggin Universidade do Vale do Rios dos Sinos (UNISINOS)
  • Thaisy Finamor
  • Maria Isabel Ramos
Palavras-chave: Movimentos sociais; Movimentos sociocomunicacionais; Cidadania; Cidadania comunicativa; Sujeitos comunicantes.

Resumo

O trabalho tem como objetivo apresentar e debater ideias de natureza teórica, fruto de observações e de reflexões de três pesquisas que investigam fenômenos da comunicação comunitária em imbricação com o desenvolvimento da cidadania comunicativa. No cerne do trabalho, encontram-se propostas para repensar teoricamente o arranjo e a organização dos ditos movimentos sociais, entendendo-os a partir de uma renovada configuração, de natureza sociocomunicacional. Como aporte metodológico, além de contar com um relato das pesquisas que embasam este artigo, apresenta-se, também, os resultados obtidos através da movimentação de pesquisa da pesquisa, que delineiam a escassez de trabalhos que problematizem os movimentos sociocomunicacionais e suas relações com a conquista da cidadania comunicativa. Como resultado principal, o artigo apresenta ideias e argumentações para a ampliação do entendimento dos movimentos sociocomunicacionais contemporâneos e das ações comunicacionais dos sujeitos partícipes dos mesmos.

Referências

ALLES, Natália Ledur. Boca De Rua: representações sociais sobre população de rua em um jornal comunitário. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Informação – Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Porto Alegre, 2010.

ALMEIDA, Cristóvão; GUINDANI, Joel; MORRIGI, Valdir. A rádio comunitária como prática de cidadania comunicativa. Revista Famecos, v.18, n.3, set/dez. 2011. Disponível em: ; Acesso em 16 de maio de 2018.

BONIN, Jiani Adriana. Explorações sobre práticas metodológicas na pesquisa em comunicação. Revista Famecos, v. 15, n. 37, dez/ 2008. Disponível em:< http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/4809>; Acesso em 22 de maio de 2018.

BONIN, Jiani; SAGGIN, Lívia. Perspectivas para pensar as inter-relações entre sujeitos comunicantes e mídias digitais na constituição de cidadania comunicativa. Conexão – Comunicação e cultura, v. 16, n. 32, jul./dez. 2017. Disponível em: < http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conexao/article/view/5665>; Acesso em 12 abril 2018.

CAMACHO, Carlos Azurduy. El derecho a la información como práctica de formación y desarrollo de la ciudadanía comunicativa. Revista Probidad. n. 24, set 2003.

CAMARA, Guilherme Dornelas. A Práxis no jornal Boca De Rua: de “Gente Invisível” a questionadores do mundo. Dissertação (Mestrado em Administração – Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Porto Alegre, 2008.

CARTER, Miguel. Combatendo a desigualdade social. O MST e a Reforma Agrária no Brasil. São Paulo: Editora UNESP, 2008.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança, movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 1994.

CORTINA, Adela. Cidadãos do mundo: para uma teoria da cidadania. São Paulo: Loyola, 2005.

FAUSTO NETO, Antônio. As bordas da circulação. Revista Alceu. Rio de Janeiro, v. 10, n. 20, 2010. p. 55-69.

FAUSTO NETO, Antônio. Midiatização: prática social, prática de sentido. In: Encontro Da Rede Prosul–Comunicação, Sociedade E Sentido. Unisinos: São Leopoldo, v.1, p. 15, 2006. Anais... São Leopoldo: Unisinos, 2006.

FINAMOR, Thaisy. O Movimento Sociocomunicacional dos Trabalhadores Rurais Sem Terra no Facebook: uma análise de práticas de cidadania comunicativa. Monografia - Jornalismo, Universidade Federal do Pampa (Unipampa), São Borja, 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Política e educação. São Paulo: Cortez, 1993.

GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais na contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação, v. 16, n. 47 mai/ago, 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v16n47/v16n47a05.pdf>; Acesso em: 3 de maio de 2018.

GOHN, Maria da Glória. História dos movimentos e lutas sociais, a construção da cidadania dos Brasileiros. São Paulo: Loyola, 2011.

MALDONADO, Alberto Efendy. A perspectiva transmetodológica na conjuntura da mudança civilizadora em inícios do século XXI. In: Perspectivas metodológicas em comunicação: desafios na prática investigativa. João Pessoa: Editora UFPB, 2008.

MALDONADO, Alberto Efendy. Perspectivas transmetodológicas na pesquisa de sujeitos comunicantes em processos de receptividade comunicativa. In: MALDONADO, Alberto Efendy (Org.). Panorâmica da investigação em comunicação no Brasil. 1. ed. Salamanca Espanha: Comunicación Social y Publicaciones, v. 1, p. 17-40, 2014.

