ENTRE O REAL E O FICCIONAL: EXAMINANDO A INFLUÊNCIA DAS SÉRIES MÉDICAS COM BASE NAS PERCEPÇÕES DOS ACADÊMICOS

  • Valdemir Soares dos Santos Neto Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI/SC)
  • Damaris Strassburger Universidade do Vale do Itajaí

Resumo

O presente estudo parte da hipótese de que as séries, em específico às que ancoram suas narrativas na temática do universo médico, podem influenciar a subjetividade do sujeito no que tange a escolha pelo curso de Medicina. A partir dos pressupostos teóricos referentes à produção televisual, em Duarte (2005; 2007; 2008) e Jost (2007; 2012), buscou-se compreender como tais narrativas são constituídas, para que, no segundo momento, a revisão da literatura auxiliasse na compreensão acerca da subjetividade do sujeito contemporâneo em torno das mídias, por meio de uma abordagem multidisciplinar. O método de coleta de dados deu-se através da aplicação de questionários e entrevistas em profundidade com acadêmicos do curso de Medicina da UNIVALI (Itajaí/SC), com o objetivo de examinar as percepções dos respondentes. Os resultados demonstram que a maioria dos acadêmicos acredita que as séries médicas podem contribuir com o processo de escolha do curso.

Publicado
2019-07-09
Como Citar
Santos Neto, V. S. dos, & Strassburger, D. (2019). ENTRE O REAL E O FICCIONAL: EXAMINANDO A INFLUÊNCIA DAS SÉRIES MÉDICAS COM BASE NAS PERCEPÇÕES DOS ACADÊMICOS. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA, 8(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/2472
Seção
Artigos