Memórias, sensações e esperanças: as educações inclusivas em química sob a óptica de licenciandos

Autores

  • Fabiana Gomes Instituto Federal de Goiás
  • Alexandre Luiz Polizel Universidade Estadual de Londrina
  • Cristiane Beatriz Dal Bosco Rezzadori Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

Os currículos inclusivos e suas educações entoam o eco da cordialidade, das diferenciações e diversidades como constructos formativos de potência, que não cabem em uma educação das normatividades. O princípio do diverso é base para pensarmos as educações modernas e contemporâneas. É da preocupação cordial para com educações químicas outras que este manuscrito emerge, tendo por objetivo traçar considerações acerca das memórias, sensibilidades e esperanças de licenciandos em química para com as educações inclusivas. para tal foi proposto a escrita de um conto com traços memorísticos. A investigação à narrativa dos estudantes buscou acessar o pensamento dos sujeitos e o modo como compuseram, compõem e comporiam outras realidades possíveis. Vemos, expressos nos contos dos estudantes, uma sensação de esperança marcada pela proposição de educações que operacionalizam o cuidado para com o outro de modo afetivo, que lancem olhares de cordialidade entre todos, estudantes, professores e familiares.

Downloads

Publicado

2021-10-08