MEMÓRIA E CULTURA NERD: DO LAMBDA AO BAZINGA

  • Anderson Alves da Rocha Universidade do Estado de Minas Gerais Universidade Metodista de São Paulo

Resumo

O objetivo deste trabalho é relacionar postulados teóricos sobre a cultura e a memória, enquanto repositórios mediados pela comunicação de massa, como forma de criar e recriar o entendimento sobre o mundo. Para isso, será proposto como objeto de análise é a representação dos personagens nerd na cultura de massa, e sua transformação nas mídias massivas, como o cinema e a televisão, com o passar do tempo. Será realizado um breve histórico da cultura nerd e uma fundamentação sobre conceitos básicos a respeito da memória e da cultura, para posterior análise. Esta pesquisa está baseada nas discussões e interpretações de cultura e memória presentes nos estudos de Edgar Morin, Iúri Lotman e Jacques Le Goff.

Referências

FERNANDES, Luis Flávio; RIOS, Rosana. Enciclonérdia. São Paulo: Panda Books, 2011.

GOMES, Carolina de Oliveira; THEORGA, Fernando Didio Silva; COSTA, Rafael Rodrigues da. A Invasão Das HQ’s No Mundo Televisivo e Cinematográfico – Uma Análise Culturológica e Transmidiática Das Produções De Super-Heróis Da Marvel e DC. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. São Paulo – SP, 2016

GUARINELLO, Roberto Luiz. I Congresso de Ciências Humanas das Universidades Federais de Minas Gerais, São João del Rei, 1993

HOBSBAWM, Eric (org). A invenção das tradições. Rio de Janeiro Ed. Paz e Terra, 1997

KELLNER, Douglas. A Cultura da Mídia - estudos culturais: identidade e política entre o moderno e pós-moderno. Bauru, SP: Edusc, 2001

LE GOFF, Jacques. História e Memória. 5. ed. Campinas: Editora UNICAMP, 2003.

________________ História e Memória. V. 1.Lisboa: Lisboa, 2000.

________________ História e Memória. V. 2.Lisboa: Lisboa, 2000.

LOTMAN, Iúri M. La semiosfera I: semiótica de la cultura y del texto. Tradução de Desiderio Navarro. Valência: Frónesis Cátedra, 1996.

MACHADO, I. Escola de semiótica: a experiência de Tártu-Moscou para o estudo da cultura. Cotia: Ateliê Editorial; São Paulo: FAPESP, 2003.

MORIN, Edgar. Cultura de Massas no Século XX. Vol 1: Neurose. 10 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011.

________________ O cinema ou o homem imaginário. Lisboa: Moraes Editores, 1970. NUNES, Monica Rebecca Ferrari. A Emergência da cena cosplay nas culturas juvenis. Significação: Revista de Cultura Audiovisual. São Paulo, v. 41, n. 41, 2014.

PERALTA, Elsa. Abordagens teóricas ao estudo da memória social: uma resenha crítica. Arquivos da Memória: Antropologia, Escala e Memória. N 2, 2007,

SANTOS, Patrícia Matos dos. O Nerd Virou Cool: consumo, estilo de vida e identidade em uma cultura juvenil em ascensão. Dissertação (Mestrado em Comunicação). Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ, 2014.

SILVA, Soraya Madeira da. Is nerd the new sexy? Um estudo sobre a recepção da série televisiva The Big Bang Theory. Dissertação (Mestrado em Comunicação). Instituto de Cultura e Arte, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.

TURNER, Graeme. Cinema como prática social. São Paulo: Summus, 1997. VELHO, Ana Paula Machado. A Semiótica da Cultura: apontamentos para uma metodologia de análise da comunicação. Rev. Estud. Comun., Curitiba, v. 10, n. 23, p. 249-257, set./dez. 2009

YOKOTE, Guilherme Kazuo Lopes. O mundo dos nerds: imagens, consumo e interação. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

Publicado
2019-07-09
Como Citar
Rocha, A. A. da. (2019). MEMÓRIA E CULTURA NERD: DO LAMBDA AO BAZINGA. TROPOS: COMUNICAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURA, 8(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/2416
Seção
Artigos