Percepção de licenciandos em química acerca da formação inicial: qual licenciatura fazemos?

Autores

  • Daniel Moreira de Faria Universidade Federal de Minas Gerais
  • Nilma Soares da Silva Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

Relatos dos estudantes de licenciatura revelam que a formação docente no Brasil não costuma receber a mesma atenção dos cursos de bacharelado. O presente trabalho buscou identificar a percepção dos estudantes do curso de licenciatura em Química acerca da formação inicial. Para isso, foi realizado um estudo de campo seguido por uma análise qualitativa dos dados obtidos por uma entrevista semiestruturada realizada com 15 estudantes do curso de Química da Universidade Federal de Minas Gerais.  A partir desse instrumento de obtenção de dados constatamos: 1. ano de ingresso; 2. período predominante; 3. regularidade no curso; 4. o tipo de escola de origem (pública ou privada); 5. identificação com a docência; 6. conhecimento e opinião sobre a trajetória curricular; 7. opinião sobre as características e qualidade do curso; 8. satisfação individual; 9. problemas enfrentados pelos licenciandos; 10. aprendizados que acreditam ser essenciais ao bom desempenho da atividade docente. Concluímos a partir dos dados que: 1º) os estudantes consideram que há uma baixa oferta de disciplinas voltadas à área da Educação; 2º) o curso de licenciatura é visto como uma cópia do curso de bacharelado em boa parte da trajetória curricular; 3º) parece almejar a formação de bons pesquisadores, mas não de bons professores.

Downloads

Publicado

2021-10-08