MALDONADO, Efendy. Transmetodologia, cidadania comunicativa e transformação tecnocultural. Revista Intexto, Porto Alegre, UFRGS, n. 34, p. 713-727, set./dez. 2015.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Tecnicidades, identidades, alteridades: mudanças e opacidades da comunicação no novo século. In: MORAES, Dênis de (Org.). Sociedade Midiatizada. Traduções de Carlos Frederico Moura da Silva; Maria Inês Coimbra e Lucio Pimentel. Rio de Janeiro: Mauad, 2006.

MATA, Maria Cristina. Comunicación y ciudadanía. Problemas teórico-políticos de su articulación. Revista Fronteiras – estudos midiáticos, v. 3, n. 1, p. 5-15, jan-abril, São Leopoldo: Unisinos, 2006.

MOGLEN, Eben. El manifiesto puntoComunista. In: LAGO, Silvia (Org.). Ciberespacio y Resistencias. Exploración em la cultura digital. Buenos Aires: HekhtLibros, 2012.

MONJE, Daniela. Ciudadanía comunicativa: aproximaciones conceptuales y aportes metodológicos”. In: Padilla, Adrian.; Maldonado, Efendy. (Orgs.). Metodologías transformadoras (...), Caracas: Red AMLAT-UNESR-CEPAP, p. 179-199, 2009.

PERUZZO, Cicilia M. K. A comunicação no desenvolvimento comunitário e local, com cibercultur@. In: XXI Encontro Anual da Compós, 2012. Anais do XXI Encontro Anual da Compós. Juiz de Fora, MG: Compós, 2012. P. 1-15.

PERUZZO, Cicilia. Movimentos sociais, redes virtuais e mídia alternativa no junho em que “o gigante acordou”. Revista Matrizes, v. 7, n.2, 2013. Disponível em: < http://www.periodicos.usp.br/matrizes/article/view/69407/71977>; Acesso em: 4 de maio de 2018.

PERUZZO, Cicília. A comunicação nos Movimentos Sociais: exercício de um direito humano. Revista Académica de La Federación Latinoamericana de Facultades de Comunicación Social, n.82, set/dez 2010. Disponível em: Acesso em: 15 de junho 2018.

PERUZZO, Cicília. Aproximações entre a comunicação popular e comunitária e a imprensa alternativa no Brasil na era do ciberespaço. Revista Galáxia, n.17, p. 131-146, jun 2009. Disponível em: Acesso em: 15 de junho de 2018.

RAMOS, Maria Isabel. Jornalismo Comunitário no Jornal Boca de Rua: Perspectivas para pensar a cidadania comunicativa e os sujeitos comunicantes. 2018. Monografia - Jornalismo, Universidade Federal do Pampa (Unipampa), São Borja, 2018.

SAGGIN, Lívia Freo. Educomunicação comunitária: horizontes para repensar a educomunicação, a comunicação comunitária e a cidadania comunicativa. 2020. 562f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2008.

VERÓN, Eliséo. Esquema para el analisis de la mediatización. In: Diálogos de la Comunicación. Lima, n.48, out. 1997.

VERÓN, Eliseo. Teoria da midiatização: uma perspectiva semioantropológica e algumas de suas consequências. Revista Matrizes. v. 8, n. 1, jan-jun, 2014. Revista do programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo, USP. São Paulo, Brasil.

VIANA, Arthur. Múltiplos singulares: as inscrições de si da população de rua no jornal Boca de Rua. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Informação – Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Porto Alegre, 2019.

VIZER, Eduardo. Movimentos sociais: novas tecnologias para novas militâncias. In.: FERREIRA, Jairo; VIZER, Eduardo (Orgs.). Mídia e movimentos sociais, linguagens e coletivos em ação. São Paulo: Paulus, 2007.
WALLERSTEIN, Immanuel. O que significa hoje ser um movimento anti-sistêmico? In.: LEHER, Roberto; SETÚBAL, Mariana (Orgs.). Pensamento crítico e movimentos sociais, diálogo para uma nova práxis. São Paulo: Cortez, 2005.
WOTTRICH, Laura Hastenpflug. Cidadania comunicativa: apontamentos escassos de um campo de batalhas. IX Conferencia Brasileira de Mídia Cidadã, 2013.
Publicado
2020-06-27
Como Citar
Freo Saggin, L., Thaisy Guarda Finamor, & Maria Isabel Ramos. (2020). HORIZONTES TEÓRICOS PARA DEBATER A CONSTITUIÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIOCOMUNICACIONAIS. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA (ISSN: 2358-212X), 9(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/3691
Seção
Artigos